Diferença entre psicopata e sociopata

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Se você chegou aqui procurando as diferenças entre psicopata e sociopata, este artigo espera te ajudar. Vamos definir o que são essas palavras, além de tratar dos conceitos e diferenças de cada um. Além disso, vamos listar algumas características das pessoas com esses distúrbios.

O que é psicopata

Vamos começar com psicopata. Traremos agora a descrição do dicionário, seu conceito e características também.

Psicopata segundo o dicionário

A palavra psicopata pode assumir a função de substantivo masculino, feminino e adjetivo.

Enquanto substantivo masculino e feminino vemos a definição:

  • Designação genérica para quem sofre de qualquer tipo de patologia mental;
  • Pessoa que sofre de um distúrbio mental definido por comportamentos antissociais. É incapaz de criar laços afetivos ou de sentir amor pelo próximo;
  • Pessoa acometida por psicopatia, por distúrbio mental.

Conceito de psicopata

A psicopatia é a uma designação atribuída a pessoas com traço de personalidade antissocial. Ou seja, tem comportamentos antissociais, diminuição da capacidade de remorso, empatia e baixo controle comportamental. Pessoas com atitudes de dominância desmedida também se enquadram nesse padrão.

Esses traços comportamentais são ligados a delinquência, crimes, falta de remorso diante de situações criminais. Mas, em contra partida, também são relacionados a competência social e liderança. Outra característica é que essas pessoas são muito manipuladoras.

Nas mulheres, o transtorno pode não ser percebido por muito tempo. Isso se dá por elas serem mais discretas e menos impulsivas, mas eclode geralmente aos 18 anos. Por outro lado, nos homens o transtorno fica evidente antes dos 15 anos.

Comportamentos típicos de um psicopata

Dentre as características de uma pessoa psicopata podemos destacar:

Egoístas

Geralmente apresentam comportamentos fundamentado no egocentrismo patológico. Além disso, são incapazes de amar. Essas pessoas sugam as pessoas que os cercam e são como parasitas. Ou seja, eles tiram o máximo proveitos das pessoas e fingem amá-las.

Apresentam má conduta na infância

Como vimos, nos homens os problemas aparecem cedo. Desde a tenra idade começam a usar drogas, roubar e ter experiências sexuais. Por essa razão, vemos notícias em que eles não poupam amiguinhos, familiares ou animais na hora de realizar suas maldades.

Indiferentes

Eles são insensíveis ao sentimento alheio, não são empáticos, e não se colocam no lugar do outro. Isso acontece porque seus cérebros tem conexões fracas em relação a emoções, de modo que não conseguem sentir emoções profundas. Ademais, não sabem identificar medo nos outros.

Mentirosos

Psicopatas são patologicamente mentirosos e distorcem informações conforme seus desejos. Sempre buscam realizar seu próprio prazer e são capazes de manipular e mentir para conseguir se realizarem. Isso seria decorrente de um “senso superficial do significado da palavra”.

Esse tipo de comportamento pode também ser visto na dificuldade que eles têm de entender metáforas e linguagem abstrata.

Suas emoções são rasas

Não conseguem sentir vergonha, constrangimento ou sentimentos relacionados a relações afetivas. São emocionalmente superficiais.

São impulsivos

Não conseguem analisar atitudes com atenção e também não dão o devido valor as possíveis consequências. Têm ações extremamente impulsivas.

São violentos

A violência é um traço típico dos psicopatas. Por essa razão vemos tantas notícias de crimes cometidos por pessoas com esse perfil.

Isso acontece porque tem pouca tolerância as frustrações e não conseguem conter rompantes de agressão. Assim sendo, sua violência pode ser expressa através de violência física e/ou psicológica. Tem facilidade de violentar as pessoas psicologicamente, pois sabem os pontos fracos das pessoas com quem convivem.

O que é sociopata

Agora vamos entender o que é sociopata.

Sociopata segundo o dicionário

Assim como psicopata, a palavra sociopata pode ter função de substantivo masculino, feminino e adjetivo.



A definição enquanto adjetivo é:

  • Característica de quem é acometido por sociopatia.

Enquanto substantivo feminino e masculino:

  • Distúrbio mental definido por comportamento antissocial;
  • Pessoa que sofre de sociopatia.

Conceito de sociopata

Sociopata é a descrição de uma pessoa que sofre de sociopatia. Essa é uma psicopatologia que provoca comportamentos hostis, antissociais e impulsivos. Ela é um transtorno de personalidade em que a pessoa é exageradamente egocêntrica. Além disso, ela desconsidera os sentimentos e opiniões alheias. Ademais, não apresenta apego a valores morais e é muito dissimulada e manipuladora.

Também não conseguem controlar sua negatividade e manter relacionamentos estáveis.

Esse transtorno não tem cura, o que é uma infelicidade. No entanto, pode ser amenizado com psicoterapia e medicamentos.

Características de um sociopata

Dentre as características de um sociopata podemos destacar:

Leia Também:  Disfunção sexual: de desejo, excitação e orgasmo

Apresentam um falso encanto

Por mais estranho que seja, sociopatas são superficialmente muito carismáticos, encantadores e simpáticos. Isso se dá por conseguirem facilmente a confiança dos outros e pela sua facilidade de manipulação.

Tem dificuldade em sentir empatia

Uma das características mais comuns dos sociopatas é a falta de inteligência emocional. Assim, eles não tem capacidade de reconhecer e compreender os sentimentos.

São extremamente impulsivos

Eles vivem pelo prazer e são extremamente inconstantes. Assim sendo, podem mudar seus objetivos de uma hora para outra de acordo com o que sentem no momento.

São manipuladores e mentirosos compulsivos

Eles fingem sentimentos como alegria, tristeza, culpa para manipular as pessoas. Essa criação de mentiras é feita compulsoriamente com a intenção de alcançar o que desejam. Dessa forma, manipulam indiscriminadamente quem for preciso.

São extremamente egocêntricos

Acham que estão sempre certos e não têm noção de conceitos éticos e morais. Dessa forma, têm uma visão extremamente valorizada sobre si mesmos.

Diferença entre sociopata e psicopata

Para falarmos da diferenças entre os psicopata e sociopata, vamos comparar alguns pontos dos dois:

Em relação a origem da doença:

Sociopatas: É desenvolvida durante a vida da pessoa e está associada a educação e convivência social.

Psicopatas: É geralmente inata e alguns estudos indicam ser hereditária.

Em relação aos comportamentos criminais:

Sociopatas: Seus crimes são espontâneos e acabam deixando evidências.

Psicopatas: São mais calculistas e tendem a minimizar as evidências deixadas.

Em relação a impulsividade:

Sociopatas: São mais impulsivos.

Psicopatas: Tem comportamentos mais controlado e calculado.

Em relação aos sentimentos de empatia e culpa:

Sociopatas: Podem ser mais empáticos com pessoas próximas e podem se sentir culpadas por ferir essas pessoas.

Psicopatas: Não sentem empatia ou culpa.

Alcance da doença:

Sociopatas: 4% da população geral.

Psicopatas: 1% da população em geral.

Além disso, podemos ver que a psicopatia é uma forma mais grave da sociapatia. Então podemos dizer que todo psicopata é um sociopata, mas nem todo sociopata é um psicopata.

Conclusão

Esperamos que esse artigo tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre psicopata e sociopata. É importante conhecer o significado desses transtornos e a diferença entre eles.

Para finalizar, indicamos que se você tenha se veja em alguma das características da sociopatia ou psicopatia, procure ajuda. Ou se vê isso em alguém, indique a ajuda de um profissional.

Obrigada pela leitura e contribua com a gente nos comentários. Deixe sua opinião, suas dúvidas, e suas críticas também. Vamos conversar um pouco mais! Ademais, se você tem interesse de saber mais sobre o tema, o nosso curso de Psicanálise Clínica pode te ajudar. Confira!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 16 =