O que são pais tóxicos para a Psicanálise?

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Para qualquer pessoa, principalmente quem está em sua primeira viagem, ser pai e mãe pode ser um desafio. Contudo, muitos pais podem extrapolar em algumas atitudes e prejudicar a criação dos próprios filhos. Continue a leitura e entenda o que são pais tóxicos e como reconhecê-los.

Afinal, o que são pais tóxicos?

Instintivamente, quando nos tornamos pais, almejamos dar aos nossos filhos tudo o que não estava em nosso alcance. Contudo, alguns pais ultrapassam uma linha e deixam tudo à mão das crianças, fazendo com que elas desconheçam o que é sacrifício. Assim, ao mesmo tempo em que estamos tentando ajudar, prejudicamos o seu desenvolvimento.

Pais tóxicos são justamente os que pensam que ajudam ou protegem os filhos. No entanto, causam o efeito contrário. Ainda que alguns possuam as melhores intenções na educação dos filhos, conseguem chegar ao extremo entre o desleixo e a superproteção.

Dessa forma, esse descuido, ou super cuidado, acarreta danos ao lado mental e emocional da criança. Poucos imaginam que estão preparando um adulto instável e alquebrado para as dificuldades reais da vida. Os pequenos, incapazes de determinar contradições comportamentais, não sabem distinguir o certo do errado quanto aos pais. Acabam se tornando reféns de uma educação defasada e ardorosa.

Como identificá-los?

Como há de se esperar, há vários tipos de pais tóxicos, desde o mais “manso” até o mais agressivo. Independente da abordagem, cada um tem o poder de prejudicar a vida dos filhos a seu modo. Assim, veja alguns exemplos de pais que podem acabar minando as chances de sucesso dos próprios filhos:

Super protetores

Chamados de “pais helicópteros”, esses se colocam no lugar de seus filhos e vivem por eles. Os vigiam, se encarregando de seus problemas, atividades e até relacionamentos. Cuidam, ainda que inconscientemente, para que não tenham uma experiencia real na vida. No entanto, o problema é que estão despreparando, isto é, fazendo um desserviço em vez de ajudar.

Babões

Ainda que as crianças precisem de um referencial de afeto, esse tipo de pai e mãe exagera. Em geral, se mostram permissivos excessivamente, dando tudo o que a criança quer como forma de deixá-la feliz. Contudo, como qualquer coisa em excesso, liberdade demais cria adultos individualistas.

Competitivos

Muitos pais projetam os próprios sonhos não realizados nos filhos. Costumam ser autoritários, exigindo sempre que uma criança pequena seja a melhor em qualquer ambiente que esteja. Em geral, nunca param para perguntar sobre as vontades dos filhos porque não se importam com isso.

Manipuladores

Esses procuram deixar os filhos à sua mercê. Oscilando entre a chantagem emocional e a agressão, prendem os filhos em um espiral de emoções. Infelizmente, alguns chegam ao extremo de mentir, ainda que prejudiquem os filhos, para ganhar algo de forma egoísta.

Consequências aos filhos

Os pais tóxicos implementam secretamente bombas no comportamento dos seus filhos. Em pouco tempo, as mesmas explodem e geram jovens e adultos com um comportamento negativo e bastante errático. A sombra da criação dos pais continua a cegar as crianças para a realidade do undo que as chama. Veja o que pode acontecer aos menores:

Insegurança

As crianças facilmente crescem com medo dos pais e, por tabela, do mundo. Mostram-se inseguras e frustradas diante da vida. Qualquer ação em sua direção é vista como uma ameaça e a mesma mostra incapacidade de reagir com ou contra aquilo.

Egoísmo

Há as que também se mostram como o centro do mundo. Devido ao excesso de permissão dos pais, desenvolvem a incapacidade de dividir suas coisas. Cada ação ou produto é voltado unicamente para ela. Algumas chegam ao extremo de se esconderem para aproveitar melhor o bem que possuem.

Ansiedade

Desde cedo, muitas crianças antecipam situações de perigo. Cada sensação é vivida de forma violenta, provocando rachaduras em sua mente. Quando adultos, enxergam situações corriqueiras e já antecipam um conflito sem a menor necessidade.

Estresse

Quem nunca encontrou uma criança explosiva? Esse é um processo natural de pressão interna provocado pela convivência com os pais. Desde novas, apresentarão problemas de saúde decorrentes desse mal, como cardiopatia.

Amadurecimento

Lembra um pouco o egoísmo, contudo a criança enfrentará problemas de perceber as coisas como são. Não se mostrará tão capaz de aceitar algumas prerrogativas e se mostrará imatura. Tudo precisa ser do jeito dela e ninguém pode dizer o contrário. Ainda que não admita, o mundo deverá ser seu reino.

Soluções

Ainda que pareça uma situação irremediável, é possível amenizar o contato com o comportamento desses pais tóxicos. A solução imediata são os filhos e parentes próximos encararem esses adultos. Deverão lhes mostrar o quão defeituosa é aquela ação de controle e como isso é prejudicial.

Leia Também:  Resiliência: significado e 5 dicas da Psicologia

Se adultos, a melhor solução é uma restrição com relação à influência dos pais. É preciso que eles vivam separadamente e no próprio ambiente, sem interferência paterna ou materna. Estabelecidos em um local próprio, evitam a interferência e abuso dos genitores. Isso inclui também não se envolver em questões menores dos familiares.

Por fim, é importante trabalhar para ser independente. Assim, será possível gerar seus próprios recursos, sem depender da ajuda de ninguém. Isso evita com que os pais deem palpites e resolvam interferir novamente na vida de seus filhos.

Exemplo

Um dos melhores exemplos é a da animação “O pequeno Príncipe“, de 2015. Uma mãe planeja a todo custo que a filha entre em uma renomada escola. Contudo, ao montar um planejamento exaustivo à garota, acaba negligenciando seu lazer. Ao descobrir que a criança se distraía com as histórias de um vizinho aviador, se enfurece e proíbe a relação dos dois.



Temos um exemplo claro de uma mãe narcisista que priva a filha do direito de liberdade . Planejou excessivamente para a mesma um caminho que ela própria queria seguir. No entanto, mostrou revolta diante da natureza infantil da menina. Assim, as vontades da filha são irrelevantes perto das dela, ainda que sejam voltadas à própria garota.

Os pais tentam a todo custo elevar os seus filhos diante das adversidades impostas pelo mundo. Contudo, acabam atrasando qualquer chance de sucesso que a criança venha a ter. Mesmo que a maioria não perceba, acaba por prejudicar seu comportamento e personalidade. Isso gera jovens e adultos sem o menor preparo ao mundo, se entregando ou se abstendo de qualquer responsabilidade.

Dessa forma, pare para pensar como anda o desenvolvimento dos menores. Pergunte se o que vocês querem para eles é o mesmo que eles também querem. Ainda que seja um exercício difícil, os ouça. Dê a chance que precisam para se tornarem felizes, sadios e realizados mesmo com a pouca idade.

Fuja da marca pueril que são os pais tóxicos e ajude seus filhos a serem adultos responsáveis e prestativos. Eles agradecerão futuramente.

Faça um curso de Psicanálise e se aperfeiçoe como pai

Para incrementar as suas habilidades na instrução, se inscreva em nosso curso de psicanálise EAD. Nós estamos em um seleto grupo de instituições com das melhores grades do mercado. Assim sendo, sua formação como psicanalista será concisa, eficaz e altamente produtiva devido à metodologia aplicada em nosso curso.

Ainda que tenha uma rotina atribulada, não se preocupe. As aulas online se ajustam perfeitamente aos seus horários e você estuda sempre que quiser. Portanto, pagando um preço atrativo, não perca mais tempo. Sua carreira de psicanalista começa aqui, mesmo que seja para se livrar-se das crenças limitantes comuns a pais tóxicos.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + dezesseis =