Interpessoal: conceito linguístico e psicanalítico

Posted on Posted in Psicanálise, Psicanálise e Cultura

A palavra interpessoal pode ser usada em vários contextos. Você já deve ter ouvido ou lido em lugares totalmente diferentes. Mas, afinal, o que ela significa? Neste artigo, nós traremos para você a definição atribuída a ela no dicionário, além do conceito geral. Além disso, vamos falar sobre o que é interpessoal na linguística e na psicanálise.

O significado de interpessoal no dicionário

Vamos começar a nossa discussão pela definição de interpessoal no dicionário.  Lá nós lemos que se trata de:

  • um adjetivo;
  • e se refere ao que ocorre entre duas ou mais pessoas, ou seja, uma relação entre pessoas.

Conceito geral de interpessoal

Em relação ao conceito geral da palavra, de maneira básica, interpessoal diz respeito as relações entre pessoas. Assim, pode envolver comunicações, relações e demais vínculos estabelecidos por duas ou mais indivíduos.

Podemos notar ainda que esse termo nunca se relaciona a casos de uma pessoa só. Assim, quando a pessoa está em contato consigo mesma, este relacionamento é chamado de “intrapessoal”. Ou seja, é uma relação interna e fechada para o exterior.

Contudo, no caso de um relacionamento interpessoal, quem tem habilidades para lidar com ele tem facilidade de estabelecer vínculos com outras pessoas. Essa habilidade de se relacionar é chamada de condição interpessoal, conceito específico da “inteligência interpessoal”.

Características

Essa facilidade em estabelecer boas relações se estende desde colegas de trabalho e estudo até amigos, familiares. Ou seja, não é restrita a um grupo de pessoas com que o indivíduo tenha mais ou menos intimidade. No entanto, não se trata só de estabelecer um vínculo, mas de compreender melhor as pessoas através de sentimentos como a empatia.

Assim sendo, essa pessoa terá mais facilidade em perceber o estado de ânimo, de alegria, de angústia do outro. É um conhecimento sincero e verdadeiro sobre aquele que o rodeia.

Porém, nem sempre a pessoa com capacidade interpessoal bem desenvolvida deseja criar laços profundos com o outro. Algumas vezes, é possível usar a habilidade apenas para crescer em uma profissão, fazer contatos, conhecer pessoas. De qualquer maneira, trata-se de uma habilidade, de conseguir estabelecer relações com o exterior.

Conceito de interpessoal para a linguística

Agora começaremos a conversar sobre o interpessoal para a Linguística.

A linguagem se organiza em torno de uma função. Essa função é de satisfazer as necessidades de comunicação humana. Assim sendo, para isso, ela precisa de componentes funcionais da língua para dar conta dos modos de uso da língua. Esses componentes, por sua vez, precisam de três metafunções: ideacional, interpessoal e textual.

Essas metafunções não atuam de forma isolada, mas interagem durante a construção de um texto. Além dessa interação, elas são refletidas na estrutura da oração.

Mas, enfim, o que seria essa metafunção interpessoal?

Ela diz respeito ao aspecto de organização da mensagem como evento de interação. Interação essa no sentido da relação locutor (quem fala ou escreve) e interlocutor (quem ouve ou lê). Assim, trata-se da relação de troca de orações (falas). E é essa metafunção que permite o falante participar do evento da fala e estabeleça relações sociais.

É através disso que o indivíduo consegue se expressar e transmitir sua individualidade para o mundo. É a capacidade de opinar no mundo, de estar no mundo exterior através da fala.

Durante uma conversa, o falante não apenas dá algo de si para o outro, mas assume também o papel de ouvinte. Ou seja, durante a fala não apenas damos ao outro, mas recebemos informações. É não fazer apenas algo para si, mas pedir algo do outro. A capacidade interpessoal também age nesse âmbito, de modo que nos tornamos mais capazes de estabelecer essa relação de troca com qualidade.

Conceito de interpessoal para a Psicanálise

Em relação a Psicanálise, vamos falar da questão interpessoal dentro da terapia.

A terapia interpessoal também é conhecida como TIP. Foi desenvolvida por Gerald Klerman e Myrna Weissman em 1970. Trata-se de uma psicoterapia que busca resolver problemas interpessoais por meio da promoção de uma recuperação sintomática.

É uma terapia com tempo limitado, devendo ser concluída em até 16 semanas. Ela se baseia no principio de que circunstancia e relações podem impactar no nosso humor. Além disso, também considera que nosso humor pode impactar nas relações e situações da vida.

Sua origem se deu pela necessidade do tratamento de um grande transtorno depressivo. Desde seu desenvolvimento, o tratamento foi se adaptando. É uma intervenção empírica valida para tratamentos de depressão, e que deve ser combinado com medicamentos.

Leia Também:  Parceiro abusivo: teste para saber se você tem um

Originalmente, a terapia interpessoal era chamada de terapia de “alto contato”. Apesar de seu desenvolvimento ser datado em 1970, foi desenvolvida pela primeira vez em 1969. Ela foi parte de um estudo dos seus desenvolvedores na Universidade de Yale. Seu desenvolvimento ocorreu para testar a eficácia de um antidepressivo com e sem psicoterapia.

Teoria do apego e Psicanálise Interpessoal

Ela foi inspirada na teoria do apego e na psicanálise interpessoal de Harry S. Sullivan. Essa terapia tem como foco as aplicações humanísticas de sensibilidade interpessoal e não o tratamento de personalidades. Esse foco difere de muitas abordagens psicanalíticas que focam em teorias de personalidades.

Dentre os fundamentos da TIP algumas abordagens foram “emprestadas” da TCC como: limitação de tempo, entrevistas estruturadas, deveres de casa e instrumentos de avaliação.

Ou seja, a terapia interpessoal tem como foco a interação do lado de fora que provoca algo do lado de dentro. Como vimos lá em cima, o conceito de interpessoal é antônimo de intrapessoal. Sendo que o último foca do que o individuo tem dentro, e o primeiro com o que está fora. Considerando que essa terapia não tem foco na personalidade, a ideia de externo é garantida.

O foco da terapia interpessoal

A terapia interpessoal se foca em quatro problemas interpessoais para tratar a depressão. Esses problemas estão estritamente ligados à depressão. Se que se um deles está desequilibrado, há o desencadeamento de uma crise. Esses elementos são:

Sofrimentos: O sofrimento patológico é quando um mal-estar é muito intenso ou dura muito tempo. Esse mal-estar geralmente é relacionado a uma perda, independentemente do tipo de perda. A TIP ajuda a analisar essa perda de uma forma racional e lidar com as emoções de forma saudável.

Conflitos interpessoais: Aborda conflitos que acontecem independente do contexto, seja social, de trabalho, família. E considerando que dentro de qualquer relacionamento há conflitos, pois envolve pessoas diferentes, eles são inevitáveis. Afinal, quando duas pessoas contrapões pontos de vista diferentes há uma tensão. Os conflitos que são abordados na terapia, geralmente, são os que geram grande mal-estar no paciente.

Déficits interpessoais: Esse problema é a falta de relação social do paciente. Ou seja, a pessoa tem um forte sentimento de solidão e isolamento. Dessa forma, sua rede de apoio é inexistente, ou seja, a pessoa não tem pessoas com quem possa contar. A terapia vem para ajudar a encontrar um espaço social através do desenvolvimento da habilidade interpessoal.

Transição de papéis: o conflito de papeis se dá quando as pessoas de uma relação esperam coisas diferentes da sua função. Ou seja, quando há uma expectativa a cerca do papel social de uma pessoa e essas expectativas são frustradas. Por exemplo, se espera muito de um professor e ele, na verdade, não é um professor tão bom. Nesse caso, a terapia vem ajudar a pessoa a lidar com essas frustrações de forma racional.

Conclusão

Vimos que, independente do contexto, o conceito interpessoal diz respeito as relações exteriores. E devem ser sempre consideradas em relações entre duas ou mais pessoas. Esperamos que você tenha gostado do artigo. E se você tem interesse de conhecer mais sobre o tema, nosso o nosso curso de Psicanálise Clínica pode te ajudar. Confira!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *