verbomania

Pessoas que falam demais: como lidar com verbomania

Posted on Posted in Comportamento

Você deve conhecer pessoas que falam demais, ou, até mesmo, se viu em situações que acabou falando além do que deveria. Saiba que esse hábito possui várias explicações, inclusive ligadas a questões de personalidade, como carência, e, até mesmo, distúrbios mentais, como, por exemplo, mania e transtorno de ansiedade.

Porém, as pessoas que falam demais geralmente não veem essa característica como prejudicial, ainda que prejudique os seus relacionamentos interpessoais. Esta pessoa, sobretudo, não dá espaço para ouvir o outro, que pode ser um sinal até mesmo de falta de empatia.

Então, se você passa por situações como esta, seja no trabalho ou em sua vida pessoal, traremos neste artigo todas as informações sobre verbomania e como pode lidar com ela em seu meio social.

O que é verbomania? Entenda o que é a compulsão por falar 

Quando as pessoas falam demais, de tal modo a se tornar uma compulsão por falar em excesso, estamos diante de uma patologia chamada verbomania. Trata-se de um distúrbio que faz com que as pessoas falem de forma incontrolável, mesmo quando ninguém está ouvindo ou interessado.

Nesse sentido, esta condição pode ser resultado de um distúrbio psiquiátrico subjacente, como transtorno bipolar, esquizofrenia ou transtorno obsessivocompulsivo. Sendo assim, se falar demais tornar-se de tal forma compulsivo, necessário urgentemente buscar ajuda de profissionais da saúde mental.

Pessoas que falam demais frase

Principais motivos para as pessoas que falam demais

No geral, as pessoas que falam demais tendem a ser nervosas, inseguras e/ou com baixa autoestima. Eles acreditam que, falando mais, parecerão mais inteligentes ou interessantes. Ou seja, as principais razões pelas quais as pessoas falam demais é porque elas têm tendência a falar e não ouvir, ou porque estão muito preocupadas em impressionar os outros, parecendo conhecedoras ou importantes.

Entretanto, todo mundo que fala demais pode fazê-lo por motivos diferentes, e as motivações de uma pessoa podem diferir das de outra, mesmo que seus comportamentos sejam muito semelhantes.

Sabemos que as pessoas verbais também costumam ser muito ansiosas, e sua fala pode refletir uma grande agitação que experimentam, pensamentos acelerados, um forte desejo de agradar aos outros, tentativas de regular suas emoções ou tudo isso.

Além disso, pessoas que falam demais podem apresentar níveis mais altos de narcisismo. Nesse caso, o discurso expansivo pode servir para chamar a atenção e a aprovação de outras pessoas, o que pode ser muito valioso para esses indivíduos.

Pessoas que falam demais em psicologia

Para entender o que motiva as pessoas que falam demais, antes de tudo, tem relação com o autoconhecimento e autocontrole. Pois se a pessoa tem controle sobre suas emoções, isso afetará diretamente na maneira que se comunica socialmente, estabelecendo equilíbrio entre o que precisa ou não ser dito.

Nestes casos, é necessário saber diferenciar quando falar e quando calar. Ou seja, saber escutar e se expressar de forma consciente é algo que deve ser desenvolvido, para que, assim, o excesso de palavras não interfira na vida pessoal e profissional. Portanto, importante refletir sobre as próprias atitudes, se autoavaliar e conhecer melhor as próprias emoções.

Assim, para estes comunicadores impulsivos, durante uma conversa, o silêncio é desafiador. Dessa forma, essas pessoas tendem a dominar as conversas em que participam, ainda que suas falas sejam prolixas, inconvenientes ou desinteressantes. O que, para psicologia, podem ser sinais de problemas de personalidade, e, até mesmo, psicopatologias.

Pessoas que falam demais segundo a psicanálise

Ainda, para psicanálise, pessoas que falam demais tendem a ser aquelas que possuem conflitos internos. Sobremaneira, utilizando da fala em excesso como uma forma de preencher um vazio, buscando sempre a aprovação do outro para as suas atitudes.

Leia Também:  Respiração diafragmática em 5 passos

Dessa forma, as pessoas que falam demais geralmente são possuem sentimentos de insegurança, solidão e medo de ser excluído socialmente.

Consequências na vida de pessoas que falam demais

Essa dificuldade em controlar a fala pode atrapalhar a vida de uma pessoa de várias maneiras. Em um relacionamento amoroso, falar demais e não saber ouvir o outro pode dificultar muito a resolução de conflitos.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Ainda mais, os amigos podem estar menos dispostos a conversar, ou mesmo distantes, pois o conteúdo da fala, a duração da fala, ou ambos, podem acabar deixando-os cansados, irritados ou entediados. Além disso, no trabalho, quem fala demais pode exigir mais tempo e paciência dos colegas, o que, sobremaneira, diminuirá a produtividade de reuniões em que participa.

    Portanto, essas consequências negativas podem fazer com que as pessoas que falam demais se sintam infelizes e sozinhos. Pois, na maioria das vezes, não percebem que seus discursos compulsivos podem ser decorrentes de conflitos internos que precisam de tratamento. Ou seja, não percebem como seu discurso desenfreado é alienante e permanecem com as mesmas atitudes.

    Como lidar com pessoas que falam demais?

    Pessoas que falam demais esquema

    Primeiro, é importante compreender que as pessoas que falam demais têm uma necessidade de serem ouvidas e reconhecidas. Nesse sentido, devemos ter empatia para entender o que as motiva a falar excessivamente. Uma vez que entendemos isso, podemos então selecionar nossa resposta.

    Ainda, é importante lembrar de ser sempre gentil e de oferecer um ambiente de segurança para a pessoa se expressar. Em seguida, é necessário estabelecer limites claros para a interação. Assim, se a pessoa está falando demais, é válido informála, de maneira educada, que apreciamos o que ela tem a dizer, mas também precisamos falar ou ouvir outras pessoas.

    Se necessário, também podemos usar técnicas de redirecionamento para manter a conversa em curso. Tenha em mente que, mantendo a calma e sendo compassivo, podemos lidar com pessoas que falam demais de maneira eficaz.

    Dicas para ter conversas melhores

    • Dica 1: Autoconhecimento

    Antes de tudo, faça testes de autoconhecimento para entender se você está entre as pessoas que falam demais. Como, por exemplo, assim que acabar uma conversa, analisa qual foi o percentual de tempo em que você ficou falando.

    Se você ficou cerca de 70% do tempo falando, possivelmente é uma pessoa que fala demais. Nesse sentido, busque falar em torno de 50% do tempo em uma conversa, o que fará, de fato, ser um diálogo.

    • Dica 2: Atenção a comunicação não-verbal

    Em suma, a comunicação nãoverbal é um dos elementos mais importantes na comunicação eficaz. Sobretudo, ela se refere às formas como as pessoas se comunicam sem usar palavras. Isso inclui postura corporal, sinais faciais, gestos, distância, toque, tom de voz e outras formas de comunicação.

    • Dica 3: Peça opiniões de amigos

    Para lhe ajudar com isso, peça feedbacks das pessoas de sua confiança. Peça para algumas pessoas próximas para te alertarem quando notarem que você usa excesso de palavras ou está falando demais em uma conversa. Porém, faça isso estando disposto a ouvir verdades, sem ficar tetando justificar os motivos que o fizeram falar demais.

    Contudo, se você chegou até o final deste artigo, possivelmente tem interesse em aprender sobre comportamento humano. Então, convidamos você a conhecer nosso Curso de Formação em Psicanálise. Dentre os benefícios deste estudo, estão:

    • Aprimorar o Autoconhecimento: A experiência da psicanálise, é capaz de proporcionar ao aluno e ao paciente/cliente visões sobre si mesmo que seria praticamente impossível obter sozinho. 
    • Melhora o relacionamento interpessoal: Entender como funciona a mente, no caso da psicanálise, poderá proporcionar um melhor relacionamento com os membros da família e do trabalho. O curso é uma ferramenta que ajuda o estudante a entender os pensamentos, sentimentos, emoções, dores, desejos e motivações de outras pessoas.
    • Ajuda na solução de problemas corporativos: a psicanálise pode ser um grande auxílio para identificar e superar problemas corporativos, melhorando a gestão de equipes e o relacionamento com clientes.
    Leia Também:  Mania: entenda do que se trata

    Por último, se gostou deste artigo, curta e compartilhe em suas redes sociais. Isso nos estimulará a sempre produzir conteúdos de qualidade.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.