identificar o sentimento de posse

Sentimento de posse: como identificar e combater

Posted on Posted in Comportamento, Conceitos e Significados

Todos nós alguma vez já tivemos algum tipo de sentimento de posse, mas você sabe identificar isso? Se a sua resposta for não, você veio ao lugar certo para entender sobre o tema. Então, confira agora mesmo o nosso post.

O que é sentimento de posse?

Antes de mais nada, precisamos saber melhor o que significa sentimento de posse. Embora muitos achem que isso é mais comum entre casais, a possessividade pode ocorrer entre familiares e amigos.

Então, o sentimento de posse tem como principal característica a necessidade de controlar e saber o que o outro está fazendo. Por exemplo, saber quais são as suas atividades, as pessoas que está se relacionando e, até mesmo, seus pensamentos.

Além disso, a pessoa que é possessiva tem o hábito de estar sempre desconfiada do parceiro. Por isso, a relação entre essas pessoas é muito marcada pela insegurança e pela tensão.

Como identificar o sentimento de posse?

Muitas pessoas confundem-se com o sentimento de posse com aquele ciúme natural de um relacionamento. Aliás, acreditam que essas atitudes do parceiro irão passar com o tempo. No entanto, em muitas situações, essa situação pode se agravar bastante.

A pessoa possessiva pode se tornar tão obcecada que começa a vigiar o parceiro sem que ele perceba. Essas são atitudes, conforme o tempo for passando, se tornam muito intensas e doentias.

Alerta!!

Por isso, se você quer saber se você está com sentimento de posse no seu relacionamento com seu parceiro, amigo ou familiar, preste atenção! Veja abaixo algumas características que uma pessoa possessiva costuma apresentar:

  • tem atitudes agressivas para conseguir o que desejam, como ameaças e chantagens emocionais;
  • sentem necessidade de atenção constantemente;
  • querem controlar a vida do outro;
  • usam o celular para se fazerem presentes por meio de ligações e mensagens constantes.

Além disso, as pessoas com sentimento de propriedade não gostam de compartilhar nada. Nem seus objetos e nem as pessoas, já que as considera como suas propriedades. Por fim, elas acreditam que suas ações são frutos de cuidado e amor.

Então, como lidar com esses sentimentos de posse?

Quando uma pessoa identifica o sentimento de possessividade, ela precisa trabalhar nisso. Afinal, como vimos, esse sentimento pode prejudicar bastante os relacionamentos. Por isso, resolver essa situação, requer esse primeiro passo: reconhecer que é uma pessoa possessiva.

Evitar adiar as tomadas de decisões é o segundo passo. Embora pareça quase impossível, é muito importante colocar o melhor de si neste processo. Por isso, confira nos próximos tópicos dicas preciosas para lidar com esse sentimento de posse

1ª Dica: procure se acalmar

Quando começar a perceber que o sentimento de posse está chegando, respire bem fundo e se acalme. Não deixe que essa emoção te domine, pois, neste momento, ela é seu inimigo número um.

Uma dica é sair do ambiente para poder controlar as suas emoções. Com a cabeça fria e no lugar, procure conversar com o parceiro para solucionar essa situação. Aliás, essa é uma das práticas que podem trazer resultados positivos nos primeiros dias.

Leia Também:  Romeu e Julieta: a psicologia por trás da história

2ª Dica: trabalhe a sua confiança (em si mesmo e na outra pessoa)

Um ponto muito delicado que uma pessoa possessiva tem é a confiança. Não pense que é somente no outro, mas também a autoconfiança dela está abalada. Afinal, isso culmina em uma autoestima baixa e excesso de insegurança em suas relações.

Por isso, trabalhar nessa questão é primordial para que o problema comece a ser resolvido. O ideal é que a pessoa procure mecanismos para desenvolver essa autoconfiança. Uma forma é se conhecer melhor e saber que tem boas habilidades e competências.

Com isso, ela elevará a sua autoestima e passará a se amar mais e não irá depender tanto do outro de forma emocional. Por fim, o relacionamento irá ser mais saudável e haverá mais confiança mútua.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    3ª Dica: respeite o outro

    O sentimento de propriedade também é visto como uma forma de desrespeito com o outro, pois a todo momento a pessoa mostra que não tem confiança. Então, procurar respeitar o espaço do parceiro é uma forma de diminuir essa possessividade.

    Para desenvolver melhor essa dica no dia a dia do relacionamento é sempre se colocar no lugar do outro. Por isso, quando for cobrar algo do seu parceiro, pense como você se sentiria com essa cobrança. Com este este exercício diário, você pensará melhor antes de tomar alguma atitude e irá respeitar o outro.

    4ª Dica: busque por ajuda

    Mesmo seguindo todas essas dicas você perceber que não está sob controle dos seus sentimentos, o melhor a fazer é procurar ajuda! Procurar orientações de um especialista irá contribuir, por meio de mecanismo e técnicas adequadas.

    Assim, você compreenderá quais são os motivos para você agir dessa forma, bem como quais atitudes precisam ser tomadas para reverter essa situação.

    O melhor profissional para te ajudar nessa jornada é o terapeuta. Já que ele é capaz de te ajudar a entender as suas emoções e trabalha de forma correta com seus sentimentos. Além disso, ele tem a intenção de te ajudar a desenvolver a sua autoestima e a confiança no outro. Com isso, será possível ter uma vida mais tranquila e saudável.

    O que fazer quando o parceiro tem sentimentos possessivos?

    Agora o jogo virou! Se você é uma pessoa que está sofrendo com o sentimento de propriedade de outra pessoa, temos algumas dicas. Contudo, vale lembrar algo importante. Sempre procure ajuda de um especialista, pois ele irá te direcionar em um caminho adequado e seguro para lidar com essa situação.

    Então, confira algumas orientações, caso esteja sofrendo passividade de alguém:

    • apresente o que você quer ajudar o seu parceiro;
    • tente ajudar na autoestima e autoconfiança dele;
    • mantenha um diálogo dentro do relacionamento;
    • seja paciente com ele e consigo mesmo.

    Sempre que perceber que ele está fazendo pequenas melhorias, procure elogiar. Os elogios são boas formas de incentivar esses comportamentos positivos e saudáveis. Mas, se mesmo com toda a sua atenção e seu cuidado ele não mudar, o melhor caminho é seguir o seu caminho. Essa é uma maneira para que ninguém saia do relacionamento magoado.

    Considerações finais sobre sentimento de posse

    Como podemos ver, a possessividade é um sentimento muito nocivo que pode sufocar o amor. Então, é sempre tomar cuidado para que esse “excesso de amor” não prejudique essa relação. Afinal, um relacionamento saudável permite a pessoa partir sem nenhum receio.

    Leia Também:  Como usar meditação para dormir?

    Esperamos que você tenha gostado do nosso post. Para finalizar, temos um convite muito especial, que com certeza mudará a sua vida! Aliás, você iniciará uma nova jornada, tudo isso por meio do conhecimento dessa área tão vasta.

    Por isso, conheça o nosso curso de Psicanálise Clínica. Com 18 meses, você terá acesso a teoria, supervisão, análise e monografia, tudo isso orientado pelos melhores professores. Então, se você gostou do nosso post sobre sentimento de posse, não deixe de conhecer o nosso curso! Inscreva-se já e comece ainda hoje!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *