filme quando nietzsche chorou

Quando Nietzsche Chorou: resumo do livro de Irvin Yalom

Posted on Posted in Conceitos e Significados, Psicanálise, Psicanálise e Cultura

Quando nietzsche chorou (2007) é um filme baseado no livro de mesmo título do psicoterapeuta Irvin D. Yalom, embora o filme tenha tido diferentes críticas (algumas de avaliação completa, outras de espectadores insatisfeitos), todos concordam em algo: o elenco fez um excelente trabalho na interpretação de seus papéis. Por isso, decidimos fazer um resumo da obra.

Breve introdução

Quando nietzsche chorou é o romance de ficção histórica de 1992 escrito pelo existencialista americano Irvin D. Yalom. Ambientada em Viena na década de 1880, a história promove um encontro hipotético entre figuras da vida real Dr. Josef Breuer e o filósofo Friedrich Nietzsche, cujo resultado terapêutico leva à criação da psicanálise moderna.

Dada a formação de Yalom como professor emérito de psicologia na Universidade de Stanford, o romance serve como uma avaliação literária da história da filosofia e da prática psicanalítica.

Desse modo, tematicamente, o romance aborda o medo, desespero, desejo, doença mental, tratamento médico, psicoterapia, hipnose e limerência (obsessão romântica). Quando nietzsche chorou foi adaptado para um longa-metragem em 2007 pela Millennium Films.

Resumo

A história começa em Viena em 1882. O famoso médico judeu de 40 anos, Josef Breuer, é recebido em um café por Lou Salomé, uma linda senhora russa. Lou diz ao Dr. Breuer que seu amigo íntimo, um jovem chamado Friedrich Nietzsche, precisa urgentemente de tratamento para suas enxaquecas.

Todavia,Lou afirma que o Dr. Breuer é a única pessoa que pode livrar Nietzsche de seu desespero suicida, causado por uma doença que os médicos não conseguem identificar. Lou não suporta ver o mundo perder um de seus filósofos em formação.

Dessa forma, Lou convence o Dr. Breuer a examinar Nietzsche, contanto que ele mantenha o envolvimento dela em segredo. Ela também pede ao Dr. Breuer que mantenha seu status de médico em segredo.

Dr. Breuer e Nietzsche

Dr. Breuer acredita que pode curar o problema de Nietzsche por meio de um novo método que ele chama de “tratamento pela fala”.

Nietzsche relutantemente viaja para Viena para ser examinado pelo Dr. Breuer. Moroso e hostil, Nietzsche declara que não pode se beneficiar de um tratamento em uma clínica. Mais tarde, o Dr. Breuer é chamado ao quarto da pousada de Nietzsche, onde encontra o filósofo moribundo no chão.

Contudio, o Dr. Breuer aconselha Nietzsche durante a noite até que ele se recupere de suas violentas enxaquecas. Nietzsche então aquece e concorda em permanecer aos cuidados do Dr. Breuer por um mês, sob uma condição.
Por meio da conversa, o Dr. Breuer deve permitir que Nietzsche o ajude com seu desespero, assim como o Dr. Breuer está ajudando Nietzsche com o seu.

Processo de cura

Em sua caminhada para casa, o Dr. Breuer decide que esse novo tratamento radical sugerido por Nietzsche pode ser útil. Considerando que seu casamento com Mathilde está em péssimo estado e como está perdendo a vontade de viver, o Dr. Breuer decide agir como paciente e também como médico.

No início, as sessões diárias de terapia entre os dois homens são um pouco complicadas e contenciosas, mas com o passar do tempo, eles se desfazem de sua bagagem pessoal e ficam mais confortáveis um com o outro.

Leia Também:  15 psicólogos famosos que mudaram a Psicologia

Desta maneira, os segredos são compartilhados, medos profundamente semeados, desejos e ansiedades existenciais são discutidos e, em breve, um processo de cura está em andamento para Nietzsche e para o Dr. Breuer.

Nietzsche encoraja Dr. Breuer

Nietzsche é romanticamente obcecado por Lou Salome, enquanto o Dr. Breuer fantasia em deixar sua esposa por uma ex-paciente chamada Bertha Pappenheim.

Como Nietzsche, o Dr. Breuer tratou Bertha com o “tratamento da fala”, apaixonando-se por ela ao longo do caminho. Assim, dois homens compartilham essas paixões carnais um com o outro, notando o quanto de suas vidas foram sequestradas por tais desejos opressores.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    O Dr. Breuer perde horas obcecado com seu desejo por Bertha, o que diminui sua capacidade de ser um pai e marido amoroso. No entanto, o Dr. Breuer não consegue comer nem dormir; tudo o que ele quer fazer é deixar sua vida para trás e começar de novo com Bertha na Itália. Desse modo, Nietzsche encoraja o Dr. Breuer a agir de acordo com seus desejos antes que o tempo acabe.

    Nietzsche e o Dr. Breuer visitam o cemitério

    O Dr. Breuer consulta seu amigo íntimo e estudante de medicina Sigmund Freud. Desta maneira, Dr. Breuer salta ideias de seu jovem discípulo, em troca de auxilia Freud em seus estudos. Entretanto, Freud fica intrigado com as sessões de terapia do Dr. Breuer com Nietzsche.

    Depois de Nietzsche e o Dr. Breuer visitarem um cemitério um dia, no qual a mãe, o pai e o irmão do Dr. Breuer foram enterrados, Nietzsche percebe que a mãe do médico se chamava Bertha.
    Isso abre um poço filosófico de emoção inexplorada em relação ao medo inconsciente de envelhecer, morrer, arrepender-se e abandonar o passado.

    Freud hipnotiza Dr. Breuer

    Chegando em casa, o Dr. Breuer chama Freud para vir e hipnotizá-lo. Freud o faz, e enquanto o Dr. Breuer está sob hipnose, ele realiza sua fantasia de deixar sua família por uma vida com Bertha na Itália.

    O Dr. Breuer enfatiza a tomada de decisão deliberada como um meio de alcançar a felicidade: escolher uma vocação, com quem casar, onde morar, etc. Quando o Dr. Breuer volta a si, ele percebe que já (subconscientemente) atualizou a vida que ele sempre sonhou.

    Dessa forma, por meio da hipnoterapia, o Dr. Breuer purga sua obsessão por Bertha e começa a trilhar o caminho da cura.

    Quando nietzsche chorou

    Depois da hipnose e recuperado, Dr. Breuer pode tratar adequadamente a obsessão de Nietzsche por Lou Salomé. Todavia, Nietzsche chora e lamenta sua vida insatisfatória, expressando seu desejo de viver normalmente.

    Nietzsche confessa que a raiz de seu desespero e obsessão é a autofobia (medo de ficar sozinho). Quando o Dr. Breuer admite que Lou Salomé estava por trás de todo o tratamento terapêutico, Nietzsche fica pasmo.

    Em uma ironia, Nietzsche percebe que leva a mesma vida que escolheu quando era menino e agora deve viver o resto de seus dias como um filósofo solitário e isolado. Contudo, ao ter essa epifania, Nietzsche consegue se livrar de sua obsessão por Lou Salomé e continua sua vocação como escriba filosófico.

    Considerações finais sobre o filme “Quando nietzsche chorou”

    O filme nos dá uma visão da vida de Nietzsche. Vale a pena assistir aos interessados na vida do filósofo, no entanto, não é um filme para quem quer sentar e relaxar, pois transmite argumentos filosóficos profundos sobre a vida e a existência.

    Leia Também:  Freud, amor e Psicanálise: 7 ideias

    Com um poder narrativo digno do melhor suspense, Quando Nietzsche Chorou certamente propõe uma nova história do nascimento da psicanálise. Por isso, venha fazer parte deste mundo encantador se inscrevendo em nosso curso online de psicanalise e aprimore o seu conhecimento.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *