livro romeu e julieta

Romeu e Julieta: a psicologia por trás da história

Posted on Posted in Conceitos e Significados, Filosofia e Psicanálise

Uma das peças mais conhecidas de William Shakespeare é, sem dúvida, Romeu e Julieta. Essa peça conta a trágica história de dois jovens amantes que desafiam suas respectivas famílias por se oporem ao seu amor e, no final da peça, os dois protagonistas preferem morrer a viver um sem o outro.

Portanto, o amor apaixonado entre Romeu e Julieta encarna o ideal do amor impossível e eterno, sendo um tema da literatura universal de todos os tempos.

Introdução e enredo de Romeu e Julieta

Romeu e Julieta é a história de um amor impossível entre dois jovens de duas famílias de Verona que se enfrentam desde tempos imemoriais,

Romeo Montesco conhece a bela senhora Julieta Capuleto em uma festa e os dois se apaixonam de forma intensa. Então, ambos decidem se casar em segredo com ajuda de Fray Lorenzo, que oficializa o vínculo.

Um dia, Mercúrio, um amigo próximo de Romeu, briga com Tybalt, um membro da família Capuleto. Em seguida, Romeo aparece e, vendo Mercúrio morrer nas mãos de Tybalt, Romeo a mata.

Sobre o livro

O livro de Romeo e Julieta nos diz que apesar do ódio ancestral entre duas famílias rivais, o amor puro pode surgir entre dois jovens. Em primeiro lugar, o casal que protagoniza essa história de amor e miséria se apaixonam do fundo da alma e desejam estar juntos para sempre.

Os sentimentos deles são tão intensos que planejam fugir de tanta raiva e ressentimento para desfrutar seu amor longe daquele ambiente tóxico. Além disso, eles decidem casar escondido e essa decisão faz complicar totalmente as coisas.

A partir disso, uma série de eventos fatais acontecem, resultando em que eles preferem acabar com sua própria vida antes de serem separados pela lacuna de ódio existente entre os dois lados. Assim, as guerras das amílias levam esses jovens amantes à morte.

Personagens principais: Romeu e Julieta

Romeo Montague

Jovem protagonista, pertencente a uma família rica, os Montéquio. No início da peça, Romeu se apaixona por Rosalinda, até que conhece Julieta em um baile a que assiste secretamente com Mercúrio e Benvolio, seus melhores amigos e primos, respectivamente.

Desse modo, Romeu encarna o amante romântico por excelência, que é capaz de morrer por sua amada, já que não pode viver sem ela.

Julieta Capuleto

Junto com Romeo, o outro protagonista da peça. Bela dama, filha dos Capuletos. Ela se apaixona e se casa secretamente com Romeu.

No entanto, para não ser forçada a se casar com o Conde Paris mais tarde, ela decide beber uma mistura para parecer morta até a chegada de seu verdadeiro amor, Romeu.

Personagens secundários em Romeu e Julieta

  • Frei Lorenzo

Frei Lorenzo é o religioso encarregado de casar os amantes secretos. Ele é gentil e ajuda os jovens de todas as maneiras que pode, acreditando que as famílias estão erradas em estarem em conflito umas com as outras.

Portanto, é ideia dele fingir a morte da jovem para tentar salvar o amor de ambos.

  • Mercúrio

Mercúrio é o melhor amigo de Romeu. Devido à sua morte nas mãos de Tybalt, Romeo, cego de raiva, o mata e é condenado ao exílio. No entanto, Mercúrio está sempre com Romeu, aconselhando-o como um bom amigo.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    • Tybalt Capulet
    Leia Também:  O que é hermenêutica: significado e exemplos

    Tybalt Capulet, primo de Julieta. Ele odeia profundamente os Montéquio e, ao matar Mercúrio de forma cruel, ele se condena à morte, enquanto Romeu é forçado a vingar a morte injusta de seu amigo.

    • A Senhora

    A enfermeira da jovem Julieta é seu confessor e está ciente do caso de amor de Julieta e Romeu. A Senhora zela pela segurança da jovem e a aconselha a deixar o jovem Montague depois que ele teve que ir para o exílio e se casar com Paris.

    • Conde Paris

    Conde Paris pretendente de Julieta. Educado, de boa família e posição social. É bem recebido pela família Capuleto, que pretende casá-lo com Julieta, por isso briga com Romeu e morre.

    Aspectos notáveis do trabalho

    Um dos aspectos que podemos destacar na história de Romeu e Julieta é que se trata de uma obra-prima da literatura clássica, em que podemos encontrar um mundo repleto de personagens realistas e sedutores.

    Desse modo, os personagens conseguem despertar a simpatia do leitor, já que de uma forma ou de outra, todos seguem os impulsos do coração, em busca da felicidade.

    Portanto, nesta peça de William Shakespeare, o roteiro se concentra em mostrar a personificação de um amor impossível, entre dois personagens adolescentes.

    O estilo literário de Romeu e Julieta

    William Shakespeare, imprime em suas obras uma qualidade literária incomparável, ainda mais nesta obra magistral, que foi escrita poucos anos antes de outra de suas reconhecidas peças, “Hamlet”.

    A métrica que Shakespeare usa em “Romeu e Julieta” é quase inteiramente em verso, embora existam algumas passagens do livro que são escritas em prosa requintada, principalmente isso corresponde aos personagens secundários da obra.

    Em relação à estrutura da história, o autor manteve uma inteligente mistura de elementos combinados de comédia e tragédia, para os quais usa trocadilhos, inseridos para amenizar um pouco os acontecimentos dolorosos da trama.

    A importância de Romeu e Julieta na literatura

    Uma das obras mais importantes da literatura mundial é “Romeu e Julieta”. Sem dúvidas, é uma peça mundialmente conhecida e que marcou uma grande influência na literatura europeia da época.

    Desde a sua publicação, esta peça de Shakespeare tem sido constantemente encenada e também traduzida para outras línguas europeias, como alemão, francês ou italiano. Na Espanha, o traço dessa tragédia também teve grande influência nos autores e na literatura da época.

    Cada autor que adaptou esta peça deu-lhe um toque diferente e adaptou-se à sua realidade, à sua cultura e ao seu tempo.

    Considerações finais sobre Romeu e Julieta

    William Shakespeare foi um poeta e dramaturgo inglês, onde caracterizou-se pelos seus versos apurados e pela sua engenhosidade literária. Por isso é considerado o melhor expoente da história, devido aos seus excelentes trabalhos onde retrata com maestria a condição humana.

    Em conclusão podemos dizer que a obra “Romeu e Julieta” do aclamado dramaturgo inglês William Shakespeare, é uma bela obra com uma trama excepcional que transcendeu o tempo. Ela é uma das obras literárias mais representativas do autor, obtendo aceitação do público em todo o mundo.

    Espero que você tenha gostado de ler sobre Romeu e Julieta. Se inscreva em nosso curso online de psicanálise clínica para aprimorar o seu conhecimento e entender sobre a mente humana.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *