O que fazer da vida? Ache o sentido em 5 dicas

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Em determinada época passamos a questionar qual o nosso papel na nossa própria existência. Comumente, muitos de nós se sentem perdidos já que, aparentemente, não possuem um propósito claro a partir de determinado ponto da caminhada. Descubra melhor como achar seu direcionamento e cinco dicas sobre o que fazer da vida.

Sobre o propósito de vida

Ainda que muitos não saibam o que fazer da vida, cada um de nós tem uma diretriz. Possuímos ferramentas que podem nos levar adiante de onde estamos, propagando pelo mundo nossas ideias. É através daí que transmitiremos uma mensagem que se eternizará de alguma forma. Basicamente, trata-se do nosso legado.

Contudo, muitas pessoas se veem confusas quanto ao que estão fazendo da vida e aonde estão indo. O seu propósito não parece tão claro no momento, já que muito disso vem da falta de experiência de vida. Sem uma bagagem adequada, teremos dificuldades em encontrar um norte. A reavaliação sobre si mesmo pode ser fundamental para encontrar um rumo.

Independente de sua condição social, idade ou situação financeira, é possível encontrar o que fazer da vida. Não existe um limite enquanto estivermos vivos e firmes. É preciso que se burle algumas barreiras autoimpostas e que se dê um passo adiante. Faça isso por você, por seu futuro e pelas pessoas que podem usá-lo como exemplo.

Todos nós possuímos um papel

Exclua imediatamente a ideia de que você não possui um lugar para si. Ainda que a situação diga o contrário, todos nós somos importantes e podemos contribuir positivamente para nosso avanço. A relevância de nossa existência não pode ser refutada ou excluída, já que se trata de um direito universal.

Constantemente, acabamos por nos comparar com outras pessoas, as usando como parâmetro. Isso se faz mais presente e especial quanto às realizações. Medimos o nosso sucesso com base no sucesso alheio, nos depreciando ao ver o alcance de terceiros. Esquecemos de montar a nossa vida e trabalhamos em cima do progresso dos outros.

Esse tipo de atitude é pouco recomendável, visto que pode nos afetar emocionalmente. Deixamos de construir esforços que nos colocariam à frente e trabalhamos para superar os outros. Não porque queremos evoluir, mas para provar que somos melhores que alguém em algo. Tente fugir dessa corrente e monte a sua própria estrada.

Implicações relacionadas a o que fazer da vida

Depois de um tempo, começamos a sentir os efeitos de não saber o que fazer da vida. Como seres complexos emocionalmente, evitamos seguir os instintos que regem outras espécies. Precisamos sentir que temos um propósito para nos sentir vivos e encaixados. Caso ocorra o contrário, apresentamos alguns dos sinais a seguir:

Desmotivação

Com o passar do tempo, sentimos que estamos nos afastando do nosso propósito, seja lá qual for. Mesmo que não saibamos aonde ir, apenas uma diretriz bastaria de início, mas nem isso alguns encontram. Por causa disso, se sentem desmotivados a continuar, exibindo um comportamento mais pessimista e triste em relação à vida.

Isolamento

Com a desmotivação, vem o isolamento. Isso mostra como uma forma de se proteger aos estímulos do mundo externo. É como se a cada passo que uma pessoa desse ao sucesso deixasse pegadas fortes no interior da outra. O isolamento serviria para amenizar o atraso que muitas pessoas passam em algum ponto da vida e se preservar emocionalmente.

Depressão

Talvez este seja o ponto de culminação mais forte sobre não saber qual direção tomar. Não são fatores obrigatórios, mas os tópicos acima podem empurrar uma pessoa a esse quadro. Poucas coisas na vida lhe apetecem e mais do que nunca se sentirá despreparado sobre o que fazer da vida. Nesse estágio, é recomendável buscar ajuda e não enfrentar sozinho.

Não tem um propósito? Tudo bem

Muitas pessoas estão imersas em algumas atividades por obrigação, o que compromete a realização de seus próprios sonhos. Por conta disso, não conseguem se dedicar à sua própria causa e tudo bem. O importante é que não desista e nem se abstraia. Seu maior projeto de vida é você mesmo e deve trabalhar para que dê certo.

Dicas

Ainda que não saiba o que fazer da sua vida até agora, não se preocupe. Lembre-se: todos nós, independente de quem sejamos, possuímos um papel a cumprir. É preciso expandir o limiar da mente e do corpo para buscar novas aberturas e seguir em frente com propósito. Preste atenção nessas cinco dicas e monte o seu planejamento:

Leia Também:  O que é zona de conforto? Os 3 passos para escapar

Pergunte-se por que quer achar seu propósito

Enumere todas as razões pelas quais você sente que quer mudar o lugar onde se encontra. Com base nisso, terá um ponto de partida sobre o que fazer da vida. Caso sinta que está desistindo ou que está perdendo o foco, a consulte. É uma excelente forma de relembrar o porquê de ter entrado nesse caminho.

Ache sua vocação

Mesmo que não acredite, todos nós temos algo para chamar de especial. Tente se lembrar do que as pessoas falam de bom a seu respeito e às suas habilidades. Com base nisso, pode encontrar o objeto para uma satisfação plena.

Saia da zona de conforto

Por medo de se machucar e se decepcionar, muitos decidem habitar na águas que conhecem. Deixamos que oportunidades passem por nós por medo de encarar um desafio. Enfrente seus medos, saia da zona de conforto e conquiste a liberdade.

Não caminhe em linha reta

Muitos costumam olhar apenas para um aspecto de sua vida, acreditando que é o que farão ao resto da existência. Entretanto, devemos olhar para cada habilidade em potencial que temos. Todas possuirão um papel diferente em determinados pontos da vida. Por exemplo, um atendente pode ser motorista sempre que tiver tempo livre e incrementar sua renda e realizar algum sonho.

Reflexão

Diariamente, separe um tempo para pensar no que te faz feliz. Isso irá levantar algumas questões sobre qual rumo tomar em sua vida. A reflexão é importante, visto que alinha as necessidades que tem com as ferramentas que precisa.

Saber o que fazer da vida é um assunto complicado para muitos. Isso porque a maioria se sente inadequada, independente de onde esteja. Mesmo que seja um desconforto, essa zona protege de eventuais decepções.



Entretanto, é preciso se arriscar para descobrir o seu propósito. Nunca encontraremos o que procuramos se não nos dispormos a enfrentar o desconhecido. A resposta pode estar na sua frente e você não está enxergando.

Uma excelente ferramenta de auto avaliação é o nosso curso online de psicanálise clínica. A estagnação que vivencia no momento pode ser melhor entendida e trabalhada com a ajuda de nossas aulas. Você passa a se compreender melhor e a se trabalhar de forma eficaz.

As aulas são online, o que dá mais liberdade para estudar, já que pode fazer de qualquer computador conectado. Mesmo que distantes, os professores não encontram barreiras para te repassar o melhor conteúdo do mercado. Ao fim do curso, um certificado comprovará a sua excelente formação em Psicanálise.

Garanta já a sua vaga no curso que transforma vidas. Torne-se um psicanalista de sucesso também, algo que pode estar relacionado a o que fazer da vida no que diz respeito a você.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 6 =