A positividade tóxica é um mecanismo que usamos para esconder o que não vai bem. Então, leia nosso artigo para saber mais sobre esse assunto!

Positividade tóxica: o que é, causas e exemplos

Posted on Posted in Comportamento

Você não desconfia de pessoas muito positivas? Pois, saiba que positividade em excesso não faz bem. Isso porque a positividade tóxica é um mecanismo que usamos para esconder o que não vai bem. Por isso,  a positividade em excesso não é algo bom.

Dessa forma, o positivismo exagerado podem ser um sinal de fuga da realidade. Ou seja, é uma forma de disfarçar que as coisas não vão bem. Ainda, para que os outros não pensem que estamos mal ou que as coisas estão dando errado em nossas vidas.

A positividade, em si, é uma coisa boa. Contudo, nada em excesso é bom: comida, bebida, redes sociais… E isso vale para o comportamento positivo também!

O que é positividade tóxica?

Nesse sentido, a positividade tóxica tem sido cada vez mais discutida. E isso acontece porque ela esconde o que de fato acontece com a gente. Pois, cada vez mais e, também, pela influência das redes sociais, queremos mostrar aos outros que estamos bem e que tudo está perfeito.

Assim, esse é um tipo de positividade acaba nos sufocando. Porque ela nos faz chegar a um ponto irreversível de negatividade. Ou seja, ela nos condiciona a esconder nossa negatividade. E isso, em determinado momento, vai acabar nos consumindo.

Por isso, ser positivo é bom, mas até certo ponto. Quando a necessidade de ser positivo o tempo todo interfere no nosso estilo de vida, pode ser necessário buscar ajuda. É por isso que se diz que a positividade pode ser tóxica: ela nos consome e se transforma em negatividade.

Significado de positividade tóxica

Dessa forma, a positividade tóxica significa que estamos nos obrigando a pensar positivo. Ou seja, não precisamos e não devemos ser gratos por absolutamente tudo, por exemplo. Sendo assim, você não precisa ser grato por coisas que estão dando errado só porque você quer se manter positivo.

Isso quer dizer que estamos reprimindo sentimentos ruins. E reprimir sentimentos acaba fazendo com que eles se manifestem de alguma forma. Como resultado, afeta a saúde, nossas atitudes, a forma como lidamos com questões diárias ou como lidamos com as pessoas.

Exemplos de positividade tóxica

Por isso, separamos alguns exemplos de positividade tóxica. E, talvez você não acredite nessas frases, mas provavelmente usa muitas delas para consolar outras pessoas!

  • “Pense coisas positivas!”
  • “Nunca desista!”
  • “Apenas seja feliz!”
  • “Procure ver o lado bom das coisas.”
  • “Você não tem motivo para estar assim.”
  • “Pare de ser muito negativo!”
  • “Poderia ser tudo muito pior.”
  • “Falhar ou errar não são uma opção.”
  • “Ser negativo não vai ajudar em nada.”
  • “Levante a cabeça! Não adianta ficar chorando!”

Então, quantas dessas frases você já usou para animar alguém ou até para animar a você mesmo? Pois, o problema delas é que, quando repetidas muitas vezes, elas podem produzir o efeito contrário. E aí, surge a positividade tóxica.

Ou seja, a pessoa se convence de que precisa sempre ver o lado bom das coisas e ignora que precisa também lidar com as coisas ruins! Entretanto, temos que aprender a lidar com tudo o que nos acontece!

Leia Também:  Ter uma vida com Propósito: 7 dicas

Pense negativo sim!

Pensar em coisas negativas faz parte do nosso processo de bem-estar e autoconhecimento. Logo, precisamos saber lidar com o lado ruim da vida. E está tudo bem. Nem tudo é como queremos, nem tudo acontece da maneira que queremos e precisamos sim lidar com isso.

Isso porque, a sociedade atual tem criado pessoas muito imediatistas. Isto é, pessoas que querem tudo para ontem. Ainda, pessoas que precisam vender uma imagem positiva. Porém, esses dois fatores combinados adoecem a mente.

Nem sempre você vai conseguir lidar com tudo. Então, busque ajuda! Não precisamos fingir felicidade e ignorar a negatividade como se fosse algo normal. Porque não é! E é nesse cenário que surgem os profissionais de psicoterapia. Pessoas especializadas e prontas para nos ajudar.

Os vilões da positividade tóxica

Um dos maiores vilões da positividade tóxica é, sem dúvida, a internet. As redes sociais, os aplicativos de comunicação, são os canais que fazem com que as pessoas expressem uma vida positiva.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Nas redes sociais, há a forte necessidade de parecer bem, de beleza impecável e sempre sorrindo. Há também a necessidade de transparecer felicidade, muita atividade e uma necessidade de mostrar uma vida rodeada por pessoas e sempre nas compras.

    Dessa forma, a internet e a mentira são os principais vilões causadores da positividade tóxica. Porque, pela necessidade de ter que mostrar aos outros o que não somos, criamos um personagem que esbanja positividade. Mas que parte dessa vida fingida realmente corresponde ao que você é?

    O perigo da positividade tóxica

    Quem diria que ser positivo seria algo perigoso? Pois sim! Como já dissemos, ser excessivamente positivo mascara a negatividade, a dor e o sofrimento. E o perigo disso é que criamos uma realidade onde tudo é positivo, e não queremos ter que lidar com o que é ruim.

    Dentro dessa falsa realidade onde tudo é positivo, deixamos de lidar com a dor e a tristeza, por exemplo. O problema é que a vida é feita de altos e baixos. E encarar esses processos considerados ruins ou negativos, faz parte do nosso desenvolvimento como seres humanos.

    Por isso, a positividade excessiva é perigosamente tóxica. A pessoa nesse cenário se esforça por manter as aparências o máximo possível. E lidar com a frustração de pensar ser descoberta em sua mentira, é um peso muito grande.

    Busque ajuda!

    Se você estiver nesse ciclo de positividade tóxica ou conhecer alguém que esteja, busque ajuda. Como mencionamos, existem profissionais capazes de ajudar a lidar com o processo.

    Ademais, não guarde as coisas ruis e nem exagere as boas. Portanto, busque sempre estar em equilíbrio! É por isso que algumas pessoas se consultam com psicanalistas ou psicólogos. Pois, nem sempre conseguimos carregar o peso da vida e nem sempre vamos saber o que fazer.

    Conclusão

    Positividade em excesso nunca é bom. Ter a nossa vida guiada por uma positividade tóxica não é bom para nós nem para as pessoas ao nosso redor. Ao tentarmos, de alguma forma, mascarar o que está acontecendo, podemos cair num poço fundo de ilusão.

    Ser positivo é algo bom. E ter atitudes positivas e pensamentos positivos é bom também. Mas não quando isso é um comportamento exagerado. Nada que é em excesso faz bem. Mesmo algo que é bom, porque acaba gerando um comportamento e pensamentos tóxicos.

    Leia Também:  Como parar de fumar: 5 dicas emocionais e psicológicas

    Sendo assim, temos que aprender a lidar com a nossa realidade, e não a mascarar o que nos acontece. Portanto, desconfie da positividade excessiva, será que a pessoa não precisa de ajuda?

    Para saber mais!

    Se você gostou desse assunto e quer saber mais sobre o que é positividade tóxica, faça o nosso curso online de Psicanálise Clínica! Ao final, oferecemos um certificado que te permite clinicar. Então, por que não adquirir um novo conhecimento e poder ajudar outras pessoas? Por isso, inscreva-se já!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *