sensação de falta de ar na garganta

Sensação de falta de ar, sufocamento e não encher os pulmões

Posted on Posted in Transtornos e Doenças

Se você está com sensação de falta de ar é importante, primeiramente, procurar um médico para que se analise suas condições fisiológicas. Em sendo descartadas hipóteses de doenças físicas, possivelmente trata-se de questões relacionadas à mente, podendo até mesmo ser um transtorno psicológico.

Quando, então, será necessário procurar ajuda de profissionais especializados em saúde mental. De antemão, saiba que sua saúde mental pode trazer inúmeros sintomas físicos, dentre comumente está a sensação de falta de ar. Nesse sentido, para entender mais sobre essa condição, acompanhe este artigo até o final.

Como é a sensação de falta de ar?

A sensação de falta de ar, também conhecida como sufocamento ou de não encher os pulmões, sem dúvidas, é um estado angustiante e assustador. Pois a pessoa pode até chegar a temer perde sua vida.

Esta condição, em termos médicos, chamado de dispneia, é a dificuldade em respirar, que varia sua intensidade, conforme as causas, emocionais ou físicas. Em suma, se identifica como uma respiração curta, com uma sensação de sufocamento e aperto no peito, como se o ar não fosse o bastante para respirar.

Embora seja um sintoma que muitas pessoas já experimentaram, descobrir as causas da sensação de falta de ar é um grande desafio médico.

O que pode causar sensação falta de ar?

Sensação de falta de ar causas

Como falamos anteriormente, inúmeras podem ser as causas da sensação de falta de ar, onde atividades, então normais, passam a causar sofrimento. Dentre as principais causas, podemos relacionar as seguintes:

  • obstrução em vias aéreas;
  • anemia;
  • problemas com oxigenação do ar;
  • transtorno de ansiedade;
  • não praticar atividades físicas, levando a um condicionamento físico prejudicado;
  • ataques de pânico;
  • obesidade ou sobrepeso;
  • doenças pulmonares;
  • hábitos alimentares ruins;
  • hiperventilação por problemas emocionais ligados ao estresse e medo;
  • alergias;
  • mudanças no clima.

Portanto, você deve ter atenção a intensidade da sensação de falta de ar, pois, como descrito acima, pode ser uma condição que merece atenção urgente. Afinal, a respiração é condição vital, devendo ser tratada com prioridade.

Quando a sensação de não encher os pulmões é um sinal de alerta?

Se você sai em uma simples caminhada e de repente tem uma sensação de falta de ar e precisa parar sua atividade imediatamente, algo está errado com sua saúde. Assim, é um alerta para que busque ajuda médica e, principalmente, que mude seus hábitos físicos e alimentares.

Ou quando você vai dormir, pensamentos acelerados tomam conta da sua mente, como, por exemplo, os problemas que enfrentou em seu dia e como será o dia de amanhã. Principalmente para quem sofre de ansiedade, estes pensamentos são negativos, causando grande angústia. Consequentemente, resulta em uma sensação de falta de ar horrível.

Você já passou por essas situações? Elas passaram a ser constantes? Se sim, é um sinal de alerta, sendo imprescindível que busque ajuda profissional. Primeiro, deverá descartar doenças fisiológicas. Logo, provavelmente está diante de psicopatologias, que necessitam de ajuda em sessões de terapia e, nos casos mais graves, de tratamento com médico psiquiatra.

Transtorno de ansiedade e sensação de respiração pesada

Sensação de falta de ar resumido

Quando se tem a sensação de falta de ar advinda de transtorno de ansiedade, que se trata de uma doença da mente, resulta em situações como, por exemplo:

  • crises de ansiedade em que a hiperventilação ocorre repentinamente, sem uma causa aparente;
  • a sensação de falta de ar perdura por um tempo considerável, que pode chegar a horas;
  • causar insônia;
  • alterações no apetite;
  • aumento na frequência cardíaca;
  • náuseas e tonturas;
  • pensamentos acelerados;
  • dor de cabeça;
  • dormência no corpo;
  • dor no estômago;
  • dificuldade de concentração;
  • raciocínio desconexo;
  • pânico.

Portanto, diante destas situações, chegou a hora de você procurar ajuda profissional. A recomendação, no geral, é de início passar por sessões de terapia. Assim, conseguirá encontrar as causas destas reações e, se necessário, será encaminhado para, em conjunto, passar por tratamento psiquiátrico.

Como tratar a sensação de respiração pesada referente transtornos da mente?

Diante de uma crise motivada por transtornos mentais, como síndrome do pânico ou transtorno de ansiedade, umas das técnicas imediatas é retomar o controle de sua respiração. Isso se dá através da chamada respiração diafragmática.

Para tanto, coloque suas mãos sob seu abdômen, em seguida, concentre-se em sua respiração, de tal forma que ao momento que inspire seu abdômen desce e, ao expirar, ele desce. Nesse sentido, se você frequentemente tem a sensação de sufocamento, recomendável que realize essa prática diariamente.

QUERO INFORMAÇÕES PARA ME INSCREVER NA FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




    Além disso, se a sensação de falta de ar se torna frequente, é fundamental que procure ajuda de um profissional especializado em saúde mental. Somente assim conseguirá controlar e até cessar essa terrível sensação. Somente este profissional conseguirá entender a intensidade dos sintomas e direcionar, de forma individualizada, o tratamento adequado.

    Principais causas fisiológicas da sensação de não encher os pulmões

    Quem sofre com a sensação de falta de ar – dispneia, como dito, antes de tudo, deve passar por diagnóstico médico para ser descartada qualquer hipótese de doenças do corpo.  O que se dá, por exemplo, com diversos tipos de exames médicos. Abaixo alguns exemplos de doenças que causam falta de ar:

    Leia Também:  Transtornos de Ansiedade: sinais e tratamentos

    Doenças pulmonares

    Em suma, doenças pulmonares como asma e bronquite é uma das doenças frequentes que causam falta de ar. Com características obstrutiva e/restritivas, há, por exemplo, uma fibrose pulmonar. Ou seja, ocorre um enrijecimento dos pulmões. E, assim, a pessoa precisa de um esforço incomum para conseguir respirar, em razão de restringir os movimentos da caixa toráxica.

    Doenças cardíacas

    Além das doenças pulmonares, doenças cardíacas são as maiores causadoras da sensação de falta de ar na garganta. Assim, neste caso, há redução na capacidade de bombeamento do coração, o que resulta, dentre outros sintomas, na dificuldade de respiração.

    Em resultado de doenças cardíacas, existe acumulação de fluidos no pulmão, que resulta em uma asfixia. Nesse sentido, se você sofre com esta sensação, deverá imediatamente atendimento com um médico cardiologista.

    Covid-19

    Na situação de conhecimento mundial enfrentada pela doença Covid-19, é inevitável relacioná-la a falta de ar. Tendo em vista que, dentre os sintomas apresentados corriqueiramente pela mídia, está a dificuldade respiratória.

    Portanto, excluídas as hipóteses de doenças fisiológicas, se você sofre com a sensação de falta de ar, pode estar enfrentando algum tipo de psicopatologia. Dessa forma, deverá buscar ajuda de um profissional da saúde mental, como passar por sessões de terapia. Para que, assim, consiga encontrar as causas e ter um tratamento adequado.

    Em suma, profissionais terapêuticas utilizam-se de diversas abordagens, como a psicanalítica. Por isso, se você leu este artigo até aqui para saber as causas da sensação de falta de ar, lhe convidamos a conhecer mais sobre a Psicanálise.

    Através de nosso Curso de Formação em Psicanálise, 100% EAD, oferecido pela IBPC, você conhecerá como funciona a mente, consciente e inconsciente. Em resultado, terá diversos benefícios, como aprimoramento do autoconhecimento, melhora nas relações interpessoais e, ainda, poderá mudar de carreira e tornar-se um psicanalista.

    Por fim, se gostou de todas as informações deste artigo, curta e compartilhe em suas redes sociais. Dessa forma, nos estimulará a continuar produzindo conteúdos de qualidade.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *