Sentir falta é normal? O que diz a Psicanálise?

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Quando você busca por sentir falta em um site de buscas aparece de tudo. Desde as formas de dizer que sente falta, até como fazer alguém sentir a sua falta. Contudo, não encontramos muita coisa sobre o sentir falta em si. Ou até se confunde o sentir falta com o sentir saudade, fazendo uma diferenciação ou aproximação dos dois termos. Poucos textos abordam o que é sentir falta e se esse sentimento é normal.

Diante dessa falta de clareza, nós achamos importante conversar um pouco mais sobre o tema, afinal, há muitas interesse sobre o assunto. Nesse contexto, se você está aqui significa que você quer saber um pouco mais sobre isso também, não é mesmo?

Para conseguirmos chegar até o tema, achamos legal entender um pouco de cada elemento. Então vamos conversar sobre a definição de sentimento, de sentir falta, e sobre a diferença entre sentir falta e sentir saudades. Tudo isso com o viés psicanalista para, por fim, tentar refletir se sentir falta é normal.

O que é o sentimento

Primeiramente, não há um sentimento único. Nós podemos sentir tristeza, falta, alegria e, até mesmo quando sentimos o “mesmo” sentimento, ele não é sentido por nós da mesma forma. Por exemplo, quando sentimentos alegria por algo, nunca será igual da última vez que sentimos alegria. Isso se dá porque a depender do contexto, os sentimentos pode se manifestar de modo diferente.

Além disso, cada pessoa sente os sentimentos de forma distinta. Assim, ninguém sente e expressa o amor da mesma forma. Você já percebeu isso? No livro As 5 linguagens do amor, discute-se a possibilidade de manifestar esse sentimento de modos diferentes. Dessa forma, é importante aprender a identificar a sua linguagem bem como a linguagem de quem você ama para que ambos se sintam amados no relacionamento.

Além disso, é importante lembrar que o sentimento é uma informação que todos os seres sentem. Assim, não é algo exclusivo dos seres humanos.

Quando falamos ali em cima sobre contexto, é bom dizer que cada situação marca o modo como o sentimento vai se manifestar. Isso acontece porque o sentimento está relacionado as nossas experiências. Em conjunto a isso, raras são as vezes em que sentimos um sentimento isolado. Geralmente, o que sentimos são sentimentos ligados.

Por exemplo, quando vemos alguém que gostamos é possível sentir amor e alegria. No entanto, quando nos julgamos mal vestidos nessa mesma situação, podemos sentir amor, alegria e vergonha.

Diante de tudo isso, é importante que “vigiemos” nossos sentimentos porque às vezes eles se desgrudam da realidade. Dessa forma, são exagerados ou simplesmente não se manifestam adequadamente. Esse desequilíbrio pode ser reflexo de problemas mais profundos do que se possa imaginar.  Por essa razão, é importante pensar se sentir falta é normal. Vamos continuar a desmembrar o tema para chegarmos lá.

Falta no dicionário

Agora que vimos o que é o sentimento, é interessante ver o que o dicionário nos diz sobre a falta.

Segundo o dicionário, falta é um substantivo masculino e tem origem no latim fallita, de fallitus, por falsus. E, ainda segundo o dicionário, pode se referir a:

  • Ação ou efeito de faltar;
  • Inexistência de algo ou alguma coisa;
  • Momento que ocorre um falecimento;
  • Privação de algo;
  • Comportamento que se opõe a um valor religioso ou moral;
  • Violação a uma regra contratual.

Se pensarmos nessas definições, até podemos até fazer alguma relação com sentir falta. No entanto, é possível ir ainda mais fundo no significado desse termo.

Diferenças entre sentir falta e sentir saudades

Como dissemos, é normal que ao procurarmos sobre sentir falta achemos textos que diferenciem esse sentimento da saudade. Porém, em todos os textos que diferenciam a saudades do sentir falta, o sentir falta é mais profundo.

As saudades são algo que todos temos dificuldade de explicar, mas o sentimento geralmente está associado a sensações boas ou lugares bons. Além disso, é transmitida uma ideia de leveza. Assim, por mais que a gente sinta muitas saudades, o sentimento parece suave.

Em contrapartida, o sentir falta é associado com dor. A dor não se refere aquilo de que você sente falta, mas a forma como o sentimento te afeta. Trata-se de uma dor no peito, olhos lacrimejantes, uma sensação de incompletude.

Contudo, porque sentir falta nós faz sentir algo tão doloroso? No próximo tópico vamos tentar trazer um pouco na concepção do sentir falta na Psicanálise. Achamos que isso vai nos ajudar a entender o porquê.

O que é sentir falta para a psicanálise

Para a psicanálise, é a partir de uma falta que emerge o desejo em busca de algo que traga satisfação. Essa satisfação por sua vez, se baseia na experiência mais satisfatória com que alguém teve em contato. Por exemplo, a adrenalina que você sentiu a primeira vez que foi em uma roda gigante. Ou a sensação que você sentiu quando comeu o bolo de fubá delicioso que sua avó fez.

É essa falta que constitui o desejo, e o desejo busca o objeto que já lhe representou uma satisfação em experiências passadas.

Porém, na segunda vez que você vai na montanha russa a satisfação não será igual à primeira experiência. Com isso, o descontentamento é o sentimento que segue, afinal, nunca se viverá as coisas de maneira igual. Dessa forma, esse descontentamento resultará em mais uma falta diferente, que é a de não poder reviver a mesma coisa.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ


Nesse caso, faltar está relacionado a algo no sentido de inexistência, já que tudo muda o tempo todo. Nós mudamos o tempo todo.

Freud trouxe esse conceito na questão da experiência primeira de amamentação. A satisfação sentida na primeira mamada nunca será revivida, mas um desejo surge ali. Como dissemos, ocorrerá um descontentamento posterior.
Essa conexão entre falta e desejo é importante para pensamos se sentir falta é normal.

Sentir falta é normal?

Como dissemos, comumente o sentir falta nos desperta algo doloroso. Não é um sentimento nostálgico, mas um sentimento fortíssimo de incompletude.

Seja na infância ou na fase adulta de nossas vidas, o ciclo entre sentir falta, desenvolver um desejo e sentir falta novamente permanece e se renova. Isso acontece em relação ao amor, as perdas, as experiências propriamente ditas, as dificuldades da vida.

Diante de tudo isso, permanece o questionamento: sentir falta é normal?

Sim! Se considerarmos o exemplo de Freud, veremos que desde nossas primeiras infâncias sofremos desse sentimento. O problema está em permanecer nesse sentimento, sem seguir em frente. É fica remoendo e lambendo as feridas. Nós sabemos que não é fácil sentir falta, e que não é fácil aprender a viver com ela. O bolo da sua avó nunca vai ser reproduzido, nem o abraço daquela pessoa que não está mais aqui.

Porém, é preciso se abrir para coisas novas, experimentar coisas novas, viver experiências novas. É necessário saber que podemos e devemos sentir falta daquilo que nos fez bem. No entanto, precisamos ser gratos por esse momento bom e saber admirar os novos também. Assim, entenda que não é saudável viver de comparações ou em busca de repetições de momentos passados.

É assim que o sentir falta se torna menos doloroso: quando passamos a agradecer pelo que vivemos.

Comentários finais

Esperamos que esse artigo tenha te ajudado. Que as informações tenham sido relevantes e a leitura prazerosa. Como dissemos, sentir falta é normal, mas precisamos não focar tanto nela. Para saber mais informações sobre como tratar esse e outros tipos de sentimento, faça um curso de Psicanálise. Em nosso curso de Psicanálise Clínica 100% online, é possível se inteirar bem sobre esse assunto!

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 5 =