psicanalista é médico

Psicanalista é médico? Só médico pode ser psicanalista?

Posted on Posted in Formação em Psicanálise, Psicanálise

Dada a forma como funciona, a Psicanálise acaba associada com a medicina mais convencional. Nisso, indivíduos mais leigos ao assunto passam a acreditar que apenas profissionais da saúde podem ser psicoterapeutas. Neste artigo vamos esclarecer se um psicanalista é médico e em quais condições pode se tornar um terapeuta.

Quem pode ser psicanalista?

A Psicanálise, de acordo com o artigo 153, parágrafo 23, é considerada como ocupação livre a qualquer pessoa no Brasil. Assim, um indivíduo com instruções educacionais básicas pode fazer sua iniciação na psicoterapia sem um curso superior. O processo não se limita apenas à área da saúde, abrangendo os mais diversos profissionais.

O psicanalista é médico se ele tiver a formação anterior em Medicina, mas não é obrigatório que assim seja. Aliás, médicos têm se formado em psicoterapia como forma de abranger o seu trabalho em clínicas usando outras abordagens. Dessa forma, podem aplicar o que sabem de maneira mais dinâmica, eficaz e duradoura.

Ainda assim, se tem vontade de trabalhar com tratamento social, está apto para ser psicanalista. O curso acaba por prepará-lo e fornecer todas as ferramentas que precisa à ocupação. Mesmo que não seja médico, pode fazer um belo trabalho de reabilitação psíquica e social. Exerça sua liberdade e atue de forma vigorosa na saúde pública.

A Medicina e a Psicanálise

Não é correto afirmar que todo psicanalista é médico pois não se trata de requisitos mútuos e obrigatórios. A Psicanálise não se encaixa no quadro do curso regular de Medicina. Em relação à estruturação, psicoterapeutas são formados por meio de sociedades psicanalíticas credenciadas e com sistema diferente do universitário.

Ademais, de acordo com o Conselho Federal, não é vista como especialização médica. Quando concluir o curso de Medicina, o médico não tem entre suas escolhas se especializar em Psicanálise. Não existe o título de médico-psicanalista, bem como o contrário. O correto a afirmar é que um médico, após um curso, atua também como psicanalista.

Por fim, a psicoterapia se encaixa como atividade autônoma, não sendo vista com a mesma regulamentação que a Medicina. Ainda é discutido um formulário melhor detalhado do que pode envolver toda a ocupação psicoterapêutica. Contudo, nada impede que um cidadão comum se torne psicanalista mediante formação qualificada.

Legislação

Segundo a CF, “É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, observadas condições de capacidade que a lei estabelecer”. O artigo 153 no parágrafo 23 deixa claro que ocupações estão em liberdade em ser exercidas. Assim, mesmo que não se encaixe numa profissão comum, é reconhecida e amparada legalmente.

Quanto à liberdade trabalhista, “Direito consagrado razão pela qual, não consta da nova Constituição, no texto, introdução ou novidade do exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão”. Em suma, o ofício de psicanalista não se enquadra como profissão ou trabalho além de uma ocupação. O mesmo não foi reconhecido como tal até aqui.

Com base nestes textos, notamos que tal ocupação é mais livre em relação às profissões comuns. Dessa forma, o Poder Público não pode impor regras que dificultem a aplicação dessas atividades na sociedade. A psicoterapia é livre da norma comum, atuando de forma alternada às percepções públicas em relação ao trabalho.

Atribuições de um psicanalista

Ainda que não seja certo dizer que todo psicanalista é médico, o primeiro tem obrigações sólidas. Seu trabalho inclui diretamente a melhor condução social das relações e ramificações que estas geram. De cada, ele auxilia pacientes a enfrentarem seus medos e a reconhecerem os seus traumas. Com isso, o psicanalista pode:

Leia Também:  Personalidade histriônica: significado na psicologia

Fazer avaliações comportamentais

Isto é realizado durante as consultas onde se avalia o estado mental do paciente. O psicoterapeuta pode auxiliar o indivíduo na busca por respostas para entender o próprio comportamento. Aqui se tem o contato mais direto e contínuo entre eles. Assim, fazendo uma avaliação, se conclui que este é o trabalho mais direto do psicanalista.

Orientar

O psicanalista está apto a auxiliar grandes corporações a equilibrarem o ambiente envolvendo o emocional da equipe. Isso vai permitir que possam tocar o máximo de suas capacidades e entregarem resultados bem satisfatórios. Por isso que empresas, instituições e até grupos se beneficiam da vista de um psicanalista.

Construir pesquisas

Ademais, o psicoterapeuta pode construir pesquisas abrangentes a partir do seu trabalho em campo. Não é certo dizer que psicanalista é médico, mas este pode ser um excelente pesquisador. Em seus atendimentos pode elaborar teorias e realizar experimentos para comprovar teses e construir soluções ao bem-estar público.

A Psiquiatria e Psicanálise

Assim como psicanalista não é médico, também não pode agir como psiquiatra. O psiquiatra se encarrega de receitar medicamentos para auxiliar no tratamento dos seus pacientes. Sem contar que, para ser um psiquiatra, a formação em Medicina é obrigatória. Um psicanalista não tem aval legal para receitar remédios aos pacientes.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.


Cabe ressaltar aqui uma certa confusão em relação a essas ocupações e cargos. O psiquiatra se mostra como uma especialização da medicina tradicional. Com isso, possui certificado e conhecimento para administrar fórmulas conforme necessário. Ele estende os seus conhecimentos com a base qualificada que já carrega para tal.

Por sua vez, já que não é enquadrada como especialização, a Psicanálise é proibida de tal ação. Como dito linhas acima, é vista como uma terapia alternativa com trabalho de suporte, não principal. Assim, o que se pode fazer é unir os dois tratamentos para alcançar melhores resultados. Primeiro, a Psiquiatria e em seguida a Psicanálise.

Considerações finais: todo psicanalista é médico?

A crença de que todo psicanalista é médico vem sendo alimentada pela vista generalizada da saúde no Brasil. Por conta da forma que atuam e como atuam, ambos os profissionais acabam tendo a sua construção interligada. Entretanto, a Psicanálise é mais acessível que a Medicina e serve como grande pilar na recuperação da saúde mental.

Caso um médico queira abranger seus conhecimentos, pode iniciar sua construção psicanalítica por meio de um curso. Entretanto, ambos os caminhos não são obrigados a se cruzarem. Assim, mesmo que não seja um profissional médico, pode realizar um curso e se tornar um grande psicanalista.

Por isso, fazemos o convite para que conheça nosso curso de Psicanálise online. Por meio dele, pode elaborar estratégias para ajudar os clientes a lidarem com sua carga emocional interna. Sem contar que isso ajuda em seu crescimento também. Aprendendo a se conhecer, pode explorar o máximo de seu potencial. Nem todo psicanalista é médico e você também pode fazer parte das pessoas que mudam o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =