pansexual

Pansexual: o que é, características e comportamentos

Posted on Posted in Conceitos e Significados, Psicanálise

À medida que as pessoas se desenvolvem elas conhecem mais a si mesmas e a própria sexualidade. É um processo natural, visto que nós amadurecemos e passamos por mudanças contínuas ao passo que envelhecemos. Partindo desse princípio, hoje nós entenderemos o que significa pansexual, algumas das suas características e comportamentos.

O que é pansexual?

Uma pessoa pansexual é aquela que se sente atração por pessoas, independente do gênero delas. Ou seja, para as pessoas pansexuais não importa o gênero ou preferência sexual do outro. A pessoa que possui essa orientação sexual não se restringe aos conceitos de relação convencionais.

Os pansexuais se interessam pelas características, personalidade e aparência da pessoa que gostam. Conforme os próprios pansexuais afirmam, o verdadeiro interesse está na personalidade do outro, não na aparência. Ainda que eles tenham uma orientação sexual mais ampla, é importante destacar que cada pansexual se relaciona de forma diferente.

Uma conversa necessária

Ao passo que o tempo avança as pessoas sentem uma necessidade maior de discutirem temas que antes eram tabus. Por exemplo, as pessoas transgêneros conquistaram um espaço maior para conversar a respeito da orientação sexual.

Contudo, pessoas que falavam a respeito de homo e heterossexualidade conversavam apenas com mulheres e homens hétero. Já que há pessoas com orientações sexuais diferentes, como a pansexual, é preciso conversar a respeito dessa pluralidade.

As pessoas pans e trans têm um movimento próximo e que se apoia em relação as discussões sociais. Essas pessoas explicam como o gênero e a orientação de um indivíduo deriva da sua construção social. Logo, muitas pessoas precisam perceber que essas construções estão atualizadas e libertadoras.

Características dos pansexuais

Uma pessoa pode entender melhor o que é ser pansexual compreendendo características de quem possui essa orientação sexual. São elas:

1.Orientação sexual

As pessoas pansexuais se sentem atraídas por todas as orientações sexuais.

2.Gênero

Quando se interessa por alguém o pansexual não se limita ao gênero do parceiro.

3.Ama as pessoas

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os pansexuais não sentem atração por plantas ou animais. Logo, a pansexualidade está limitada ao relacionamento de pessoas com gêneros e orientações diferentes.

Há diferenças entre pansexualidade e bissexualidade?

Ainda que sejam orientações sexuais diferentes, as pessoas costumam confundir a pansexualidade e bissexualidade. Pessoas bissexuais têm atração por indivíduos do gênero feminino e masculino. Os pansexuais são mais fluidos, pois não se limitam à representação rígida do que é masculino e feminino.

Ou seja, o pansexual sente atração por pessoas, não pelo gênero biológico delas. Dessa forma, uma pessoa pan se relaciona com mulheres, homens e transgêneros que podem ser bissexuais, homossexuais ou pansexuais. Pessoa que são transgêneros ou intersexuais compreendem melhor a pansexualidade, pois entendem as camadas do ser masculino ou feminino.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Tanto pessoas cisgêneros, quanto transgêneros e intersexuais podem se identificar como pansexuais. Por fim, é importante nós destacarmos que pessoas pansexuais se interessam por gêneros humanos, não por outros comportamentos. Logo, não é correto afirmar que uma pessoa pan é sinônimo de necrófilo, pedófilo ou que seja uma pessoa incestuosa.

    Leia Também:  O que significa humildade

    A representação e consciência importam

    Com o surgimento da pessoa pansexual o debate a respeito de gênero foi atualizado. Agora, as pessoas têm o objetivo de validar as suas vivências pessoais quando antes não se viam representadas. Mesmo que algumas pessoas se entendessem como bissexuais, sentiam que essa classificação apresentava conflitos para elas.

    Muitas pessoas discutem as definições de bissexual e pansexual, pois há pontos em comum nessas identificações. Elas debatem quais os pontos em comum e se um termo substituirá o outro ou coexistirão. Até o momento, apenas duas coisas importam mais:

    1.Pessoas que estão descobrindo a própria orientação ou estão em dúvida precisam pesquisar e conversar com pessoas bis e pans.

    2.Caso você seja uma delas e conhece algum bissexual ou pan, tente conhecê-lo para entendê-lo além desses termos.

    A pansexualidade na cultura

    Você, com certeza, encontrará referências de pansexualidade na música, cinema ou literatura. Cada vez mais as pessoas têm encontrado referências do que é ser pansexual na mídia que consome. Assim, esse movimento de representatividade é algo bastante positivo. São exemplos os personagens como Jack Harness, de Doctor Who, e o Deadpool, que não se interessam pelo gênero das pessoas.

    No mundo dos famosos, algumas celebridades se assumem como pansexuais, como por exemplo:

    Demi Lovato

    A cantora e atriz Demi Lovato se entende como pansexual e, nas palavras dela, se sente mais fluida assim. Ela não só sente que está mais livre agora, mas também compreende melhor quem é e não sente mais vergonha.

    Janelle Monáe

    Assim como outras pessoas, Janelle Monáe acreditava ser bissexual até se identificar como pan. Logo que a cantora se identificou com a pansexualidade, se tornou mais disposta a conhecer a si mesma e quem era.

    Preta Gil

    A cantora Preta Gil acreditava que era bissexual por se relacionar com mulheres e homens. Entretanto, à medida que ela amadureceu, compreendeu que se apaixonava pelas pessoas, não pelo gênero delas.

    Reynaldo Gianecchini

    O ator Reynaldo Gianecchini sempre teve a sua sexualidade discutida pelas pessoas e mídia afirmando que ele era gay. Após anos, Reynaldo afirmou que se sente confortável e compreendido como uma pessoa pan.

    A necessidade de terapia

    As pessoas sempre devem considerar a terapia como um espaço para buscas pessoais e entendimento próprio. Mais ainda pessoas LGBTQI+ que precisam cuidar do emocional e psicológico, pois são agredidas com frequência. Segundo estudiosos, pessoas LGBTQI+ estão mais vulneráveis a sofrerem com estresse, depressão, ansiedade e suicídio.

    Logo, é importante que essas pessoas encontrem um ambiente seguro para se expressarem dentro de um consultório terapêutico. Dessa forma, elas podem explorar a própria sexualidade com paciência e liberdade. Assim, o pansexual terá o tempo e espaço necessários para se conhecer como deveria.

    Os pacientes podem iniciar essa investigação na própria orientação sexual ou lidar com algum trauma interno. Já que os LGBTQI+ são vítimas constantes de preconceito, é necessário que tenham o suporte adequado de um terapeuta. Logo, um paciente deve contar com a ajuda de um profissional a fim de se conhecer, se cuidar e ser mais gentil consigo.

    Considerações finais sobre pansexual

    A pessoa pansexual ajudou a quebrar a dualidade de gênero que a sociedade sempre classificou para si mesma. Em outras palavras, pessoas pansexuais são a prova de que existem outras maneiras de existir, se expressar e se relacionar. Com a popularização desse termo, mais pessoas têm se reconhecido como pans.

    Leia Também:  Psicanalista, Psicólogo e Psiquiatra: definições

    É muito importante que as pessoas entendam o conceito da pansexualidade. Dessa forma, é possível haver mais respeito e compreensão para os LGBTQI+ em geral e os que se identificam como pansexuais.

    Após você entender melhor o significado de pansexual venha conhecer o nosso curso online de Psicanálise. O nosso curso é uma excelente oportunidade para você conhecer a si mesmo e o seu poder interior. Assim que você estudar Psicanálise terá as condições necessárias para transformar a si e o mundo ao redor.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *