Os 10 livros de autoajuda mais vendidos da história

Posted on Posted in Psicanálise, Psicanálise e Cultura

A literatura continua sempre mostrando o seu valor e isso não é diferente com os livros de autoajuda. Por meio deles, podemos encontrar as respostas que precisamos para resolver problemas, agregando assim o conhecimento necessário em momentos de crise. Confira a lista abaixo com os 10 livros desse nicho mais vendidos na história.

“Como fazer amigos e influenciar pessoas”

Devido à mensagem que carrega, como fazer amigos se tornou um clássico da literatura de autoajuda. Escrito em 1926, continua a reverberar o impacto que causou na época de lançamento até os dias atuais. Isso se mostra nas 15 milhões de cópias vendidas mundialmente, se provando como um sucesso absoluto do público e crítica.

Na obra, escrita por Dale Carnegie, o leitor aprende a conseguir tudo o que almeja por meio de conselhos sólidos. A cada página, ele percebe que pode tomar o controle de qualquer situação em que entre. Tanto o lado pessoal, como o profissional tomam novas diretrizes. Assim, ao fim da leitura, praticamente, ele renasce para uma nova vida.

Entre os conselhos, o leitor encontrará:

Como ser mais popular e persuasivo

Por meio de técnicas eficazes, você consegue elevar positivamente o seu nome. Graças a isso, consegue convencer as pessoas a confiarem em você.

Relação de troca

Aqui aprende como ser interessante ao outro também mostrando interesse por ele.

Conquistar a confiança pela autoestima

Ensina como conquistar a confiança dos demais falando sobre algo positivo e importante deles.

“Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes”

Stephen R. Covey escreveu um dos melhores livros de autoajuda até o momento. Por meio dele, você faz uma avaliação de sua vida e entende o porquê de estar onde está. Dessa forma, a obra elucida o porquê algumas pessoas alcançam o sucesso e outras permanecem estagnadas. O segredo está nos hábitos, fazendo com que mude sua rotina.

Ao invés de perseguir a independência individualista que todos fazem, você passa a se linhar com princípios universais. A honestidade e integridade, por exemplo. Você consegue resgatar esses valores tão simples, mas tão necessários no mundo de hoje.

“Fora de série”

Fora de série, escrito por Malcolm Gladwell, aborda como alguns indivíduos atingem um sucesso estratosférico. O best-seller destrincha sobre os pilares da construção social de uma pessoa. Com base nisso, sua origem, como família ou lugar onde cresceu, se mostram como responsáveis diretos pela sua ascensão.

A cultura é o centro de tudo, segundo Malcolm. Por meio dela, descobrimos o motivo de determinados lugares gerarem características tão marcantes em seus habitantes. Assim, de maneira simples, explica como asiáticos são bons em contas, por que alguém é bom em esportes… Etc.

“Como evitar preocupações e começar a viver”

Continuando a lista de livros de autoajuda, outra obra escrita por Carnegie ganha destaque. O autor foca diretamente em um hábito bastante negativo que compromete nosso crescimento: a preocupação. Os leitores possuem uma ferramenta poderosa para acabar com o medo de situações que ainda estão por vir.

O resultado se concentra nas seis milhões de cópias distribuídas mundialmente. A obra trabalha diretamente as motivações e consequências de ceder às preocupações. Dessa forma, você aprende a viver o agora e no hoje. O futuro ganha seu devido lugar e será trabalhado assim que for a sua hora.

“Os Segredos da Mente Milionária”

De forma ousada, T. Harv Eker afirma que só precisa de cinco minutos e ele descobrirá como será seu futuro financeiro. Eker diz que de nada adianta projetar um futuro de sucesso se o seu modelo de dinheiro não for alinhado. Como resultado, certamente poderá perdê-lo.

Assim, através do livro, você consegue reformular a sua concepção de ganho, gastos e projeções. Sua mente passa a ser efetiva quanto ao crescimento financeiro e você tem um caminho seguro para construir seu monopólio.

“Quem pensa enriquece”

Escrito por Napoleon Hill, um dos livros de autoajuda da lista aborda o sucesso de diversas pessoas. Independente da área deste, é feito um estudo de como eles alcançaram o seu potencial e posterior sucesso. As palavras escritas por Hill são tão precisas que mais de 100 milhões de pessoas procuraram pelo material desde o seu lançamento.

Assim sendo, nele acabaram encontrando:

Propósito

“Quem pensa enriquece” afirma que precisamos de uma meta. Nossos sonhos ficam mais concretizados quando possuímos um objetivo claro.

Acreditar em si

O sucesso só vem quando acreditamos em nós mesmos.



“Quem mexeu no meu queijo?

Spencer Johnson mostra de modo engraçado sobre como devemos estar preparados às mudanças inesperadas. O material é perfeito para quem está passando por dificuldades no trabalho ou nos relacionamentos. Assim, graças a ele, você possui ferramentas para entender melhor a natureza humana e enxergar aspectos mais positivos nas mudanças.

Leia Também:  Estratégia do Oceano Azul: 5 lições comportamentais do livro

“O poder do hábito”

Charles Duhigg mostra, por meio de dicas fáceis, como mudar os seus hábitos. Por meio dele, ressignificamos alguns valores e alteramos a nossa rotina, a fim de revalidar nossa trajetória. Tudo isso porque conseguiremos nos livrar de tudo o que nos atrasa e nos alinhar com nossos desejos e sonhos.

“A Lei do Triunfo”

Napoleon Hill te ajuda a construir a própria estrada do sucesso com 16 segredos bem trabalhados. Para isso, ele te convence que se quiser algo, pode fazê-lo se acreditar em si. O embasamento vem de décadas de estudos e entrevistas com diversos milionários das mais diversas áreas. É uma verdadeira lição de como fazer diferente e se sobressair.

“A Arte de Fazer Acontecer”

David Allen conseguiu construir uma fórmula para que qualquer pessoa possa se organizar. Através do livro, o leitor passa a associar o seu desempenho ao estresse que vive atualmente. Ou seja, Allen afirma que a produtividade equilibra uma balança onde o relaxamento se faz presente.

Continuando, ele afirma que o cérebro deve ser usado para pensar, não armazenar. Com isso, quer dizer que devemos pensar corretamente e alinhar isso com o trabalho. O livro contraria o que fazemos normalmente, tentando guardar e implementar tudo o que podemos. Nesse caminho, conseguimos ficar mais relaxados, produzindo mais e colhendo mais.

A lista acima contém os livros de autoajuda mais vendidos da história, mas não diminui o valor de seu rico conteúdo. Por meio dela, temos as mais valiosas lições de como dependemos de nossa própria iniciativa para alcançar o sucesso. Ainda que não falem, são excelentes conselheiros.

Os livros se encontram disponíveis nos melhores sites de venda da internet. Não perca mais tempo. Adquira a fórmula de sucesso e reorganize sua vida como milhares de pessoas de sucesso já fizeram.

 A relação entre livros de autoajuda e Psicanálise

Além dos livros de autoajuda, um excelente modo de se reavaliar é através de um curso de Psicanálise. Por meio dele, você entende as suas motivações e como algumas impedem o seu crescimento. Não só você, mas os outros também se beneficiam disso.

Como são aulas online, você pode estudar quando e onde achar mais conveniente. O rico conteúdo das apostilas é destrinchado pelos melhores professores da área. Pagando parcelas pequenas por mês, você garante a formação e projeção que precisa em um mercado em expansão.

Entre já em contato garanta a sua vaga em nosso curso de Psicanálise. Os livros de autoajuda são muito bons, mas não substituem a sala de aula que, neste caso, fica onde você quiser.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 9 =