significado de memento mori

Memento mori: significado da expressão em latim

Posted on Posted in Filosofia e Psicanálise

Memento mori é uma expressão em latim que nos faz refletir sobre o valor da vida, pois a única certeza que temos ao nascer é que vamos morrer. Muitos preferem não falar sobre o assunto, entendendo como algo negativo e acabam esquecendo do que isso representa.

Pensar sobre a morte nos traz a certeza de cada segundo da vida deve ser aproveitado ao máximo. Ou seja, o tempo é precioso demais para ser desperdiçado com banalidades, com reclamações infundadas, fofocas e pessimismo.

A expressão memento mori deve ser vista como uma preparação à vida, sendo bastante utilizada filosoficamente. Ainda mais, é um dos ensinamentos de práticas religiosas, como no budismo e no estoicismo. Então, vale a pena conhecer tudo sobre esta expressão, pois é uma ferramenta poderoso para mudar sua vida.

Como surgiu a expressão memento mori em latim?

No Império Romano, acerca de dois mil anos, um general, guerreiro, volta à casa vitorioso. Então, como tradição, era realizada uma grande cerimônia em sua homenagem a essa vitória, que glorificava este general.

Entretanto, segundo a história, no momento desta celebração grandiosa, um homem, logo atrás ao homem glorificado, sussurrava a seguinte frase em latim:

Respice post te. Hominem te esse memento mori.

Frase esta que tem a seguinte tradução para o português:

Olhe ao seu redor. Não se esqueça que você é apenas um homem. Lembre-se de que um dia você vai morrer.

Além disso, a expressão também é conhecida por ser  uma saudação ocorrida pelos paulistanos, Eremitas de Santo Paulo, da França, nos anos de 1620 a 1633. Sendo estes conhecidos como “irmãos da morte”.

Então verá neste artigos diversas filosofias que remetem a história da origem de memento mori. Entretanto, o mais importante é que a frase ganhou tanta força, que até hoje é difundida, principalmente entre filosofia e religião. Utilizada, sobremaneira, como pilar para os seus ensinamentos.

Qual significado de memento mori?

Como citado anteriormente, a tradução da empresa em latim, memento mori, é: “Lembre-se de que um dia você vai morrer”. Em suma, a expressão leva a reflexão sobre a mortalidade, para que se viva da melhor forma possível, afinal, a morte pode estar mais próxima do que se imagina.

Culturalmente percebe-se que as pessoas estão em uma busca incansável na prolongação da juventude. Além disso, vivem para planos sobre futuros distantes, onde muitos vivem para trabalhar, não trabalham para viver. Asim, sempre esperam para ser felizes quando determinado fato acontecer.

Em resultado, acabam se esquecendo de viver o momento presente. Neste mesmo aspecto, vê-se também pessoas que passam a vida remoendo situações passadas, sempre dizendo que se tivessem agido diferente não teria os problemas que tem hoje.

Embora clichê, diante do tema, importante destacar que o passado já foi, o presente é uma dádiva e o futuro sempre é incerto. A única certeza que possuímos é sobre a morte. Então sempre se lembre desta expressão memento mori, lhe beneficiará em diversos aspectos de sua vida.

O que é memento mori?

Neste ínterim, o momento mori é um lembrete para que nossos dias sejam vividos com sabedoria, para que cada instante seja cada vez mais feliz. Trazendo a ideia de que não se deve perder tempo com lamentações. Ou seja, se conscientizarem de que cada o momento é único, e deve ser bem vivido.

Nesse sentido, memento mori jamais pode ser encarado como algo negativo, mas sim como uma motivação para viver-se melhor. Pois se a cada dia você pensar que a morte está próxima, passará a aproveitar melhor cada momento.

Então, perderá mais seu tempo com preocupações desnecessárias e não procrastinará mais suas ações para concretização de seus sonhos. Ou seja, diminuirá seus planos para um futuro que nem se sabe se, de fato, acontecerá.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Filosofias sobre memento mori pelo mundo

    Filosofia oriental

    No Japão, o significado de Memento mori, para o budismo zen, é a contemplação da morte, colocando sobre o prisma do ensinamento a citação chama Hagakure, do tratado samurai. A qual transcrevê-se parcialmente abaixo:

    O caminho do samurai é, manhã após manhã, a prática da morte, considerando se estará aqui ou lá, imaginando a mais levemente forma de morrer.

    Já para a filosofia islâmica, encara-se a morte como um processo de purificação. Baseando-se no Alcorão, remete-se com frequência a importância do destino das gerações anteriores. Assim, visando cemitérios para ponderar sobre a mortalidade e valoração da vida.

    Leia Também:  Escola de Frankfurt: resumo dos pensadores e ideias

    Antiga filosofia do ocidente

    Em um dos grandes diálogos de Platão, chamado Frédon, onde se reconta a morte de Sócrates, remete sua filosofia através da seguinte frase:

    Sobre nada além de estar morrendo e morrer.

    Além disso, memento mori é um elemento essencial do estoicismo, que entende a morte como algo que não deve ser temido, pois é algo natural. Neste ínterim, o estoico Epíteto ensinava que quando beijarmos pessoas queridas, devemos dar o devido valor, lembrando da mortalidade destes e até mesmo da própria.

    Memento Mori | Viva o hoje, pois o tempo é curto

    Memento mori nada mais é que um lembrete sobre a inevitabilidade da morte. Pois o ser humano tende a esquecer a preciosidade do tempo. Fato este que os remete se comportar como se a vida fosse para sempre. Assim, acabam por perder oportunidades de criar as melhores condições para si.

    Em outras palavras, lembrar da mortalidade de forma benéfica ajuda na tomada de decisões cotidianas. Dessa forma, passa-se a utilizar o tempo com muito mais propriedade e de forma muito mais benéfica e positiva.

    Contudo, fica a seguinte reflexão: você já parou para pensar que muitas pessoas jogam muitos anos da sua própria vidas fora? Preocupando-se com coisas pequenas, perdendo tempo com futilidades, com o que não se pode mudar e com fofocas. Ainda mais, muitos passam a vida inteira com a cabeça no passado ou no futuro, sem nunca conseguirem viver de verdade o presente.

    Então, você já conhecia o termo memento mori? Nos conte o que acha do tema, escreva qual sua percepção, adoraremos compartilhar nossos conhecimentos. Logo abaixo verá uma caixinha de comentários.

    Além disso, se gostou do artigo, curta e compartilhe em suas redes sociais. Assim, nos estimulará a continuar produzindo conteúdos de qualidade.

    2 thoughts on “Memento mori: significado da expressão em latim

    1. Realmente a morte é a única certeza que temos! Sempre que vou ao Centro da Cidade em que trabalhei por muitos anos, tantos prédios com pouca “vitalidade” porque praticamente tudo está em aplicativos ou se tornou salas de auto atendimento! A impressão é que não existe mais limite se cemitério é local onde estão os sepultados ou se nos centros e bairros de muitas cidades “viraram” cemitérios, também! Parece que viver se tornou adoecimento, reproduzindo “sinais” da Fobia Social: no Google a reclamação é de não atenderem telefone; o email é evitado e, as vezes, até penso, será que as pessoas, estejam “se policiando” em conversas mais privativas, como se diz “fechando-se em copas”? Já as redes sociais vem sendo definidas como “celeiro de fake news” ou “local de lavar roupa suja”! Para onde caminha a sociabilizacao ou urbanização? Como continuo usando máscara por acreditar que decreto nunca extraditou vírus e Covid-19 Não é apenas mais um vírus existente, uma senhora ontem “me encarou” com certa altivez, ai pensei, continue sem usar máscara já que Paulo Guedes “agradece” quanto mais pessoas “contribuirem” pela redução do valor pago pelo Governo a título de Aposentadorias e Pensões! Se a morte é certa, Não implica que a pessoa como que renuncie a dádiva que teve em se aposentar ou a preocupação do cônjuge em ter tido emprego formal, para que a família continuasse a trajetória quando a jornada existencial dele, findasse! Minha prima, que faleceu final de maio e, depois numa ocasião a ouvi dizendo meu nome, no caminho que algumas vezes a encontrei e, que leva ao Shopping e, pensei muitos parecem que terem o tempo livre depois de exaustiva jornada laborativa, não tenha sentido, mas tem: inicio do Isolamento Social, muitas senhorinhas e muitas sem terem sido Costureiras Profissionais, foram procuradas por ONG/s para confecção de máscaras, confeccionaram e, disseram a época, que enquanto chegarem retalhos ou tecidos doados, a população vulnerável contaria com a proteção da máscara! Se a nossa jornada existencial continua ou foi prolongada por processo de cura, ainda há muito a fazer como missionários do Universo: de Deus!

    2. Muito bom artigo,parabéns! Muitas pessoas vivem como fossem eternas! Quando se fala em morte logo pedem para mudar de assunto. Esquecem que o “Memento mori” vai chegar!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.