intolerância

Intolerância: o que é? 4 dicas para lidar com pessoas intolerantes

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Você já presenciou uma situação em que alguém foi agressivo com outro por causa de uma opinião diferente? Ou você já se sentiu hostilizado por pensar diferente, ou por agir diferente? Esses são exemplos de casos de intolerância. E em uma sociedade tão polarizada, falar sobre isso é importantíssimo.Tendo em vista isso, neste artigo nós iremos falar sobre a definição de intolerância e discutir como lidar com alguém intolerante. Confira!

A intolerância segundo o dicionário

Vamos começar falando sobre a definição de intolerância que encontramos no dicionário. Esse é um substantivo feminino de origem latina: intolerantia. Entre os seus significados vemos:

  • Característica do que é intolerante ou repugnância;
  • Ausência de tolerância ou falta de compreensão;
  • Atitude odiosa e agressiva;
  • Impossibilidade corporal para suportar certas substâncias (medicina);

Em relação aos sinônimos de Intolerância podemos citar: incomplacência, intransigência. De pessoas que carregam esse tipo de comportamento o mundo está cheio, infelizmente. Bom seria se cada vez mais víssemos demonstrações do antônimo desse termoque obviamente é a tolerância.

O que é intolerância

Depois da definição dicionarizada, vamos pensar no significado mais geral do termo. Fazemos isso para que você, entendendo o significado, também compreenda como uma pessoa intolerante age.

A intolerância é uma atitude mental caracterizada pela falta de respeito no tocante às diferenças em crenças e opiniões dos demais. Em um sentido político e social, trata-se da ausência de disposição para aceitar pessoas com pontos de vista diferentes.

A atitude intolerante

Nesse contexto, a intolerância de alguém pode ser expressa com atitude, sendo ela negativa ou hostil, unida a uma segunda ação ou não. Ademais, tendo em vista ambientes mais sérios ou cultos, ser intolerante é possível mesmo”discordando pacificamente”. Assim sendo, a emoção é um fator primário que diferencia o tema deste post da discordância respeitosa ou não.

É importante dizer ainda que a atitude intolerante pode estar baseada em algum tipo de preconceito. Dessa forma, pode estar associada a alguma forma de discriminação, sendo ela explícita ou não. Formas comuns de intolerância incluem ações discriminatórias de controle social, por exemplo. Dentre essas, podemos destacar o racismo, sexismo, antissemitismo , homofobia e intolerância religiosa.

Ademais, vale dizer que as formas de intolerância descrita acima são só algumas. Ou seja, há muitas outras que merecem a nossa atenção. Inclusive, uma pessoa intolerante pode agir de maneira grosseira a respeito de qualquer coisa. No tópico seguinte falaremos mais sobre as características desse tipo de indivíduo.

Atitudes comuns de uma pessoa intolerante

Fanatismo

As pessoas intolerantes demonstram a intolerância quando elas defendem suas crenças e posturas, seja na questão política, religiosa, espiritual ou no tocante às suas convicções particulares. Alguém assim é incapaz de falar sem adotar pensamentos extremistas. Além disso, acha que sua opinião é mais importante e verdadeira que a dos outros. Não é à toa que vemos tantos casos de crimes cometidos por pessoas fanáticas, de algum modo.

Rigidez psicológica

Pessoas intolerantes, como dissemos, rejeitam o que é diferente. Ou seja, elas são rígidas em sua psicologia e pensamentos. Dessa forma, eles têm dificuldade em aceitar que outras pessoas tenham diferentes visões e filosofias. Com isso, eles se afastam do diferente.

Seguem rotina rígidas

As pessoas intolerantes não gostam de nada inesperado ou espontâneo. Afinal, elas se agarram aos hábitos, sendo que apenas o que já lhes seja conhecido lhes oferece segurança e tranquilidade. Caso contrário, essas pessoas se desequilibram e se estressam facilmente.

Leia Também:  10 principais sites de Psicologia e Psicanálise

Relações sociais difíceis

Como resultado da falta de empatia, o intolerante pode ter muitos problemas sociais. Afinal, ele se sente obrigado a dominar, corrigir, dominar e impor seu ponto de vista. Com isso, as relações se tornam difíceis e penosas.

Ciúmes e inveja

O sentimento de intolerância não deixa espaço para a aceitação e felicidade pelo sucesso do outro. Ainda mais se esse outro apresentar divergência de opiniões. Afinal, como falamos, o intolerante vê o outro como alguém inferior, indigno. Além disso, as conquistas do outro parece causar mal-estar e ansiedade. A pessoa chega a considerar o mundo um lugar injusto.

4 dicas para lidar com pessoas intolerantes

Durante toda a nossa vida nós teremos de lidar com pessoas intolerantes. Por esse motivo, é indispensável aprender a lidar com elas. Pensando nisso, listamos aqui 4 que podem te ajudar nessa situação.

Saiba se retirar

Você se lembra que nós dissemos que as pessoas intolerantes têm relacionamentos difíceis? Geralmente, eles acabam por criar situações conflituosas. Consequentemente, muitas vezes, não há qualquer possibilidade de se seguir adiante com um relacionamento mais profundo.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Nessas situações, as pessoas costumam se tornar ofensivas, agressivas e perigosas. Assim, é muito importante você não aceitar esse tipo de relação. Dessa forma, você deve se retirar desse convívio, conversa ou situação.

Porém, é importante que a retirada seja feita de modo a não agravar a situação. Ou seja, você deve fazê-la com delicadeza e elegância. Tendo isso em vista, se você não consegue se posicionar e dar um basta nisso, procure ajuda. Afinal, pode ser algum bloqueio pessoal a razão de estar dando continuidade a um relacionamento ruim.

Saiba qual o seu limite

Conviver com alguém intolerante exige que você conheça quem é essa pessoa, mas também quais são os seus próprios limites. Isso é importante, porque você precisa entender até onde você consegue aceitar sem que isso te prejudique. Nesse sentido, a ajuda de um psicólogo ou psicanalista pode ser bastante útil para o seu autoconhecimento.

Dessa forma, seja sincero contigo e não force a aceitar o que não te fará bem. Lembra que dissemos que você não deve ficar em situações perigosas?

Seja compreensivo

Sabe aquele ditado de que devemos devolver o ódio com amor? Por mais difícil que seja, é isso! Tente ser compreensivo e busque entender que talvez a pessoa difícil possa estar passando por problemas. Ou ainda ela pode ser assim por consequência de traumas não tratados, por exemplo.

Consequentemente, as atitudes e as posturas desse indivíduo podem ser reflexo dos problemas e traumas. É importante respeitar e buscar compreender essas situações. Porém, isso não quer dizer que você deva concordar com o comportamento delas.

Resista aos confrontos

As pessoas intolerantes sentem prazer em provocar aos outros. Evite ao máximo em se envolver em discussões com estas pessoas. Embora seja muito difícil, é preciso tomar cuidado com a maneira que você fala, ou se posiciona. Não o deixe achar que você está intimidado ou que quer discutir. Essa pessoa deseja te intimidar e inferiorizar você. Não permita que essa pessoa sinta que pode fazer isso.

Comentários finais sobre a intolerância

É mais fácil olhar os defeitos dos outros, não é? Dessa forma, é mais fácil reconhecer a intolerância no outro do que em si mesmo. Assim, se as pessoas têm reclamado de você e da sua postura, é bom se questionar. Talvez você tenha mesmo sido intolerante em alguns momentos. Se este for o caso, é melhor saber que agiu errado logo para modificar o comportamento.

Leia Também:  Ambivalente, pré-ambivalente e pós-ambivalente

Sua procura por autoconhecimento irá te ajudar a reconhecer comportamentos e padrões que ajudarão a evitar novos episódios de comportamentos que você não quer mais ver. Portanto, essa é uma decisão que te ajudará a evoluir.

Se você quer saber mais sobre intolerância, traços psicológicos e como esses fatores estão associados a nossos comportamentos, nosso curso de Psicanálise Clínica 100% online é para você. Nele, nós abordamos a psicanálise e a psique humana de uma maneira profunda e abrangente. Além disso, nosso curso é financeiramente acessível e o acesso pós-matrícula é imediato. Não perca essa grande oportunidade de conquistar uma formação extra!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 5 =