Infidelidade: 5 ideias da Psicanálise sobre infidelidade

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

A traição é um dos caminhos mais repudiáveis na sociedade, ainda que seja comum. Muitos acabam cedendo a um impulso de fugir da relação momentaneamente e se entregam a um caso ou casos. Entenda melhor como a infidelidade é vista pelos olhos da Psicanálise a partir de 5 aspectos.

O triângulo

A infidelidade se constrói sob a vista triangular do traidor, de quem foi traído e do ou da amante. Muitas pessoas não se limitam a relação que construíram saudavelmente com o parceiro e acabam se inclinando a uma traição. A ideia é experimentar tudo o que em casa não é possível. Em geral, causa bastante sofrimento.

Tudo depende diretamente da construção emotiva e social de um indivíduo. Isso porque os valores morais se aplicam diretamente na questão da traição. Alguém que cresceu sabendo do conceito moral do respeito dificilmente cederá ao impulso de trair seu companheiro. Do contrário, não pensará duas vezes em trair alguém.

A traição nada mais é do que a vontade de se suprir aquilo que não se conseguiu numa relação. O traidor busca nos amantes características idealizadas e que lhe proporcionem prazer imediato aos primeiros contatos. Assim, o amante pode divergir totalmente de seu parceiro fixo, levando a imagem dele a um lugar que nunca chegaria.

Motivações

Existem diversas razões para que alguém cometa infidelidade em um relacionamento. Como dito linhas acima, tudo depende da construção social e emotiva desse indivíduo o movimentando a determinada direção. Para alguns, pode ser a libertação de amarras; a outros, simplesmente o desejo de vingança. Em todos eles, observamos:

Desejos

Muitas pessoas se sentem não correspondidas de alguma forma quando embarcam em um relacionamento. Dada à forma como conhecem o parceiro, sentem que não podem se abrir quanto aos impulsos e desejos que cultivam. Como forma de não abalar a relação, procuram descontar suas vontades com pessoas que não tem qualquer vínculo.

Limitações

A educação de uma pessoa conta bastante para que o seu relacionamento dê certo. As lições que a vida dá devem ser aprendidas por completo, de modo a serem absorvidas e bem implementadas. Qualquer mal exemplo implica diretamente na desconstrução da relação. Por exemplo, os pais que traem servem de mal exemplo aos filhos.

Angústias

Uma relação passa por problemas eventualmente e isso é comum a qualquer casal. Muitos não conseguem lidar com os empecilhos de uma união ou procurar qualquer tipo de ajuda. A fim de aliviarem o mal-estar que sentem, buscam se refugiarem em um contato sem qualquer obrigação sentimental. O prazer é a única obrigação.

A infidelidade voluntária

Existem aqueles cuja índole difere totalmente de um padrão moral comum e esperado em grupo. A infidelidade pode ser resultado dos mais variados problemas, sejam pessoais ou em casal. Cabe ressaltar que isso não se trata de um manifesto de defesa ao ato, nada disso. Contudo, cada caso é um caso e a preparação anterior influencia a isso.

Entretanto, muitas pessoas escolhem trair seus companheiros simplesmente porque querem. De acordo com muitos, monogamia se mostra como uma imposição de um regime religioso e contraria o instinto natural. Com isso, afirmam um direito de se verem livres de uma relação comum sempre que sentirem necessidade.

Acontece que tudo não passa de uma necessidade de se autoafirmarem para si mesmos. Sentem-se inseguros, acreditando por um lado que podem ser traídos e então deverão fazer isso o quanto antes. Além disso, muitos possuem uma compulsividade sexual muito dominante. Ainda que estacionem numa relação, continuarão a terem encontros casuais.

Leia Também:  Mulheres, feminismo, relacionamento extra-conjugal

Consequências

Não é preciso ter diploma para saber que a infidelidade pode trazer sérios problemas a um relacionamento. Um traidor renega tudo aquilo que foi construído em conjunto com um parceiro. Naturalmente, este se sente ferido como se tudo o que dedicou tivesse virado pó. Consequentemente, se estabelece a sensação de:

Quebra de confiança

Fidelidade não é algo que possa ser exigido, mas é o que esperamos numa relação. Selamos um acordo emocional que envolve uma troca incondicional de energia física, mental e emotiva. A entrega é profunda e bastante pessoal, visto que acreditamos que estamos protegidos com o outro. Assim que somos traídos, perdemos a confiança.

Culpa

Ainda que não precisem, os traídos são imersos em um sentimento de culpa, eventualmente. Isso porque, por um momento, eles acreditam que toda a confusão começou por causa de alguma falha deles. Se experimenta esse tipo de sensação, tenha em mente que não obrigou o parceiro a traí-lo. Ele fez porque quis.

Respeito

A traição se configura como um desrespeito máximo dentro de um relacionamento. Assim que se quebra um pacto, um traidor realoca a posição de seu companheiro a segundo plano. O desrespeito se dá pela história, esforço e entrega jogados fora. Aos mais sensíveis, isso pode ser um baque gigantesco na vida.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Os filhos

Infelizmente, os filhos sofrem bastante quando descobrem a traição de um pais. Da mesma forma que a vítima, os descendentes enxergam o traidor como um vilão responsável pela dissolução da família. Isso acaba por alimentar o sentimento de desconfiança destes em relação ao mundo.

Assim, alimentam barreiras para se envolverem com outras pessoas. Sem contar que isso também pode acabar se perpetuando dentro da família. É bastante comum indivíduos que traíam seus companheiros terem presenciado o mesmo comportamento nos pais.

Comentários finais sobre a infidelidade

Assim que começamos um relacionamento, é preciso deixar bem claro as nossas intenções. Organizando tudo em pratos limpos, se evita desconfortos maiores quando se pensa em infidelidade e qualquer insegurança. Isso porque muitos querem continuar a levar a vida mais solta que mantinham antes, mesmo com um companheiro fixo.

Pense em tudo o que pôde construir de bom com o parceiro até o momento, mudando positivamente suas vidas. Uma relação vale realmente a pena quando nos dedicamos, amparamos as dificuldades e superamos as falhas junto com quem amamos. Somos nós, diariamente, que fazemos tudo acontecer e dar certo.

Ainda que não esteja enfrentando problemas graves de infidelidade na sua relação, se inscreva em nosso curso 100% EAD de Psicanálise. A psicoterapia serve para observarmos o que motiva o comportamento de cada pessoa e o que gera determinado impulso em suas ações. Sem contar que nos ajuda a cultivar um autoconhecimento sadio e preciso. Não perca a oportunidade de aprender mais e faça a sua matrícula!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 3 =