Os pensamentos filosóficos continuam nos influenciando. Por isso, listamos 10 ideias que ainda nos influenciam até hoje. Confira!

Os 10 pensamentos filosóficos que ainda nos influenciam

Posted on Posted in Filosofia

Algumas coisas são atemporais, ou seja, não importa quando foi desenvolvido, ainda podem continuar fazendo sentido por muito tempo. Assim, os pensamentos filosóficos são grandes exemplos disso. Por isso, listamos 10 ideias que ainda nos influenciam até hoje. Então, confira o nosso post!

Sobre a importância dos pensamentos filosóficos

Nas aulas de filosofia, lá no Ensino Médio, explicam que essa disciplina é uma forma de pensar e ter uma postura diante do mundo. Além disso, a filosofia é uma maneira de observar uma realidade que nos cerca. Ainda, procura pensar esse acontecimentos muito além do que eles aparentam.

Por conta dessa premissa, os pensamentos filosóficos podem nos ajudar a compreender um determinado contexto. Não importando quando isso foi desenvolvido, já que essas ideias, muitas das vezes, são atemporais. Então, confira a seguir as 10 ideias filosóficas que nos influenciam até os dias de hoje.

1. “O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete.” (Aristóteles)

Aristóteles soube trazer uma reflexão que até os dias atuais é muito válida. Afinal, vivemos em um período de várias divergências de ideias que acabam prejudicando o nosso convívio social.

Então, esse pensamento trazido pelo sucessor de Sócrates faz sentido para a nossa realidade atual. Pois, em meio a tantos discursos, a forma sensata de lidar com isso é refletir todas as informações recebidas.

2. “Uma vida não questionada não merece ser vivida.” (Platão)

Outro sucessor de Sócrates que não poderia estar fora da nossa lista é o Platão. Nesse sentido, o primeiro pensamento que trazemos aqui dele é sobre a vida. Porque muitas das vezes, pela correria do dia a dia, nem temos o hábito de questionar certas atitudes.

Por isso, é sempre importante que tenhamos um tempo para refletir o rumo que a nossa vida está tomando. Só desta forma, podemos vivê-la de forma plena e concisa, sem nenhum tipo de arrependimento.

3. “Tente mover o mundo – o primeiro passo será mover a si mesmo.” (Platão)

Já este segundo pensamento filosófico de Platão é sobre as mudanças que queremos. Afinal, quem não deseja fazer certas mudanças no nosso mundo? Desejamos que ele seja o melhor lugar possível para se viver em sociedade.

Contudo, para as mudanças acontecerem é necessário que nós mesmo, com a nossa individualidade, nos movamos. Pois, são essas pequenas atitudes que Platão dizia lá na Grécia Antiga, pouco mais de 300 anos de Cristo, que farão a diferença. Essa ideia é ainda muito perpetuada até os dias atuais.

4. “A parte que ignoramos é muito maior que tudo quanto sabemos.” (Platão)

Por fim, a terceira ideia de Platão é sobre como somos ignorantes. Por não estarmos em constante reflexão, não paramos para desenvolver o nosso conhecimento. Então, é fundamental que tenhamos essa pausa para não ignorarmos informações que são mais valiosas do que as que já sabemos.

Leia Também:  Teoria da Alma de Platão

5. “Viver sem filosofar é o que se chama ter os olhos fechados sem nunca os haver tentado abrir.” (René Descartes)

Descartes também trouxe uma ideia que está muito relacionada com a de Platão. De maneira muito poética, ele traduz que o fato de não filosofar é prejudicial. Logo, essa ação consiste em refletir sobre uma tal realidade e não apenas distinguir aquilo que está aparente.

Então, precisamos sempre tentar compreender não só o que é “visível aos olhos”, mas sim o que está por trás de uma situação. Só assim, podemos de fato dizer que estamos conscientes daquilo.

Pensamentos filosóficos: as ideias de Sócrates

Como sabemos, Sócrates foi muito importante para a filosofia como conhecemos hoje. Suas idas às praças e aos mercados da Grécia Antiga renderam vários pensamentos que estão até hoje presentes na sociedade. Então, vamos conferir alguns deles nos próximos tópicos.

6. Mortalidade da alma

Após observar os acontecimentos e a forma humana, Sócrates conclui que está errado a ideia de que a alma é finita. Logo, para ele a alma é algo que nunca morre.

Ele ainda explicou que mesmo que o nosso corpo morra, a nossa alma é imortal. Para chegar a essa conclusão, ele analisou que certos pensamentos só podem ocorrer se a alma for infinita. Por fim, Sócrates definiu que a alma é a razão humana, o seu EU consciente.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    7. O problema com os sofistas

    Antes de mais nada, os sofistas eram os professores particulares da Grécia Antiga. Sócrates os repudiava, pois acreditava que a educação não deveria ser restrita apenas para quem tinha dinheiro. Aliás, ele não cobrava nada para explicar as suas ideias e vivia de doações.

    Outra coisa que ele criticava era que os sofistas ensinavam maneiras de defender qualquer opinião, até mesmo as mentirosas. Desse modo, Sócrates tinha um grande compromisso com a verdade. Para este filósofo, o conhecimento é que ilumina a vida mostrando o que é justo, bom e certo.

    Portanto, essa ideia da educação para todos é muito defendida por muitas pessoas.

    8. A virtude vale mais do que o dinheiro

    A corrupção é um grande mal da sociedade, isso já sabemos. Contudo, Sócrates já defendia essa ideia há muito tempo. Para o filósofo, a pessoa sempre deve perseverar a integridade para que a sua alma não se corrompa.

    Esse é um dos pensamentos mais fundamentais de Sócrates, já que ele decidiu morrer para não se corromper. Dessa forma, ele morreu defendendo aquilo que achava ser a verdade.

    Assim, por defender que a nossa alma era imortal, ele entendia que as virtudes eram mais importantes do que o conforto do corpo. Isso só é alcançado com riquezas. Em outras palavras, todo o dinheiro passa, mas a verdade, a honradez, o amor, a alma permanecem.

    9. Democracia e o filósofo rei

    Sócrates explica que o filósofo, por ter um grande compromisso com a verdade e ver a realidade com sabedoria, tem tudo para poder governar. Além disso, defendeu o direito e a democracia de cada cidadão grego de participar de decisões públicas.

    Por isso, Sócrates não acreditava que a democracia era apenas para os bem-nascidos.

    10. Pensamentos filosóficos: ética do senso comum

    Para finalizar a nossa lista de pensamentos filosóficos, falaremos sobre a ética do senso comum.  Ou seja, Sócrates explica que o homem é capaz de perceber na própria consciência como agir de maneira correta.

    Leia Também:  Quem são os Filósofos da Natureza?

    Então, ele defendeu que é preferível sofrer injustiça do que cometê-la. Portanto, não precisamos responder à injustiça pela injustiça.

    Por fim, Sócrates conclui que nada serve saber muita coisa e ser desonesto. A vida intelectual está intimamente ligada à honestidade, à vida virtuosa.

    Considerações finais sobre pensamentos filosóficos

    Esperamos que você tenha gostado do nosso post. Para finalizar, temos um convite muito especial, que com certeza mudará a sua vida! Aliás, você iniciará uma nova jornada, tudo isso por meio do conhecimento dessa área tão vasta.

    Por isso, conheça o nosso curso online de Psicanálise Clínica. Assim, com 18 meses, você terá acesso a teoria, supervisão, análise e monografia, tudo isso orientado pelos melhores professores. Então, se você gostou do nosso post sobre os pensamentos filosóficos, inscreva-se já e comece a expandir seus conhecimentos ainda hoje!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *