paranoico

Paranoico: significado e características

Posted on Posted in Uncategorized

Não é impossível que as nossas mentes nos preguem peças às vezes e nos confundam em nossos afazeres. Para muitas pessoas, ocorrências desse tipo fazem parte de um quadro de saúde mais sensível e que merece atenção. Hoje vamos entender melhor o que significa paranoico e algumas das características marcantes desse indivíduo.

O que é paranoico?

O paranoico é uma pessoa com mudanças sensíveis no pensamento, que mostra uma percepção distorcida da realidade. Ela possui o chamado pensamento paranoide, que faz com que ela alimente um delírio crescente sobre as pessoas ao redor. Dessa forma, a pessoa paranoica vai nutrir ideias surreais sem qualquer lógica plausível.

Dessa forma o indivíduo passa a desconfiar que alguém ou alguma coisa está no seu percalço, perseguindo-o a todo momento. Na mente dele, existe um risco iminente indo à sua direção para lhe causar mal. Muitos inclusive acreditam serem alvos das maquinações de pessoas mal-intencionadas.

A respeito dos sintomas, eles podem ser mais leves, moderados ou graves a depender das condições de cada pessoa. Mesmo que possa variar na intensidade, a paranoia tem se mostrado incapacitante, afetando seriamente a qualidade de vida de muitos.

Por que uma pessoa se torna paranoica?

Até o momento, não temos um estudo tão completo para sabermos o que pode tornar um indivíduo paranoico. No entanto, pesquisadores continuam empenhados para determinar as suas causas. Assim, eles averiguam as possibilidades na busca por um padrão sempre analisando possíveis indícios.

Dentre esses sinais, é importante apontar a influência dos traumas para a mudança sobre a percepção da vida de alguém. No caso, o esgotamento da parte psíquica torna mais fácil que a saúde mental entre em queda. Por exemplo, imagine eventos e situações em que a ansiedade foi levada ao limite, fragilizando a mente de forma duradoura.

Ademais, a depressão e as fobias das mais variadas formas podem contribuir para o surgimento da paranoia. Você pode observar que cada indício levantado acima possui uma natureza capaz de influenciar negativamente o comportamento delirante. Em muitos casos, o estado paranoico pode se aflorar de maneira gradual e silenciosa até se fazer percebido.

Características

Um paranoico pode ser reconhecido por alguém mais atento à realidade que ele experimenta. Embora os sintomas variem de caso para caso, merecendo diagnóstico clínico adequado, os mais comuns são:

A desconfiança

Como se sente perseguida por alguém, é difícil para uma pessoa paranoica trabalhar a sua confiança. Por causa disso que as suas relações são complicadas e de difícil desenvolvimento.

Medo

O delírio que vivencia reforça cada vez mais a ideia de perseguição, fazendo com que sinta medo de ameaças.

Ansiedade

A mente do portador antecipa situações ruins, levando-o a criar conflitos futuros. Assim, a cada dia que passa, a sua paranoia tenta prever de qual lado o ataque que tanto teme virá.

Cansaço físico e mental

A preocupação constante da pessoa com paranoia demanda um gasto de energia capaz de cansar o corpo e a mente. Desse modo, a sua vigilância contínua cobra um preço de sua saúde.

Impressão de estar só

É comum existir o sentimento de solidão nos paranoicos. Isso porque as outras pessoas podem se afastar sem compreender o problema. Dessa forma, sem ter um apoio dos amigos ou da família, a sua vulnerabilidade em relação aos sintomas vividos pode aumentar.

Depressão

Em casos mais graves, a depressão pode se aflorar nos paranoicos, revelando-se por meio de uma baixa estima e melancolia profunda. Assim, mostra-se importante a assistência médica para se entender as causas do problema e como trabalhá-lo o quanto antes.

Leia Também:  Sonhar com ovo de galinha: o que significa?

Somatório

Para um paranoico é bem mais fácil desenvolver outros problemas de saúde, de modo a acumular mais de um transtorno psíquico. Essas barreiras conseguem surgir por causa do estado de saúde mais frágil e da falta de assistência adequada. Quando uma avaliação é feita o diagnóstico pode ser mais extenso, já que há muitos sinais apontando a complexidade do paciente.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Além disso, os sintomas do estado de paranoia podem se elevar, ficando independentes e virando questões à parte no tratamento. Por exemplo, a ansiedade contribui diretamente para o alimento do temor na mente da pessoa afetada. Dessa forma, caso ela não seja trabalhada e devidamente controlada, há chances de que acarrete outras desordens físicas, mentais e emocionais.

Quais são os tipos existentes de paranoia?

Embora seja comum olhar para o paranoico de forma geral existem categorias específicas com base nos sintomas que ele sente. A primeira delas é:

Distúrbio Paranoide de Personalidade

Aqui os paranoicos desconfiam de tudo sem motivo, enfrentando dificuldades em seus relacionamentos. Consequentemente, os maníacos apresentam:

  • Comportamento distante e frio
  • Hipersensibilidade
  • Desconfiança

Distúrbio Delirante Paranoide

Em suma, esse distúrbio não possui sinais de distúrbio aparente, ainda que seja contínuo. Nele, existem subtipos, os quais são:

  • Delírio do ciúme
  • Delírios persecutório
  • Delírio erótico
  • Megalomania ou delírio de grandeza
  • Delírio hipocondríaco

Esquizofrenia Paranoide

O comportamento do paciente influenciado por sua composição química contribui para um tipo único de esquizofrenia. Por conta disso que o portador possui delírios auditivos e visuais, fazendo inclusive com que afirme que está sendo controlado.

Paranoico vs Esquizofrênico

Um equívoco bastante comum das pessoas é confundir um paranoico com alguém que possui esquizofrenia. Ainda que os delírios sejam parecidos, a paranoia projeta uma ideia interior em direção ao ambiente. Por outro lado, a esquizofrenia recolhe o portador da realidade, o tornando incapaz de fazer escolhas e juízos sólidos.

Na paranoia o medo sentido, mesmo sendo incompreensível, se mostra mais sólido e palpável na realidade. Já a esquizofrenia age através de fantasias, investindo naquilo que o esquizofrênico presencia, mas sem as outras pessoas verem. Além disso, quem é esquizofrênico apresenta um quadro mais intenso de transtorno, podendo se afastar do mundo em que vive.

Tratamento

Os pensamentos delirantes da pessoa paranoica acabam dificultando uma ação efetiva no tratamento. Por causa disso que o paranoico se inclina a desconfiar do terapeuta e do seu tratamento realizado em consultório. O paciente, família e amigos devem investir na recuperação, evitando a sensação que ele terá de que perderá a liberdade se aceitar os métodos terapêuticos.

Enquanto os medicamentos diminuem os sintomas e até os controlam, a psicoterapia trabalha a parte mental e comportamental. Dessa forma, os temores que o paranoico possui vão diminuir em frequência e intensidade, dando mais clareza ao seu pensamento. Mesmo que o tratamento pareça difícil, reconquistar a qualidade de vida não é impossível.

Considerações finais sobre o paranoico

Um indivíduo paranoico possui uma percepção limitada e receosa a respeito do mundo em que vive. Ele não apenas vai acreditar que está em risco, como também pode se colocar em tal situação mesmo não querendo.

Investir no acompanhamento médico, seguir as recomendações e obter apoio dos mais próximos contribui diretamente para a melhora. Assim, ele terá mais condições de cuidar de si com autonomia, deixando de ser refém das influências negativas da própria mente.

Leia Também:  Personalidade para a Psicanálise: Uma Teoria

E se você está buscando por clareza e segurança pessoal, venha conferir o nosso curso online de Psicanálise. Essa é uma excelente forma de encontrar o seu potencial, visto que trabalhará o seu autoconhecimento e necessidades internas. A Psicanálise é uma aliada incrível para compreendermos os movimentos da mente, incluindo a natureza do estado paranoico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − cinco =