pensamento progressista conceito

Pensamento Progressista: conceito, definição e exemplos

Posted on Posted in Filosofia

O pensamento progressista é um conjunto de ideias filosóficas, sociais e econômicas que defendem o progresso constante em diversas áreas com o objetivo de melhorar a condição humana. Ele está intimamente ligado às noções de evolução social, tecnológica e moral ao longo do tempo.

Mas o que exatamente significa ser um pensador ou um político progressista? Quais são suas principais características e bandeiras? Neste artigo, vamos explorar em detalhes o conceito de progressismo, sua definição e também ver alguns exemplos concretos de ideias e políticas progressistas.

Origem do Pensamento Progressista

O pensamento progressista tem suas raízes no Iluminismo do século 18. Pensadores desta época, como Voltaire, John Locke e Montesquieu, defendiam a razão humana e o conhecimento científico como motores do progresso da sociedade, em oposição à tradição religiosa que imperava até então.

Eles acreditavam que o mundo estava saindo de uma “idade das trevas” dominada pela ignorância e que o futuro da humanidade dependia do avanço da ciência e da secularização das instituições. Esta visão otimista no poder da razão e no potencial de evolução da espécie humana é a base do progressismo.

Mais tarde, no século 19, o positivismo aprofundou estas concepções. Pensadores como Auguste Comte pregavam que apenas o conhecimento científico poderia trazer progresso genuíno para a sociedade. O positivismo também deu origem ao lema “ordem e progresso” presente na bandeira do Brasil.

Pensamento Progressista resumo

Definição e Conceito de Progressismo

De acordo com o Dicionário de Política de Norberto Bobbio, o progressismo pode ser definido como:

“A ideia de que o curso das coisas, especialmente da civilização, conta desde o início com um gradual crescimento do bem-estar ou da felicidade, com uma melhora do indivíduo e da humanidade, constituindo um movimento em direção a um objetivo desejável.”

Ou seja, o cerne do pensamento progressista é a crença em um avanço contínuo da sociedade rumo a estados melhores de existência, seja no plano material, tecnológico ou moral. O progresso é visto como necessário e benéfico em si mesmo.

Além disso, para ser considerada progressista, uma ideia ou proposta política normalmente precisa defender algum tipo de transformação ou ruptura com o status quo tradicional. Ou seja, precisa buscar ampliar direitos, reduzir desigualdades ou promover inclusão de grupos historicamente marginalizados.

Isso porque, segundo esse pensamento, a evolução social depende da superação de visões de mundo ultrapassadas que impediriam o avanço em direção a sociedades mais livres, igualitárias e felizes.

Progressismo versus Conservadorismo

O pensamento progressista parte da premissa de que as sociedades devem passar por transformações constantes rumo a estados mais avançados e benéficos para o ser humano. Essas mudanças seriam guiadas principalmente pela razão, pela ciência e pela evolução moral.

Já o conservadorismo vê com cautela e suspeita alterações muito bruscas ou rupturas radicais com a tradição. Conservadores priorizam a estabilidade, a permanência e a sabedoria acumulada e testada ao longo do tempo nas instituições sociais.

Enquanto progressistas confiam no potencial de aperfeiçoamento humano e olham para o futuro buscando revolver problemas herdados do passado, conservadores olham mais para trás, valorizando conquistas já alcançadas e cimentadas na tradição que não deveriam ser colocadas em risco.

Outra discordância crucial é que, para os progressistas, visões de mundo e valores morais precisam ser constantemente reavaliados e atualizados. Isso porque eles acreditam que o avanço do conhecimento técnico-científico e da consciência social eliminam gradualmente preconceitos e visões eticamente ultrapassadas sobre questões como gênero, raça e orientação sexual.

Já pensadores conservadores argumentam que a tradição carrega em si uma sabedoria moral e prática consolidada durante séculos ou milênios de experiência humana.

QUERO INFORMAÇÕES PARA ME INSCREVER NA FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Desse modo, endureceriam que mudanças repentinas correm o risco de descartar essas lições duramente aprendidas ou enfraquecer os alicerces das instituições que garantem estabilidade.

    Essa divergência mais profunda em relação ao papel da tradição e da necessidade de transformação progressiva permeia vários debates contemporâneos, como sobre direitos de minorias, políticas econômicas ou relações internacionais.

    Em resumo, trata-se de visões bastante antagônicas sobre como as sociedades devem lidar com questões de moralidade, ética e gestão da vida coletiva.

    Exemplos de Ideias Progressistas

    Quais são, na prática, as principais bandeiras e propostas defendidas por pensadores e políticos progressistas contemporâneos? Elas giram em torno de pautas como:

    • Direitos das minorias como causas feministas, anti-racismo, direitos LGBTQIA+, direitos indígenas e de outros grupos historicamente oprimidos;
    • Justiça social e redução da desigualdade econômica;
    • Sustentabilidade ambiental e economia verde;
    • Secularismo e Estado laico como separação entre religião e política, liberdade religiosa;
    • Legalização das drogas e de aborto;
    • Direitos reprodutivos e planejamento familiar;
    • Pacifismo e multilateralismo em relações internacionais;
    • Ciência e pesquisa acadêmica com financiamento público;
    • Defesa das liberdades individuais e direitos humanos.

    Muitas dessas pautas buscam superar o que os progressistas veem como atrasos morais, sociais ou econômicos herdados do passado. Elas afirmam visões de mundo baseadas na autonomia individual, nos direitos de cada pessoa de buscar sua própria felicidade e no imperativo de combater privilégios historicamente desfrutados por certos grupos sociais.

    Pensamento Progressista mapa mental

    Progressismo no Brasil

    No cenário político recente do Brasil, o pensamento progressista esteve representado especialmente durante os governos de centro-esquerda de Lula e Dilma Rousseff. Medidas como:


    Leia Também:  A Coragem de Ser Imperfeito: ideias do livro de Brené Brown

    Curso de Formação em Psicanálise Clínica EAD


    • Bolsa Família e políticas de transferência de renda;
    • Cotas raciais e sociais no ensino superior;
    • Fortalecimento de sindicatos e valorização do salário mínimo;
    • Expansão do crédito studantil FIES;
    • Criação da Secretaria de Direitos Humanos;
    • Políticas de igualdade racial e de gênero;

    São exemplos de iniciativas onde o Estado brasileiro, sob influência de partidos e políticos progressistas, buscou intervir na realidade nacional para promover maior inclusão social, igualdade de direitos e melhores condições de vida para populações desfavorecidas.

    Já no campo das ideias, o Brasil conta hoje com diversos intelectuais, ativistas e coletivos progressistas que militam pelo feminismo, contra o racismo, por direitos LGBTQIA+, pelo meio ambiente e por pautas correlatas que buscam dar continuidade a essas agendas de transformação progressista na sociedade.

    Considerações Finais

    O pensamento progressista, portanto, é uma corrente política e filosófica que remonta ao Iluminismo e que defende o progresso constante – impulsionado pela ciência e pela razão – como forma de aperfeiçoamento da vida em sociedade.

    Seus valores centrais giram em torno da liberdade, da igualdade, da diversidade e da crença no potencial humano quando libertado de amarras tradicionais que antecedem o desenvolvimento pleno. Por isso, progressistas contemporâneos abraçam pautas como inclusão social, direitos humanos, justiça racial e econômica e sustentabilidade.

    Dessa forma, pode-se resumir o núcleo do progressismo como uma postura otimista e pró-ativa em relação ao futuro, aliada ao inconformismo com injustiças e desigualdades herdadas do passado. O pensamento progressista acredita tanto no potencial humano quanto na responsabilidade de cada geração em tornar a sociedade um pouco melhor do que encontrou anteriormente.

    Se você se interessou por esse tema, que tal começar sua jornada de autoconhecimento através do nosso Curso de Formação em Psicanálise Clínica 100% online? A psicanálise também busca o progresso e desenvolvimento pleno do ser humano. Inscreva-se já e comece a transformar a sua vida!

    E se este artigo agregou algo para você, compartilhe em suas redes sociais para contribuir com a reflexão de outras pessoas também. Sua participação é muito importante para continuarmos produzindo conteúdo de qualidade!

    One thought on “Pensamento Progressista: conceito, definição e exemplos

    1. Edson Fernando Lima de Oliveira disse:

      Li o artigo, que esta bem ideológico; francamente, isso não existe de pensamento ‘progressista’ versus ‘conservador’; isso é uma falácia. É uma distorção cognitiva ou viés cognitivo. Consultem o prof Google ‘erro cognitivo’, aliás, é objeto da TCC, Terapia Cognitiva. Precisa de um contraponto. O que temos são pensamentos positivos, os pensamentos negativos e o chamado abrigo ao pensamento sedizente ‘neutro’, que não é neutro, é abstenção, é omissão, não querer se inclinar. Então temos dois tipos naturais, o positivo e o negativo. E esses pensamentos (positivo e negativo) poderão estar ou não em viés cognitivo ou estar ligado a distorções cognitivas. Por ex, legalização e liberação de drogas nunca foi pensamento progressista. Idem poliamor, aborto, casamento gay, adoção de animais exóticos…Ora, uma menina adotou uma cobra gibóia que terminou comendo o cachorrinho da casa e disse a família que era progressista.Isso é blefe, é pura falácia, é ideologia. E depois se assinou como de esquerda. As esquerdas é que inventaram essa ‘de olha, nós somos progressistas, o resto é conservador’ e se apropriaram de teses de ações. Cotas não é progressismo, porque dá ao índio, ao negro e a um pobre, a um cadeirante, um cego, enfim, uma vaga na medicina, engenharia, direito, odonto…mas o cara entra e patina, não tem base. Isso não é progressismo. Falta de base não é progressismo ou conservadorismo. Impor sindicalismo pago, que forma cúpulas ideológicas e fechadas, invasão de terras, isso não é progressismo.Ou como alguns gostam de dizer no politicamente correto, sou ‘avançado’! Isso é falácia. Basta baixar a lista de distorções cognitiva na Internet e ler. Isso é erro cognitivo ou distorção cognitiva ou ainda, viés cognitivo. Um problema serissimo no Brasil e no mundo.O mesmo com relação agora ao que dizem de muitos que seriam ‘homo demens’, ou dementes psicossociais, e acusam gestões etc. Mas tudo com fins políticos. Por ex, acusam o governo de Israel ser demente e o grupo Hamas ser saudável. São distorções. Concordo. Cabe ao bom psicanalistas não deixar isso prosperar, porque é ruim dar crédito as distorções cognitivas. Concordo.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *