psicologia da criança

Psicologia da Criança: lições para pais

Posted on Posted in Teoria Psicanalítica

A psicologia da criança é um dos muitos ramos da psicologia e uma das áreas de especialidade mais estudadas. Este ramo específico concentra-se na mente e no comportamento das crianças, desde o desenvolvimento pré-natal até a adolescência.

A psicologia infantil trata não apenas de como as crianças crescem fisicamente, mas também de seu desenvolvimento mental, emocional e social.

O que é psicologia da criança?

Dentro do ramo da psicologia evolucionista, responsável pelo estudo das mudanças comportamentais das pessoas, o estágio da infância é muito importante.

Nesta fase vital são inúmeras as situações que fazem, por um lado, muitas mudanças ocorrem no nosso corpo. E por outro, somos especialmente sensíveis a essas dinâmicas internas. Além disso, somos sensíveis com o ambiente em que nós crescemos e aprendemos.

A seguir, você pode ver 6 lições para pais e conclusões sobre a mente das crianças que foram alcançadas por meio das linhas de pesquisa em psicologia infantil.

6 Lições valiosas que os pais podem aprender com os filhos

Como lidar com o ciúme

Por meio da educação dos filhos, pode-se aprender que não vale a pena tomar partido nas disputas fraternas. Assim, os pais podem aprender a lição valiosa de resolver disputas por meio de um pacto. Como, por exemplo, negocie com eles e diga que os dois ficarão sem o brinquedo.

Seja criativo para nos libertar de preconceitos

Podemos lembrar e imitar a mente de aprendiz de nossos filhos para ter uma perspectiva da realidade livre de esquemas e preconceitos. Assim, recuperamos a capacidade de criar sem limites.

A confiança para afastar o medo e a insegurança

Vale a pena aprender que o mundo é um lugar que vale a pena viver. A confiança tem muito a ver com a esperança e a certeza de que acontecimentos positivos vão acontecer. Ou, ainda, de que quando algo não tão bom acontecer, seremos capazes de superá-lo. Além disso, as crianças também nos mostram todos os dias o valor da confiança interna para não se deixar intimidar por medos.

A espontaneidade para ser autêntico

As crianças pequenas seguem seus desejos e sua própria visão das situações. Eles ainda não podem ser subornados facilmente. Por isso, protagonizam situações como negar um beijo a alguém se não quiserem dar ou expressar sua verdade sobre o que sentem ou percebem. Isso tudo sem se importar com o que os outros pensam.

Por fim, isso traz um frescor ao seu jeito de se locomover pelo mundo, que nas doses certas, seria bom se recuperar.

Alegria e prazer do próprio corpo e dos sentidos

Estar no aqui e agora, que é onde a vida realmente acontece. Este estado, que é natural nas crianças, é a aspiração dos praticantes de meditação de se afastarem da tendência da mente. E nos conduzir a um futuro que não existe. E não só isso, mas também a um passado no qual não temos mais a capacidade de modificar.

Leia Também:  Libido e Desejo: conceitos e relações na Psicanálise

As consequências de usar o verbo ser e fazer

Pense antes de pronunciar frases como: “você é um estúpido, um reclamante, um egoísta” ou “você da próxima vez o que você tem que fazer”. A criança sabe o que está fazendo de errado. O que você precisa de seus pais é orientação sobre como proceder. Além disso, como se comportar para controlar melhor suas emoções.

O momento de maior plasticidade

Muitos estudos sugerem que a infância é o estágio da vida em que o cérebro está mais sujeito a mudanças com os menores estímulos externos.

Isso significa que determinadas aprendizagens podem ser realizadas mais facilmente nos primeiros meses ou anos de vida. Mas também é possível que certos fenômenos contextuais afetem negativamente tanto o desenvolvimento cognitivo da criança quanto sua estabilidade emocional.

Tendência para o egocentrismo

Uma das principais conclusões a psicologia infantil chegou é que todas as crianças têm uma tendência clara para um estilo de pensamento egocêntrico.  Isso não significa que sua moralidade é sobre colocar suas necessidades e objetivos acima dos outros. Mas que seu cérebro não está diretamente preparado para processar informações relacionadas à sociedade ou ao bem comum.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Além disso, essa capacidade aparecerá com a mielinização de certos circuitos neurais. E eles conectam o lobo frontal a outras estruturas.

    Existem muitas razões para não usar o castigo físico

    Além do dilema ético de aplicar punição física a meninos ou meninas, há cada vez mais pesquisas que reforçam a hipótese de que essa opção tem efeitos negativos que devem ser evitados.

    Nem todo aprendizado é literal

    Embora os mais pequenos não tenham a capacidade de compreender as sutilezas da linguagem corretamente.

    Apenas uma pequena parte do que eles aprendem tem a ver com declarações claras e julgamentos firmes sobre a realidade (geralmente dos pais ou da criança). Além disso, mesmo em idades tão jovens, as ações ensinam mais do que palavras.

    Crianças agem de acordo com uma intenção

    A psicologia infantil nos ensina que, embora seu comportamento possa nos parecer caótico e impulsivo, há sempre uma lógica que orienta as ações dos mais jovens. Da mesma forma, eles podem ter problemas para se adaptar a certos contextos. Se não compreenderem por que certas regras devem ser respeitadas.

    O encaixe adequado entre nossas visões da realidade passa por uma boa comunicação com os filhos e filhas. E, por fim, uma adaptação do discurso à sua capacidade de compreensão de conceitos mais ou menos abstratos.

    Mais nem sempre é melhor

    Embora pareça contraintuitivo, tentar fazer com que as crianças aprendam tudo o que podem no menor tempo possível não é o melhor caminho.

    O desenvolvimento do cérebro é ditado por tempos que não precisam acompanhar a curva de dificuldade das lições que você está tentando ensinar.

    Isso significa, por exemplo, que em certas idades não é apropriado receber aulas que envolvam divisão ou multiplicação. Embora saibam as etapas anteriores que permitiriam a um adulto aprender essas matérias.

    Considerações finais sobre psicologia da criança

    Em síntese, a maioria dos pais encontrará alguns solavancos no caminho à medida que seus filhos passam do bebê para o adolescente e para o adulto. O curso de constelação familiar online, fornece orientações para como saber lidar com a psicologia da criança. Então, venha fazer parte dessa área excepcional e torne um profissional!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *