satiríase

Satiríase: o que é, quais sintomas?

Posted on Posted in Psicanálise, Transtornos e Doenças

O desequilíbrio em alguns aspectos da existência humana podem acabar trazendo problemas graves para a vida das pessoas. Esse é o caso de muitos homens quanto ao sexo, já que a frequência excessiva se torna um problema gigantesco. Entenda melhor o significado de satiríase, seus sintomas e alguns casos bem famosos.

O que é satiríase?

Satiríase se trata de um distúrbio psicológico que provoca uma vontade descontrolada de fazer sexo nos homens. É um nome mais formal para a ninfomania masculina, descrevendo um desejo sem controle de se relacionar sexualmente. Curiosamente, não há aumento na quantidade de hormônios sexuais, sendo algo apenas mental.

Por conta disso que os homens são levados a terem relações íntimas com várias parceiras ou parceiros distintos. Caso não encontre alguém, a masturbação excessiva pode se tornar uma saída para aliviar o problema. Entretanto, o grande número de atos sexuais nunca proporciona o prazer desejado e a satisfação que tem procurado.

Embora seja comum o uso da ninfomania tanto para homens quanto mulheres, ela se aplica melhor ao último grupo. A denominação mais apropriada aos homens é satiríase, remetendo aos mitos da Grécia. Isso porque o termo varia da palavra sátiro, um espírito masculino da natureza conhecido por sua sexualidade abundante.

Causas

É difícil determinar apenas uma causa para o surgimento ou desenvolvimento da satiríase nos homens. Os especialistas apontam o transtorno como possível resultado colateral para a diminuição do estresse. Através do prazer da atividade sexual teria mais chances de se lidar com o problema, mas acaba encontrando outro.

Com isso, pessoas com problemas emocionais estariam mais expostas para o desenvolvimento do impulso. Sem contar que casos envolvendo abusos e traumas passaram a ganhar mais atenção para estudo. A fragilidade envolvendo um momento específico da vida do homem poderia dar origem a essa busca impulsiva, mas inútil por satisfação.

Ademais, homens com problemas psicológicos também estão mais vulneráveis a terem sinais do problema. Com a ajuda da esquizofrenia ou bipolaridade, por exemplo, pode surgir a vontade sexual em excesso.

Sintomas

Embora muitos homens tentem esconder, os sintomas da satiríase são gritantes e chamativos. Começando por simples sinais, com o tempo tomam conta da rotina do indivíduo. Os sintomas mais comuns nos viciados em sexo são:

Desejo persistente de sexo

A todo momento existe uma vontade de fazer sexo, o que acaba se sobrepondo a outras atividades. Graças a isso, não consegue se concentrar como precisa nas ações importantes do cotidiano, como o trabalho.

Masturbação excessiva

Quando não se tem ou não se pode encontrar alguém, o indivíduo vai recorrer à masturbação para se saciar. Contudo, é muito fácil tornar o ato repetitivo, chegando a executá-lo várias vezes ao dia.

Ter vários parceiros sexuais

Mesmo que em apenas uma noite é comum que o homem tenha diversas relações sexuais com pessoas diferentes. Nisso, pode participar de orgias frequentes ou trocar de parceiros em um curto espaço de tempo.

Dificuldade em ter prazer por completo

O homem viciado em sexo dificilmente vai se satisfazer por completo, buscando novos encontros e relações constantemente. Isso é um ponto arriscado a se tocar, já que muitos podem cometer infidelidade dentro de seus casamentos. Afinal, não é uma tarefa fácil ser parceira sexual de alguém que nunca fica saciado.

A ausência de limites

O portador da satiríase dificilmente vai entender o que significa limite por não compreendê-lo ou por não ter força de vontade. Nesse caminho, vai se dirigir a atividades sexuais das mais variadas formas, se expondo sem controle. Em alguns casos, infelizmente, pode ocorrer a pedofilia, devido o tamanho descontrole do homem sobre si.

Leia Também:  Psicologia e psicanálise: principais diferenças

Consequentemente, esse indivíduo contrai facilmente as doenças sexuais transmissíveis. Isso não acontece apenas por ter diversos parceiros, mas principalmente por não se proteger da maneira como deveria. Devido ao grande desejo que sente, se esquece com facilidade de usar proteção.

Cabe ressaltar que os adolescentes, embora apresentem comportamento semelhante, não possuem satiríase ou são viciados em sexo. Neste caso, os jovens são diretamente influenciados pelos hormônios dessa fase, algo que não acontece na idade adulta. Um psicólogo pode ajudar a construir um diagnóstico mais preciso.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Sequelas

Homens com satiríase estão mais vulneráveis a terem problemas de relacionamento com as pessoas, principalmente parceiros. Isso porque ocorre uma exigência muito grande quando se fala em satisfação sexual e a cobrança feita pode ser demais ao outro. Sem contar que, já que o parceiro não atende sua vontade, fica mais comum traí-lo.

Não o bastante, a carreira pode ser duramente afetada por esses impulsos constantes e incontroláveis. Toda a sua energia fica direcionada na satisfação sexual inalcançável e sua presença laboral se esvai gradualmente. Não é incomum homens terem problemas no trabalho graças as sequelas mentais e comportamentais do desejo infinito por sexo.

Há também a questão das DTS’s, sendo o homem viciado em sexo mais propenso a ser um transmissor ativo desses problemas de saúde. Ainda que haja culpa e depreciação pela falta de controle, muitos não consideram os encontros extraconjugais como traição. São “apenas forma de se saciarem”.

Depoimentos de satiríase no mundo dos famosos

Existem casos famosos envolvendo a compulsão dos homens da mídia, relevando a devastação do transtorno em suas vidas. Os depoimentos de satiríase abaixo fazem parte de uma extensa lista de personalidades com as vidas alteradas radicalmente pelo problema. Começaremos por:

Tiger Woods

Tiger Woods saiu da imagem de melhor golfista do mundo para se tornar um compulsivo sexual desenfreado. Sua mulher e outra namorada não aguentaram as traições constantes do esportista e sua carreira também não suportou os escândalos. Mesmo ingressando em um clínica de reabilitação, saiu de lá antes de terminar seu tratamento.

Robert Downey Jr

Robert Downey Jr revelou publicamente que era viciado em sexo e no próprio pênis em meados dos anos 90. Acontece que Robert também era usuário de drogas e isso sempre resultou em manchetes fervorosas nos jornais. Entretanto, o mesmo enxerga a sua hipersexualidade como proteção, já que o afasta outros vícios, como bebidas e drogas.

Michael Douglas

Declarando abertamente seu impulso, a satiríase não parecia ser um problema para Michael Douglas, até que sua esposa pedisse divórcio alegando sua infidelidade. Sua situação era tão preocupante que mesmo em gravações sentia a necessidade ter relações com outra pessoa. Consequentemente, desenvolveu câncer de garganta graças “à adoração por sexo oral”.

Tratamento

O tratamento para a satiríase procura em primeiro lugar a ancoragem com outro distúrbio psicológico. É provável que isso possa estar influenciando na vontade elevada em ter sexo sempre. Por meio de um psicólogo, as sessões de terapia para trabalhar o problema podem ter início ao controle.

Além disso, o uso de remédios pode ser viável para lidar com seus impulsos e as reações psicológicas. Sedativos e tranquilizantes controlados vão ajudar a liberar o estresse do homem doente. Com isso, as relações sexuais podem se tornar menos frequentes e um pouco mais sadias.

Leia Também:  Que matérias estudar para ser Psicanalista?

Caso haja alguma doença sexual no paciente, a mesma também recebe tratamento imediato. Muitos chegam nas clínicas e hospitais carregando gonorreia, sífilis e até mesmo o HIV.

Considerações finais sobre satiríase

A satiríase é um problema mais comum do que pensamos e até deixada de lado por conta, em parte da nossa cultura. Além do homem ter mais dificuldades em procurar ajuda, existem aqueles que apoiam esse comportamento doentio, alegando virilidade.

O que muitos homens não sabem é que qualquer comportamento que atrapalhe gravemente a sua rotina precisa ser estudado e tratado o quanto antes. Se serve de parâmetro, pense na bola de neve rolando ladeira abaixo enquanto aumenta de tamanho. Quem estiver lá embaixo vai sofrer bastante com o impacto da queda.

A fim de compreender melhor a relação dos seres humanos com seus impulsos, se inscreva em nosso curso online de Psicanálise. Por meio dele, você aprenderá a refinar suas habilidades, compreendendo mais facilmente o movimento humano com as suas necessidades. Além da satiríase, terá opiniões mais detalhadas e bem construídas sobre a própria vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 1 =