comportamento mesquinho

Mesquinho: significado e comportamento

Posted on Posted in Conceitos e Significados

Ser chamado de mesquinho nunca surge como elogio, e na verdade, dependendo do contexto, pode ser uma crítica bastante ofensiva. Mas você sabe o que é mesquinho e como essa característica pode ser prejudicial?

A definição da palavra está associada a pessoas que têm grande apego a bens materiais. Apesar disso, o termo ganha significados particulares em diferentes contextos. Para entender melhor do que se trata esse adjetivo, continue a leitura e confira!

O que é mesquinho?

No dicionário, uma pessoa mesquinha é aquela que não gosta de dividir o que é seu, é presa ao dinheiro e supervaloriza o desejo por bens materiais. Tudo isso de forma que afete seu próprio lazer e conforto ou até mesmo dificulte conquistas maiores.

O comportamento mesquinho é bastante delicado para quem compartilha sua situação financeira com outras pessoas, por exemplo. Em vista disso, a palavra não é utilizada como boa qualidade, visto que, em geral, prejudica as relações interpessoais.

Um outro termo com definição muito similar é a avareza. Conhecida como um dos sete pecados capitais, a avareza consiste em prezar em excesso pelo acúmulo de dinheiro e patrimônios, ainda que isso exija sacrifícios próprios e de terceiros.

Essa característica pode causar desavenças familiares, impasses em relações amorosas e dificultar a construção de relacionamentos sólidos e duradouros. No entanto, vale pontuar que a mesquinharia não determina que um indivíduo seja fracassado ou bem sucedido.

Significado de mesquinho

Sabendo o significado de mesquinho fica mais fácil compreender os diferentes contextos em que a palavra pode ser empregada. Isto é, ainda que ela seja uma referência pejorativa, pode ser usada para descrever desde o líder de uma grande empresa ao seu funcionário mais subalterno.

No primeiro caso citado, o significado da palavra representa um estilo de vida do indivíduo que tem boas condições financeiras. Mas mesmo com dinheiro, ele escolhe viver uma vida muito limitada, contendo gastos de maneira exagerada.

Além disso, a pessoa mesquinha que possui um patamar elevado tende a ser injusta com funcionários e prestadores de serviço. Isso é feito, por exemplo, ao negar aumentos ou benefícios à categoria que socialmente depende muito mais do trabalho remunerado.

Por outro lado,uma pessoa sem recursos que é mesquinha tende a ser confundida com a econômica. Ambas são coisas bem distintas, logo é importante saber diferenciar cada um desses comportamentos.

De antemão, a pessoa econômica não abre mão do bem-estar físico e de suas necessidades básicas apenas para poupar dinheiro. Assim, existe um equilíbrio entre economizar e investir na própria segurança e satisfação.

Comportamento mesquinho

A mesquinharia desenvolve um comportamento particular que popularmente pode ser chamado como “mão de vaca”, “pão duro”, entre outras expressões. Independente de como o adjetivo seja conhecido em cada região, o comportamento é o mesmo.

Esse tipo de pessoa acredita que mantém hábitos econômicos, quando na verdade está sempre buscando por um acúmulo de valores em sua conta que nunca será atingido. Isso porque nenhuma quantia será suficiente para satisfazer o mesquinho.

Esse não é o caso da pessoa econômica, que corta gastos por um objetivo concreto, com valores e prazos definidos. Se quando a pessoa conquista o que planejou ela se permite flexibilizar as economias, o seu lazer está sendo priorizado.

Leia Também:  Processo de Autoconhecimento: da filosofia à psicanálise

Em outras palavras, o dinheiro não é uma prioridade, mas sim suas satisfações e realizações em conjunto. Portanto, esse é um comportamento econômico, visto que preza pelo bem-estar real de todos.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Já a pessoa mesquinha está muito mais focada nos seus interesses pessoais. Ela pouco se importa com a realização alheia e está inclinada a explorar a generosidade e favores que lhe oferecem.

    Hábitos de uma pessoa mesquinha

    Na prática, para saber se você ou alguém ao seu redor tem hábitos mesquinhos não é nenhum um pouco difícil. Isso pois as características são muito padronizadas e facilmente identificáveis com pouco tempo de convivência.

    E os hábitos principais e mais comuns são:

    Pedir descontos injustos

    Não importa se o lucro do vendedor é baixo ou se o preço já está compatível com o produto. A pessoa sempre vai pedir por mais um desconto e até desistir da compra — mesmo que tenha dinheiro suficiente —, caso não tenha a redução pedida no valor.

    Trapacear em acordos

    Uma das características mais marcantes da mesquinharia é a trapaça. Esse tipo de gente sempre encontra uma forma de levar vantagem em seus acordos e ganhar algo às custas do outro — ainda mais sem o conhecimento da outra pessoa.

    Fingir não ter dinheiro suficiente

    Outro hábito muito frequente é se fazer de coitado e parecer não ter dinheiro para arcar com seus gastos. Isso inclui desde um almoço em um restaurante até o básico das despesas do lar. A pessoa sempre apela para alguém lhe ajudar com as contas.

    Manter dívidas sem necessidade

    Como essa pessoa não gosta de gastar dinheiro, mesmo que ela possa pagar à vista, sempre estará parcelando ou fazendo fiado. E ainda acumulando as parcelas. Dessa forma, ela nunca consegue se livrar das dívidas e acaba por dever valores altos sem necessidade.

    Agir sempre por interesse pessoal

    A pessoa mesquinha não se importa muito com os interesses do seu parceiro, nem dos familiares. Tampouco com o crescimento das pessoas que lhe prestam algum serviço. Para ela o que vale é que seus próprios interesses sejam atendidos.

    É por causa desses hábitos e comportamentos que se torna difícil viver ao lado de alguém mesquinho. Afinal esse indivíduo estará a todo momento privando a si e aos outros de aproveitar a vida com lazer. E ainda prejudicando os outros a sua volta.

    Considerações finais

    Como vimos, é fundamental saber diferenciar uma pessoa econômica de um mesquinho, para que os adjetivos não sejam atribuídos de maneira errada. Uma vez que ser econômico é positivo e visa o bem de toda a família e até mesmo da sociedade.

    Depois dessa leitura deu para entender bem o porquê ser mesquinho é sempre levado como algo negativo, não é mesmo? Então, bastante cuidado para que seus hábitos econômicos não se transformem em mesquinharia.

    Se você gostou do texto e deseja saber mais sobre o comportamento mesquinho. Se inscreva em nosso curso online de psicanálise clínica. Com aulas 100 Ead, você terá acesso a um conteúdo exclusivo. Para saber mais, clique aqui!

    One thought on “Mesquinho: significado e comportamento

    1. Muito bom artigo. Parabéns! Fugirei dos “Gerson da vida,que querem levar vantagem em tudo!”

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.