silêncio filme

Filme Silêncio (2016): sinopse, resumo e explicação

Posted on Posted in Psicanálise e Cultura

O filme silêncio é lindo, intrigante e um dos melhores filmes religiosos já feitos. O filme de longa gestação de Martin Scorsese, Silêncio, é baseado no romance de Endō. Ele leu um pouco depois de seu filme “ A Última Tentação de Cristo”, de 1988. O filme foi protestado e condenado pela Igreja Católica e outros cristãos conservadores 28 anos atrás.

A luta pela fé em um mundo marcado pelo sofrimento e pelo silêncio de Deus que está presente em cada quadro do Silêncio. As respostas no filme de Scorsese, como no romance de Endō, não são encontradas em palavras, mas nos espaços entre elas.

Silêncio é uma história de perseguição em um Japão que busca expulsar estrangeiros

O Silêncio é a história de dois jovens padres católicos portugueses, o Padre Rodrigues e o Padre Garrpe. Eles aprendem com seu superior que seu mentor e ex-confessor Padre Ferreira. Que foi  para o Japão como missionário, teria apostatado, isto é, repudiado sua fé. O boato é que agora ele mora com sua esposa entre os japoneses.

Incapazes de acreditar em tal coisa de Ferreira, Rodrigues e Garrpe imploram e eventualmente são autorizados pela igreja a viajar para o Japão. Eles chegam lá em 1639 em meio a uma proibição governamental ao cristianismo. Eles encontram um pescador chamado Kichijiro, que concorda em levá-los sorrateiramente para uma ilha perto de Nagasaki.

Governo

A oposição do governo japonês ao Cristianismo, e o movimento subsequente de adoradores para praticar sua fé no subsolo. Que foi o resultado de um conjunto complicado de fatores políticos.

Esses fatores incluíam o influxo de europeus ao país, que o governo via como uma ameaça à segurança. Bem como a Rebelião de Shimabara, uma revolta de camponeses famintos contra seus senhores. A perseguição aos cristãos foi, em parte, uma forma de reprimir o levante.

Tortura e segredo

Na ilha para a qual Kichijiro traz os padres, vive um grupo de cristãos ocultos. Eles praticam sua fé em segredo para evitar o escrutínio do governo. Especialmente, o Inquisidor Inoue que os torturará até que se retratem.

O método preferido de Inoue para descobrir os crentes é forçá-los a pisar em um fumie, uma simples imagem esculpida de Cristo. Aqueles que pisam, vivem. Aqueles que se recusam,  torturados e mortos.

Rodrigues e Garrpe

Rodrigues e Garrpe vivem em segredo, ministrando aos moradores e outras pessoas próximas. Eles sentem compaixão pelas pessoas, que vivem vidas difíceis de opressão e fome. Mas os padres são traídos por Kichijiro (que é uma figura de Judas na história), separados e colocados sob o escrutínio de Inoue.

A partir daí a perspectiva é em grande parte de Rodrigues. Pois, ele testemunha cristãos torturados e é informado de que se apostatar, se pisar no fumie e repudiar sua fé, os outros serão poupados.

Mas como ele pode imaginar tal coisa? E o que significaria para ele um sacerdote, jurado servir a Cristo decidir fazer tal coisa? Ao ver os cristãos japoneses sendo torturados, ele clama por respostas. Mas ele não recebe nada em troca.

Para compreender o Silêncio, é preciso vê-lo pelos olhos de Rodrigues

A maneira mais forte e clara de entender a história do Silêncio é por meio do personagem Rodrigues. Pois, o seu arco está em um duplo fio.

Leia Também:  Lista de sentimentos: os 16 principais

O seu papel como missionário europeu no Japão, que parece um pouco como “salvador branco” dá a que ele está lutando para entender como imitar Cristo. Além disso, perceber, aos poucos, que não pode, ou pelo menos não da maneira que ele pensava que deveria.

Isso depende do reconhecimento de que a história temo como narrador Rodrigues e, portanto, moldada por suas percepções. O ponto em que há uma mudança perceptível nos narradores é o ponto de inflexão do filme. Tudo depende dessa mudança.

Spoilers

O filme o Silêncio aponta uma lança dupla contra as suposições de Rodrigues sobre seu trabalho. Ele se vê como um ministro para o povo do Japão. E assim o é: o papel de um sacerdote na doutrina católica é incorporar, em um pequeno sentido, o papel intermediário de Cristo. Que desempenha entre o adorador e o próprio Deus.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    No início do Silêncio, quando Rodrigues e Garrpe encontram pela primeira vez os cristãos ocultos na ilha. Eles são cristãos ocultos que explicam que, na ausência de um padre, eles encontraram um substituto. Mas não o padre ordenado, e eles se perguntam se está tudo bem. Rodrigues e Garrpe garantem que sim.

    Rodrigues é mais flexível na maneira como aplica seu entendimento de fé à cultura japonesa do que Garrpe. Quando alguns de seu rebanho perguntam se está certo pisar no fumie para salvar suas próprias vidas, ele diz que sim. Mas ele considera a si mesmo, um ministro, um padrão mais elevado,uma coisa é para o crente japonês pisar, e outra coisa inteiramente para ele.

    Considerações Finais sobre o filme silêncio

    Por fim, se você gostou do nosso post sobre o filme silêncio, nós te convidamos para conhecer o nosso curso online de psicanálise. Nele você aprenderá com os melhores profissionais maneiras para te ajudar a refletir sobre a sua vida. Tudo isso através de um autoconhecimento bem construído. Então, não perca tempo, matricula-se já.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *