O fabuloso destino de amélie poulain: Entenda o filme

Posted on Posted in Psicanálise, Psicanálise e Cultura

A sensibilidade e o poder de nos tocar continuam mais vivos do que nunca no cinema. Esse é o caso de O fabuloso destino de Amélie Poulain, conhecido até hoje por sua doçura, leveza e lições. Continue a leitura e entenda a mensagem completa que este quer nos passar.

Enredo

O fabuloso destino de Amélie Poulain é um longa que centra na história da parisiense Amélie. A jovem cresceu reclusa das demais crianças por conta de um equívoco do seu pai médico. Toda vez que este a examinava, seu coração batia muito rápido, embora isso seja causado pelo contato com ele. Após a morte da mãe, ela se muda e vai trabalhar em um café.

Para Amélie, tudo é novo e fascina, mas ela age de modo particular por conta da sua criação. Certo dia, encontra uma brecha em seu banheiro e ali uma caixa com brinquedos e fotografias escondida. A jovem parte em busca do dono, um velho amargurado que se desmancha com a surpresa. A partir daí, Amélie nota o que pode fazer pelas pessoas.

Pouco a pouco, a jovem encontra a sua razão de viver e muda o seu comportamento de sempre. Até consegue se apaixonar por alguém que não conhece diretamente, graças a um trabalho de fotografias. Cabe ressaltar que a mesma sai da idealização e parte à realidade. Ao fim do filme, sob diversas perspectivas, notamos que ela mudou a todos.

O prazer da inocência

Em O fabuloso destino de Amélie Poulain, vemos que Amélie carrega uma visão quase infantilizada de tudo. Qualquer objeto reverbera de forma magnífica em sua mente, o que contraria o movimento natural dos adultos. E como se a mesma mantivesse a mesma magia inerente a qualquer criança, ainda que seja uma jovem adulta.

Com isso, Amélie descobre o prazer em coisas triviais, como o contato físico, por exemplo. É justamente essa inocência que motiva a jovem a ter relações verdadeiras com quem está próximo. Isso se evidencia muito no caráter dela, já que a mesma tenta dividir isso com os demais. Amélie é imune às dificuldades sociais comuns que temos.

Essa perspectiva pessoal das relações que cultiva culmina em uma série de ações para melhorar a vida dos demais. Sua inocência ao enxergar o valor das coisas a motiva a experimentar o que pode fazer pelos demais. Assim, a mesma é recompensada, já que a satisfação alheia acaba refletindo nela própria.

A simplicidade de tudo

O fabuloso destino de Amélie Poulain mostra toda a história da perspectiva dúbia dos personagens, principalmente Amélie. Desde o começo nos é apresentado o que eles gostam ou não, de forma a nos identificarmos logo com eles. Ainda assim, focaremos novamente em Amélie, já que a sua simplicidade chama tanto nossa atenção.

Com ela, é possível:

Satisfazer-se com o acessível

Muitos de nós passam boa parte da vida lutando para conseguir metas impossíveis de serem alcançadas. Às vezes, os sonhos mais acessíveis são aqueles que nos dariam maior valor de vida. Com isso, devemos passar a procurar cada coisa que está à nossa mão e enxergar possibilidades a partir disso.

Encontrar prazer em coisas pequenas

Amélie nos ensina as recompensas de um simples resgate ao passado de alguém, ainda que isso afete ela mesma. A partir daí, a mesma encontra a vontade de viver com base em coisas pequenas. Isso contraria o movimento da maioria, já que buscamos riquezas e bens materiais. Assim como ela, devemos valorizar tudo aquilo que é grande em significado.

Dar ao outro

Isso porque nós conseguimos ver o que lhes falta e é tão necessário. Como estamos de fora de toda a cena, não nos envolvemos diretamente com ela. Dessa forma, podemos olhar em plenitude e averiguar quais os pontos precisam ser trabalhados. A simplicidade permite acesso às ferramentas concisas, diretas e acessíveis para ajudar alguém.

Reflexão aos tempos atuais

Um dos objetos que percebemos em O fabuloso destino de Amélie Poulain é a imaginação de uma relação. Até aí, tudo bem, se a mesma não acontecesse em detrimento a um contato de verdade. Claro que a personagem muda a sua perspectiva, descobrindo o prazer do toque, mas e nós? Como andamos trabalhando os nossos relacionamentos?

Em tempos tão interconectados como os de hoje, a dinâmica de um relacionamento tem uma nova cara. Existe um distanciamento crescente entre nós, mascarado pela impressão de que estamos cada vez mais juntos. Com isso, os encontros e impressões físicas perdem lugar e, consequentemente, valor. Com o tempo, passamos a nos incomodar em encontrar alguém.


Leia Também:  Alimentação Aliada a Mente: Definição Psicanalítica para o Termo

Curso de Formação em Psicanálise Clínica EAD


Da mesma forma que a protagonista do filme, precisamos perceber o prazer em ter contato físico com alguém. Sentir um abraço na carne, afeto, o cheiro, tudo o que possibilitar o carinho em sua forma pura. Assim, devemos abrir mão de passar mais tempo nas redes sociais e socializar de verdade. Mobilize-se a dar carinho a alguém.

Lições

Ao fim de O fabuloso destino de Amélie Poulain, percebemos quantas lições valiosas podemos tirar. Mesmo sabendo menos em relação à vida, Amélie se torna uma excelente professora comportamental. Por conta dela, podemos rever algumas atitudes e trabalhar a nossa:

Resiliência

Durante uma passagem do filme, Amélie se encontra com um homem com uma condição fragilizada. O mesmo afirma que os ossos da garota não são de vidro e ela pode suportar as pancadas da vida. Da mesma forma, você deve construir a sua resiliência, de modo a se recuperar de quedas.

Ousadia

Por mais que estejamos com medo de realizar algo e errar, pior de verdade é não investir. Se não deu certo, tudo bem, pois você tentou. O importante é se arriscar e dar o melhor de si para encontrar o que deseja.

Autoestima

Amélie encontrou o prazer de ajudar as pessoas da forma que podia. Aprendemos com ela que devemos seguir no mesmo caminho, mas devemos prestar atenção em nós mesmos. Isso nos permitirá estar bem conosco e a partir daí, nos doar aos outros com nossa autoestima bem trabalhada.



Considerações finais: O fabuloso destino Amélie Poulain

O fabuloso destino de Amélie Poulain carrega uma mensagem pura da descoberta após uma vida reclusa. A personagem é um reflexo de nossa própria essência quando nos deparamos com algo novo em nossas vidas. Com isso, devemos nos permitir abertura a experimentar aquilo que não fazia parte de nós.

Quando nos dispormos a isso, poderemos construir um contato maior e melhor com outros entes. Talvez demos a eles as perguntas que nos foram feitas, a fim de que encontrem suas próprias respostas. Assim, poderão enxergar que há algo a mais e refinarão suas perspectivas sobre.

Para que isso aconteça com você de forma mais acessível, ingresse em nosso curso online de Psicanálise Clínica. Por meio dele, conseguirá ampliar a sua percepção a respeito de si e dos demais. Dessa forma, o autoconhecimento que vai adquirir permitirá que descubra suas próprias tendências e os gatilhos do seu comportamento.

O curso é realizado via internet, garantindo a você flexibilidade total para construir seus horários de estudo. Independente de estar em casa, trabalho ou até em um café, terá acesso irrestrito ao rico conteúdo das aulas. Ademais, nossos professores te acompanham durante todo o percurso, extraindo o máximo de suas habilidades.

Descubra o quão simples é navegar na sua própria natureza e alcançar entendimento pleno. Faça nosso curso de Psicanálise. Ademais, se gostou desse post sobre O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, compartilhe-o com quem conhece!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 3 =