quem sou eu

Quem sou eu? As 30 perguntas para se conhecer

Posted on Posted in Comportamentos e Relacionamentos, Psicanálise

Em um mundo de possibilidades quase infinitas, se conhecer parece um desafio grandioso para muitas pessoas. Todavia, refletir sobre quem sou eu garante a abertura de abordagens variadas para encontrar um propósito em comum. Assim sendo, por meio dessas 30 perguntas para si mesmo, veja como encontrar sua identidade.

Quais as suas qualidades?

Uma das primeiras perguntas para responder “quem sou eu” é conhecer as suas qualidades. Além de se ver como se enxerga, vai perceber mais sobre sua autoestima.

Você conhece os seus gostos pessoais?

Filmes, livros, teatro, música… De que maneira escolhe seus passatempos e como os seleciona? Através disso pode entender como algo te emociona, te alegra, entristece ou mesmo provoca a sua raiva.

Qual o seu medo?

Para responder “quem sou eu”, procure pensar no seu maior temor na vida. Assim, a partir do seu medo, você entende de que maneira o mundo externo influencia em seus pensamentos e ações.

O que você já abandonou?

Sejam pessoas, animais, objetos ou situações, pense em tudo aquilo que escolheu ou teve de deixar para trás. Ademais, com mais cuidado, pense nas motivações que usou para justificar esses atos.

O que mais te marcou na vida?

Reflita sobre quais são os marcos que guarda na sua experiência e procure pensar como eles ficaram impressos em você até agora. É interessante notar que nesse ponto pode se direcionar a momentos alegres ou sombrios de sua vida. Ainda assim, seja sensível e cuidadoso na busca.

Há algo em você em que precisa ser melhorado?

Seja honesto consigo e admita com segurança que você é um ser humano perfeitamente imperfeito. Dessa forma, respondendo à pergunta “quem eu sou”, você vai conseguir perceber o alcance do seu autoconhecimento. Sendo mais crítico sobre si mesmo na medida certa, vai perceber perceber ainda por quais mudanças precisa passar.

Para você, o que é felicidade e se sente feliz?

Você possui a ideia da natureza da felicidade e, se sim, é feliz com a vida que possui? Dedique um pouco do seu tempo para avaliar quais escolhas te deixaram feliz durante o seu percurso. Se for o caso, vá atrás do que acredita ser a fonte de sua felicidade.

Já saiu de sua zona de conforto?

Pessoas que se acomodam em determinado padrão possuem mais dificuldades em lidar com o questionamento sobre “quem eu sou”. Quando foi a última vez que se propôs a ir além de onde está? Portanto, explore as oportunidades que possui e saia da zona de conforto se isso ajudar a alcançá-las.

A quantas pessoas confiaria a sua vida?

Sente-se à vontade o suficiente para confiar a sua vida a outra pessoa? Por meio desta pergunta para alcançar “quem sou eu” você vai perceber:

  • O quanto confia em alguém;
  • O valor de uma pessoa para você.

Costuma ligar para o que dizem sobre você?

Comentários alheios costumam causar alguma reação em você? Se sim, pode inconscientemente buscar aprovação ou medo de julgamento alheio. Mesmo se for “não”, refletir sobre isso ajuda a enxergar como você se projeta a partir da visão dos outros.

De que modo lida com as suas falhas e erros?

Uma das formas de se conhecer é perceber a maneira como lida com tudo aquilo que não funciona em suas mãos. Contudo, saiba que isso inclui seus erros e suas falhas internas.

Qual é o seu maior sonho?

Ainda que seja uma resposta única, ela é suficiente para avaliar o quanto que você consegue sonhar. Ademais, responder essa questão pode ser o momento perfeito para traçar planos.

Qual a sua meta profissional quando criança?

Lembre-se dos momentos de sua infância enquanto imaginava ter uma profissão dos sonhos para se responder “quem eu sou”. Por meio disso, vai ver o quanto mudou, quais eram suas expectativas e quais delas cumpriu.

Possui uma frase que te representa muita coisa?

Seja de uma música, filme, peça ou mesmo alguém que admira, qual frase te define? É um jeito simples de entender suas motivações pessoais e como percebe o mundo externo.

Se tivesse a chance de conversar com qualquer pessoa, mesmo falecida, quem seria?

Essa pergunta é importante porque você sozinho vai definir quem é importante para você. Basicamente, um ídolo pessoal, alguém que respeita e admira com profundidade. Lembre-se de que pode ser alguém conhecido ou não, e que é importante diferenciar a inspiração da cópia.

QUERO INFORMAÇÕES PARA ME INSCREVER NA FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Qual o seu projeto de vida?

    Se questionar a respeito do seu projeto de vida é importante para lidar com “quem sou eu” de maneira madura. Através disso você pode compreender:

    • suas crenças;
    • seus valores;
    • seus propósitos.

    Sente-se atraído a alguma causa social?

    A sua presença em projetos sociais ajudam a dar uma melhor compreensão sobre a sua sensibilidade. Por exemplo, isso esclarece com mais facilidade o quanto você se importa com as necessidades de outras pessoas.

    Leia Também:  Gestores de recursos humanos e a Psicanálise

    Se hoje fosse o seu último dia na terra, o que faria?

    Mesmo que seja uma pergunta difícil, se mostra válida para pontuar os elementos sobre “quem eu sou” e seu lugar. Aqui saberá quais as suas prioridades e o que é importante a si.

    Você voltaria no tempo para mudar algo?

    A nossa vida é construída com base nas escolhas que tomamos ao longo delas. Com base nisso, existe algo que desejaria mudar se tivesse a chance? E como isso impactaria no seu futuro?

    Quais são os hábitos que mais te deixam feliz?

    Não seja modesto e observe os comportamentos dos quais mais se orgulha. Seja algo físico, mental ou emocional, conscientize sobre os bons hábitos que mantém.

    Quais são as pessoas mais importantes da sua vida?

    Por meio disso vai conseguir enxergar pontos específicos da sua personalidade e sociabilidade. Assim, atente-se ao otimismo e entusiasmo dos nomes que citará.

    Se pudesse alterar qualquer coisa no mundo o que poderia ser?

    Pense em tudo aquilo que te desagrada no mundo e o que faria para mudar. Aqui você trabalhará a sua ambição.

    Como reage a mudanças repentinas em seus planos?

    De que modo a mudança de planos ou mesmo cancelamento deles mexe com você? Compreender as suas reações diz bastante sobre a sua própria identidade.

    Como a rejeição de alguém afeta você?

    Você se abala ou se mantém firme quando alguém o rejeita em qualquer nível? Através do conhecimento como se comporta nessa situação, conseguirá entender melhor a sua autoestima. Ademais, conseguirá agregar confiança à própria postura.

    De que maneira você se recarrega do mundo?

    Após tanto interagir com o mundo externo, como você recarrega as suas forças? Quais os recursos que utiliza para se manter em equilíbrio e saudável com essa troca?

    O que é sucesso para você?

    Mesmo que isso seja subjetivo, sua própria ideia do que é o sucesso mostrará diretamente os seus valores.

    Você se apega muito fácil a algo?

    Costuma se apegar a alguma pessoa ou objeto em particular? Se sim, mostra que você possui dificuldades em se libertar de uma ideia sua a respeito de como interage com o mundo.

    Seu nome possui alguma história por trás dele?

    Mesmo que não haja uma história especial por trás disso, entenda a raiz do seu nome. Na família e em dicionários de nomes, tente alcançar o significado dele. Dessa forma, poderá alinhar isso com o seu propósito de vida.

    Quando está só sente liberdade ou solidão?

    Por meio disso, encontrará alguns sentimentos que surgem naturalmente nessas condições. A depender de sua resposta, saberá se é alguém carente ou com equilíbrio emocional.

    Sente-se responsável pela vida que tem hoje?

    Para finalizar as perguntas sobre “quem sou eu”, você se responsabiliza pela vida que possui hoje? É preciso ter em mente o controle que possuímos em relação a tudo aquilo que tocamos. Caso não possua por completo, entenda o que lhe foge e se empenhe a ter independência.

    Considerações finais sobre quem sou eu

    Embora a lista seja grande, as perguntas acima são os pilares que precisa para responder “quem sou eu”. Claro, não existe uma receita pronta, mas isso é suficiente para motivar a sua busca pessoal.

    Ademais, indicamos a não ter medo de não encontrar uma resposta definida ou até encontrá-la. Mesmo que pareça confuso, você está em constante mudança e evolução. Basta apenas se dispor a acompanhar isso e moldar a sua vida para novas possibilidades.

    Outra forma de se ajudar a responder “quem sou eu”, é se inscrever em nosso curso 100% online de Psicanálise Clínica. O curso te ajudará a desenvolver seu autoconhecimento para que lide com suas questões de forma madura e segura. Além de desenvolver o seu potencial, saberá quais fontes pode usar para sanar suas necessidades existenciais.

    42 thoughts on “Quem sou eu? As 30 perguntas para se conhecer

    1. Eu nunca deixei ninguém para trás, a alegria deles é como a minha alegria… Há algo de errado comigo?

    2. Já deixei muita gente para trás. Meus problemas são só meus. Há algo errado comigo?

    3. Josineide Apeles Angelosse disse:

      Eu preciso saber quem sou eu aos 47 anos, porque tenho muita coisa para melhorar

      1. jovem de 16 anos disse:

        bem vc deve saber sim, mais isso so quem pode lhe reponde, e voce mesmo!?

    4. Catia Filipa Alves Ferreira disse:

      Preciso saber o que no meu passado me causou o trauma que tenho hoje …

    5. María Izabel Martins disse:

      Tenho a sensibilidade a flor da pele, uma percepção muito aflorada o que me leva a ser antisocial, sei que preciso de ajuda pra melhorar , mas me falta aquela $ que move o mundo

      1. Sheyla de Queiroz Silva disse:

        Tbm sou assim dessa forma, não consigo confiar nas pessoas, não consigo me deixar levar numa boa. Prefiro ficar só.
        Mas tem dias que eu quero alguém que me ouça sem criticar. Vontade de chorar o tempo todo.

        1. Eu me sinto assim… Tem dias que é bom e tem vários dias que são tão ruins ‍♀️

        2. Ronei Santos disse:

          Para mim é um pouco abstrato tentar responder quem sou eu, por conta das configurações da sociedade que se alteram constantemente, mas oque posso dizer é que por ter nascido pobre e com aceso sempre limitado aos meus direitos, nunca tive anseios ou esperança de alcançar certos objetivos e achava que ia morrer sem nunca ter conquistado algo que planejava ou almejava.

    6. Dr. Carreira disse:

      Tenho 68 anose somente, com 60 anos comecei a me conhecer melhor. Hoje, começo a entender que min ha felicidade cabe dentro de uma “casca de noz”.

      1. Interessante essa sua observação, faz muito sentido, e hoje percebo que sou feliz dentro dessa casaca de arroz.. Gratidão.

      2. Natto pinheiro disse:

        Hoje tenho 61 anos, e, tenho prioridades em ajudar meu semelhante, pois se hoje fosse meu ultimo dia neste mundo, perdoaria e pedia perdão, confiaria minha vida a mim mesmo, se pudesse retroceder, algumas coisas diferente, está só não me aflige em nada, consertar o mundo, sem ganância sem mentira, sem falta de amor ao próximo, não destrua a natureza, ela é bela.

    7. Danilo Góes disse:

      Traumas muitos tiveram, decepção muitos tiveram, tristeza muitos tiveram, solidão muitos tiveram, e alem, muitos ainda terão. Mas a vida é assim, cheia de altos e baixos, porem nada mais nada menos do que poderiamos esperar. E apesar de tudo, tudo, lembre que você é um ser humano e pode superar quaisquer coisas, isso faz parte da sua genética da sua fisiologia. Ore e acredite, pois você não é o culpado de tudo de ruim que já te aconteceu, mas você será o responsável pelo seu futuro e o que irá acontecer. Tenha determinação, diga eu posso e eu vou, isso ja te trará a energia para você conseguir vencer.

      1. Eleni Celestino dos Santos disse:

        Então, moro sozinha a 35 anos na maioria das vezes não sinto solidão, considero que sou feliz

    8. Tenho buscado conhecer quem sou, porque sei que preciso melhorar a cada dia, sei que não sou ainda quem deveria ser, mas me sinto bem melhor por não ser quem eu era… Gratidão…

    9. O meu pedido de ajuda é que quero entender porque me preocupo tanto com aqueles que amo (família), que quero muito próximo a mim, principalmente meu filho. Ele começou um relacionamento e não tem ficado tanto comigo como de costume, agora tenho que dividir ele com “ela”, e isso me apavora, porque parece que vou perdê-lo. Me ajudem a ter esse entendimento de desapego por favor.

      1. Meri Elen Gomes disse:

        Esse medo de “perder” a pessoa que ama, na verdade é um medo muito grande de se sentir abandonada. Você morre de medo de ficar sozinha.
        Isso acontece porque, em algum momento na sua história de vida, você sentiu a dor do abandono, talvez do seu pai, talvez da sua mãe, ou talvez do dois. Como você está sofrendo tanto por seu filho estar seguindo a vida dele, provavelmente o seu problema foi com o seu pai.
        Quanto ao seu filho, você só vai perdê-lo se tentar amarra-lo junto a você. Se der asas a ele, ele sempre vai se sentir feliz em ficar do seu lado. Se tentar prendê-lo e estragar a vida amorosa dele, ele vai tentar se soltar, e cada vez mais haverá distância entre vocês.
        Caso você deseje se conhecer melhor e entender o que está por trás desse e outros problemas, eu sou Meri Elen Gomes, sou Analista Corporal e Comportamental, formada pelo instituto O Corpo Explica. Você pode me procurar no meu Instagram e agendar uma sessão experimental gratuita para a gente conversar. Meu Instagram é @vidanutrida.meri.
        Desejo sucesso para você e seu filho.

    10. CILENe de Sá teles disse:

      Me sinto tão infeliz… Tudo que eu quero é ser inteligente… Mas não tenho está inteligência .. eu me sinto tão vazia que meu coração parece estar gritando algo, que não sei o que é. Queria tanto ser inteligente, saber matemática, português, história, física, já seria feliz.

      1. querida! meu pai tem 57 anos e começou a estudar para formar-se no ensino médio, minha mãe aos 52 se formou, meu irmão parou de estudar e agora aso 30 decidiu ser médico. Eu já fiz faculdade e agora voltei aos estudos para fazer medicina. A verdade é que os conhecimentos estão disponíveis, basta apenas um ato de coragem de sua parte para priorizar essa missão em sua vida e colocar em prática a busca pelo conhecimento, estudar e se melhorar. Você consegue, mesmo que seja aos poucos, já fará toda a diferença, pois 10 anos irão passar de qualquer jeito e quando você chegar lá vai ser uma pessoa melhor e mais inteligente. Um abraço e seja forte! É super possível.

      2. Gostei , tive uma resposta que respondeu todas as 100 perguntas

    11. Eu tenho td e nada … tenho marido filho trabalho a casa dos sonhos,mas um vasio por dentro hj me perguntei quem sou eu e para minha surpresa não sube responder fiquei muito triste pois não faço nada que gosto pois não sei do que gosto uma pessoa que não vai em uma loja comprar o que quer pois acho td caro não tenho coragem de comprar o que eu gostaria me vestir bem não sei porque não escolho minhas roupas não tenho estilo quando era criança comecei trabalhar muito novinha e quando comprar algo ia pelo preço e não por ser bonito ou ventia bem e acabei crescendo sem ter um gosto pelas coisas sempre acho caro não sei quando está bonito ou não sou feliz por ter minha família mais sou vazia fiz balle era meu sonho ser bailarina mais não consegui terminar pois não tinha dinheiro para mensalidade quem dizia que pagava era meu tiu que mais tarde descobri que nunca pagou que deixaram eu fazer por caridade me senti envergonhada por isso amava basquete mais na minha cidade era pequena só tinha time masculino quando mudei de cidade tentei treinar mais as meninas eram tão boas que fui em uma aula só nunca mais voltei de vergonha sou nova mais velha sedentária não faça nada da minha vida a não ser da casa por trabalho do trabalho pra casa meu sonho era ter um diploma comecei uma faculdade a distância mais no primeiro mês ja parei pois ouvia para que fazer esse curso não vai te levar a nada fui desanimando e não fiz sou muito influenciável hj fiz uma compra de um programa de exercícios para eu emagrecer me sentir novamente bonita pois estou gorda feia e triste nada me serve cada dia que passa mais frustrada não sei quem sou eu do que gosto de fazer uma pessoa vazia faz enfrentei fome dificuldade lutei muito para estar na posição que estou hj vida confortável mais ainda queria me sentir feliz não sei porque sou triste por dentro

      1. Busque a Deus, faça orações e pede pra Ele te orientar e preencher o seu vazio da alma. Também procure um terapeuta que te orientará, um abraço afetuoso querida, você é preciosa e amada por Deus!

      2. Coloque em mente, que vc não tem mais aquela vida sofrida de antes, hj vc pode comprar tem condições, disfrute da sua colheita, tem um curso muito bom que fiz, da Nicole Liz no instagran, maturidade emocional, me libertou de várias crenças e traumas, sou mais confiante, confie em vc, vc é capaz, não se ilude com opiniões alheias, pois para muitos a felicidade é nos ver triste, de o primeiro passo, saia da zona de conforto, procure se socializar, trocar ideias, fazer exercícios, cainhada…se perdoe, se acolhe, vc é seu templo sagrado, procure fazer orações, corpo, alma e mente precisam estar alinhados, e isso é constante, nunca chegaremos no final e satisfeitos…aprecie sua jornada su caminhada e faça dela sempre um dia especial, pois vc é especial, e se precisar faça terapia, isso é libertador..

      3. Estou lendo sua publicação e como vc se parece comigo nesse desabafo

      4. Sandra Moreira disse:

        Olá, um ano depois li a sua mensagem apela do ajuda e nao consegui seguir sem te perguntar, como te sentes hoje? Igual ou melhor, acredito que estejas melhor, espero que tenhas procurado ajuda, um abraço de conforto.

    12. Quem sou eu?
      Para mim é uma pergunta difícil de responder, pois não me conheço bem, estou procurando melhorar.
      Preciso mudar meu jeito, acreditar mais em mim , expor mais minhas opiniões, ter mais autoconfiança, ser mais decidida.. mais não sei por onde começar.

    13. Penso que as nossas ações no dia a dia é que nos vão fazendo conhecer melhor. Também sinto um pouco o mesmo. Houve perguntas que não soube responder, sinto que ainda há muito em mim para eu conhecer.

    14. Pri De Lazari disse:

      Obrigada pelo conteúdo!! Está sendo bem interessante e gostoso essa interação pessoal. Grata

    15. Não consegui responder todas preciso conhecer quem sou, buscar mas de mim.
      Nossa deixei muita coisa pra traz por causa de pessoas. O que devo fazer?

    16. Ngm importante disse:

      Não sei quem sou eu, já faz tempo que tenho esse sentimento de vazio em mim, e respondendo essas perguntas senti como se eu estivesse no fundo de mim mesmo enquando uma máscara rasa respondia tudo de forma superficial. Não sei que sou eu, e acho que não faz tanta diferença saber quem sou, o importante eu já sei: não sou ninguém importante, não sou ninguém especial, não sou ninguém, não sou nada. Sendo assim posso ser tudo não é mesmo? Me pergunto desde quando eu comecei a levar tão a sério essa vida… Se importar com esse tipo de coisa parece perda de tempo.

    17. Ei amei me ajudou muito. Estou mesmo em busca de mim conhecer melhor .

    18. Pedro Soares disse:

      Olá! meu nome é Pedro Soares. Sou psicólogo clinico e terapeuta. Trabalho com restauração da identidade. Li o comentário de vocês e percebi que muito se sentem como “perdidos em um labirinto”. É possível encontrar a felicidade? Sim. Na terapia você poderá se reencontrar ou encontrar-se. Reencontrar, para aqueles que ” se perderam” no caminho da vida emocional, e aqueles que não sabem quem são ou nunca encontraram sua identidade, encontrarão e se surpreenderão com a pessoa que se tornará. Desejo que todos se esforcem e cuidem mais de si mesmos do que dos outros. Se precisarem de ajuda, me coloco à disposição.

    19. Cecília Fim disse:

      É preocupante responder todas as perguntas com um “não sei”?

      1. Eu tb! Não consegui responder nenhuma pergunta…

      2. Deise Freitas disse:

        Olá! Acabei de ver esse questionário e mentalmente pude responder tudo. Destalhe que mergulho há anos em autoconhecimento. Então, fica tranquila que o seu “não sei” tem resposta, mas está um pouco mais profundo esse acesso, hoje pode estar em um momento mais automático em sua vida. Sugiro que siga olhando para esses questionamentos, quando menos esperar pensamentos surgirão.

    20. Não desejo viver. Descobri que meu marido é bissexual e piorou meu trauma de ter sido abusada na infância… não sei mais o q fazer.. estou com ele há 23 anos

      1. Psicanálise Clínica disse:

        Danni, você precisa buscar ajuda de psicólogo / psicanalista. Este artigo traz apontamentos gerais, é preciso ver suas demandas específicas com um(a) profissional.

      2. Fernando Lameiras disse:

        Você não pode fazer escolhas por outras pessoas, cada um escolhe a semente que quer plantar e tenha certeza que vai colher. Então plante em sua vida o que vc tem de melhor e colha o seu melhor. Perdoe quem tem lhe causado alguma dor e siga em frente, perdoar é um mandamento, mas confiança precisa ser adquirida, ser conquistada. Você precisa ter visão de futuro. Não se deixe levar pelas atitudes erradas de outras pessoas. Você tem seu carater próprio, niguém vai viver a sua vida, e você a de ninguém. todos temos o direito de ser feliz e compete a nós essa felicidade. QUEM É VOCÊ? Guerreira, confiante, que tem potencial de prosseguir. PERDÃO é a chave para prosseguir.

    21. Eu nunca abandonei nada sempre insisto até o fim… Quem costuma ser deixada pra trás sou eu …

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *