requisitos para atuar como psicanalista

Quais são os Requisitos para atuar como Psicanalista?

Posted on Posted in Formação em Psicanálise

Você sabe o que é preciso para atuar como profissional da Psicanálise? Existe uma graduação para se tornar psicanalista? Quantos anos devo estudar? há um período mínimo? Posso apenas estudar a teoria e logo começar a atender? Continue a leitura e descubra todos os requisitos para atuar como psicanalista!

Como ser um psicanalista?

São muitas as perguntas que aparecem quando o assunto é se tornar profissional em psicanálise. Mas o que de fato é requisito básico para atuar nessa área?

Para compreender os requisitos mínimos exigidos para atuar como psicanalista, alguns pontos precisam ser considerados, dentre os quais, saber que a psicanálise não é uma profissão regulamentada no Brasil. Assim como também em nenhum outro país do mundo.

Embora a Psicanálise seja legalmente reconhecida, conforme Portaria 397 de 09/10/2002 do Ministério do Trabalho e Emprego-CBO (Código Brasileiro de Ocupações) nº 2515-50 e Aviso 257/57 do Ministério da Saúde; Decreto Federal 2208 de 17/04/97, Portaria 397 do Ministério do Trabalho, a ocupação de Psicanalista no Brasil não é regulamentada. No entanto, é configurada como atividade livre.

Requisitos para atuar como psicanalista: uma atividade livre?

Tratando-se de uma atividade livre, é fundamental compreender que a formação psicanalítica não se dá por meio de cursos de graduação, mas sim por meio de cursos livres.

Todavia, há um consenso geral entre as Sociedades Psicanalíticas que, visando manter elevado o padrão intelectual de seus cursos, normatizaram que apenas seriam aceitos como alunos, pleiteantes com graduação superior em qualquer área do saber. Entretanto, não há nenhuma Lei que faça esta exigência ou mesmo defina este pré-requisito.

O próprio Sigmund Freud pensou essa questão e não foi favorável à vinculação da psicanálise à esta ou aquela disciplina. Assim, ele não gostaria que a psicanálise fosse uma disciplina de um determinado campo. Pois ele quis disseminar que a psicanálise fosse uma ciência autônoma, com seus métodos, técnicas e teorias.

Requisitos para atuar como psicanalista: como Freud previa a formação em psicanálise?

Para Sigmund Freud, a psicanálise deveria ser confiada a uma corporação de leigos que ”não teriam a necessidade de ser médicos nem teriam o direito de ser padres”. Em outras palavras, Freud defendia a posição de que a arte psicanalítica poderia ser exercida por qualquer pessoa com aptidão e conhecimento para tratar as doenças causadas pelo inconsciente.

Além disso, afirmava que a profissão não fosse vinculada para fins religiosos ou a qualquer outro fim pelo qual pudesse perder seu caráter analítico e crítico.

Quanto ao tempo mínimo ou carga horário mínima para a formação psicanalítica, não há um consenso entre as sociedades psicanalíticas. No entanto, todas concordam ser de extrema importância que, para um profissional em psicanálise estar apto à profissão, é preciso que sua formação tenha seguido um tripé psicanalítico básico. Esse tripé é formado pela: 

  • Teoria psicanalítica
    •Técnica psicanalítica e
    •Clínica Psicanalítica. 

Como ser um bom psicanalista?

É importante entrar em contato com diferentes abordagens e diversas técnicas para identificar afinidades e poder eleger focos de estudo mais direcionados, buscando conhecimento contínuo. 

Além disso, a apropriação da abordagem teórica e o domínio do manejo da técnica são fundamentais para sustentação de uma boa prática profissional.  Mas a prática vai muito além, é preciso ter empatia e aptidão de se colocar no lugar do outro, na tentativa de compreender como ele se sente, se relaciona com o mundo e vivencia suas experiências. 

Assim, valorizando o outro em sua singularidade e não adotando uma postura de julgamento. 

Não basta simplesmente adquirir todo um conhecimento teórico e não viver e experimentar o processo de transferência, tão necessária no tratamento psicanalítico. 

Fique atento, uma má formação pode prejudicar os seus pacientes!

Segundo Dr. Gastão Pereira da Silva, “[…] nas mãos dos ignorantes, a Psicanálise é tão prejudicial quanto um bisturi nas mãos de um leigo. Seus resultados, nesses casos, são absolutamente negativos. Muitas vezes, aleijam a alma para o resto da vida. 

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Em lugar de promover a libertação de recalques, essa prática que Freud denomina ‘selvagem’, tem a desvirtude de, se assim podemos dizer, perturbar o psiquismo do paciente, introduzindo-lhe na cabeça impressões e ideias mórbidas, das quais até então não tinha a menor noção. Tais “especialistas” são verdadeiros criadores de enfermidades mentais, em vez de serem os seus libertadores.” 

Além de tudo que fora exposto, para que o psicanalista esteja habilitado a exercer a profissão, também é recomendado que o profissional esteja filiado a uma sociedade psicanalítica. Este é um dos aspectos definidos para a legalidade de seu exercício.

 Quando isso não ocorre, tal prática poderá caracterizar-se como exercício ilegal ou irregular da profissão. Porém, não é algo obrigatório nem se trata de requisito para se tornar psicanalista, já que não existe um conselho que abranja todos os profissionais e toda a atividade.

Conclusão

Respondida as dúvidas básicas sobre os requisitos mínimos para a atuação legal do psicanalista, deve se considerar ainda outros pontos relevantes da profissão, que é a postura profissional, ser um profissional ético.

 A questão ética deve ser colocada sempre em primeiro lugar. Mesmo porque é ela quem garante que o psicólogo possa continuar exercendo sua profissão regularmente.

No mais, o profissional deve compreender que, numa relação analítica, não se trata de si mesmo, mas do outro. Por isso, deve ser capaz de tolerar frustrações, cultivar a paciência, suportar agressões. Aguardar o tempo do outro, suspender seus próprios desejos, conseguir lidar com o fracasso, não utilizar seu paciente como fonte de gratificações, saber se colocar em segundo plano. Enfim, compreender que o bem-estar do paciente é prioridade.

 

Leia Também:  Símbolo da Psicanálise: significado

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × um =