Saúde mental: conceito e terapias mais efetivas

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

É provável que não exista uma só pessoa no mundo que deseje estar doente. Isso porque quando estamos debilitados, não temos condições de realizar as nossas atividades diárias, além de passarmos por situações de desconforto e dor. É por essa razão que muitas pessoas investem em sua saúde mental também, , realizando exercícios físicos e se alimentando adequadamente.

No entanto, quando pensamos em saúde, não devemos só pensar no bem-estar do nosso corpo, mas também na nossa saúde mental. Apesar de as pessoas nem sempre prestarem atenção aos distúrbios psíquicos, eles não deixam de ser graves já que interferem no humor de uma pessoa, além de afetarem o comportamento dela e a sua capacidade de raciocínio.

As doenças mentais também causam sofrimento nas pessoas. Não podemos esquecer que as exigências do mundo moderno levam cada vez mais pessoas a sofrerem com ansiedade, depressão e transtornos bipolares. Tendo em vista que essas doenças podem inclusive levar uma pessoa ao suicídio, é importante dar mais atenção a elas.

A saúde mental não implica apenas na ausência de doenças mentais. Uma pessoa com a mente sã é capaz de usar bem as suas habilidades, trabalhar produtivamente, além de saber contornar os estresses diários e de fazer contribuições para a sua comunidade.

Tendo em vista essas questões, iremos sugerir alguns meios de você cuidar da sua saúde mental.

Existem medidas que você pode tomar para aumentar o seu bem-estar e a sua qualidade de vida. É importante dar atenção a elas mesmo que você não sinta que há algo de errado com você. Afinal não precisamos investir na nossa saúde só quando estamos doentes, não é mesmo?

Recorrer a psicoterapias

Se você pensa que as terapias são indicadas unicamente para pessoas com distúrbios psíquicos, você está errado. É certo que os profissionais da psicologia e da psicanálise oferecem ajuda para aqueles que sofrem de transtornos mentais. No entanto, eles não são o único público desse tipo de tratamento.

As psicoterapias também permitem que uma pessoa se conheça melhor. Por meio da conversa com um terapeuta, é possível que um indivíduo encontre explicações para os seus comportamentos e para as suas emoções. Por essa razão que o preconceito que muita gente tem com as terapias é injustificado. Elas são indicadas para todos que queiram investir na sua saúde mental.

Fazer exercícios físicos

O hábito de se exercitar não é benéfico apenas para o corpo. Se você anda protelando aquela ida à academia, quem sabe seja a hora de começar a pensar nos benefícios que a prática de atividades físicas irá fazer para a sua mente.
Sabe-se atualmente que uma pessoa corre menos riscos de ter doenças como a depressão quando ela se exercita.

Além disso, os níveis de ansiedade e estresse são diminuídos quando fazemos atividade física.

É importante afirmar que o momento de fazer exercício não precisa ser desagradável. Há várias opções de atividades disponíveis. Cabe a você escolher a modalidade mais prazerosa. Há pessoas que amam fazer musculação, mas existem aquelas que preferem uma corrida no parque ou uma caminhada de bicicleta. Pouco importa aquilo que você faz, contanto que você se mexa!

Dormir bem

Devido à correria do dia a dia, muitas pessoas acabam diminuindo o horário do sono para se dedicarem a alguma atividade. No entanto, essa atitude acaba sendo prejudicial em vez de benéfica. É importante que as pessoas saibam que o sono e a produtividade estão diretamente relacionados. Assim, não é uma boa ideia negligenciar o horário de descanso.

É comprovado que pessoas que dormem bem conseguem pensar mais sobriamente nas resoluções para os seus problemas. Além disso, sabe-se também que existe relação entre uma noite mal dormida e as nossas reações emocionais. A privação do sono é uma das razões para alterações de humor e dificuldades na memória.

É importante destacar que não dormir bem também pode ser o motivo para o aparecimento de doenças psiquiátricas. Sendo assim, vale a pena investir no seu horário de sono. Caso você seja uma pessoa que tenha dificuldade em dormir, procure a ajuda de um profissional. Uma boa noite de sono é revigorante e faz muito bem para a saúde.

Não se isolar

É normal que as pessoas se isolem quando elas não estão se sentindo bem. No entanto, talvez essa não seja a melhor decisão a se tomar. É importante combater doenças como a depressão por meio do contato com outras pessoas. O melhor dessa forma de tratamento é que as interações sociais podem acontecer de diversas formas.

Leia Também:  O que é uma Pessoa Evasiva? Será que sou evasivo?

É possível se inscrever num time de vôlei ou sair para comer com os amigos, por exemplo. O que importa é não ceder ao isolamento. O nosso humor tende a variar quando estamos com outras pessoas. Por essa razão, as interações sociais são muito eficazes no combate aos sintomas depressivos.

Considerações finais sobre saúde mental

Agora que você sabe as nossas dicas para melhorar a sua saúde mental, é hora de você tomar atitudes pensando no seu bem-estar. Muitas pessoas acreditam que não é necessário buscar ajuda quando elas estão se sentindo ansiosas ou tristes. Pensam inclusive que essa é uma situação passageira que não precisa de muita atenção.

No entanto, a nossa saúde mental é sim muito importante. É necessário cuidarmos dela para não sermos acometidos por transtornos mentais. Dessa forma, não deixe de dormir bem, sair com os seus amigos, fazer exercícios físicos e fazer terapias. Você verá como essas atitudes irão contribuir para o aumento da sua qualidade de vida.

Se você ficou interessado em saber mais sobre como contribuir para aumentar a saúde mental das pessoas, convidamos você para realizar o nosso curso de Psicanálise Clínica. Ao fazer os nossos 12 módulos, você se tornará apto para interpretar o comportamento humano e compreender mais a mente das pessoas.



Dessa forma, poderá ajudar alguém quando essa pessoa estiver sofrendo com algum problema e precisar de ajuda. Isso porque o nosso certificado te autorizará a trabalhar em clínicas e em empresas.

No entanto, caso você queira fazer o curso apenas para se apropriar do conteúdo e relacioná-lo com a sua área de atuação, não tem problema! Você não precisa ter formação na área de psicologia ou medicina para se matricular conosco.

É importante também mencionar que o curso é 100% online, ou seja, você poderá assistir às nossas aulas no momento que lhe for mais conveniente. Assim, se você for uma pessoa ocupada, não há motivos para não realizar esse curso. 

Caso você tenha gostado desse artigo sobre saúde mental, não deixe de compartilhá-lo com os seus conhecidos. Ademais, também fique atento aos outros textos deste blog!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + 4 =