Cansada de tudo: como reagir?

Posted on Posted in Psicanálise, tratamento

Às vezes nos encontramos em uma situação em que definimos como cansada de tudo. Muitas vezes não conseguimos olhar para o futuro e nos ver lá, de modo que ele parece desesperador. É uma situação sufocante que nos aprisiona e esmaga. Só quem já se sentiu assim sabe como é difícil seguir em frente.

O estar cansada de tudo pode ser resultado de um problema muito mais profundo. Contudo, para chegarmos nesse tópico, precisamos entender o que é cansaço, tristeza e desânimo. Isso é importante, pois poderemos entender o quão profundo estes sentimentos estão em nós.

Depois queremos conversar com você sobre o estar cansada de tudo em si e como superar isso.

O que é cansaço

Para iniciarmos nossa conversa é importante entendermos o que é o cansaço. A palavra é um substantivo masculino e se olharmos o dicionário vamos encontrar definições como:

  • No sentido figurado significa que alguém está entediado com algo.
  • Não ter disposição e energia para fazer alguma coisa. Isso decorreria de ter se cansado ou por excesso de esforço anterior.
  • É uma fadiga ou fraqueza, seja ela física ou mental, causada por uma doença, pelo excesso de exercício ou de trabalho.

O cansaço pode ser resultado do mal descanso. Afinal, nossa mente e músculos precisam de tempo para se recuperarem dos esforços que fazemos. Nesse sentido, precisamos permitir que nossa mente descanse o suficiente para organizar os pensamentos e recarregar suas energias.

Contudo, se não proporcionamos isso, há uma tendência de que a pessoa comece a se sentir muito esgotada e desanimada. Assim, em pouco tempo, isso terá tanta força que seremos uma bomba relógio pronta pra explodir.

É preciso entender que é normal se sentir cansado após um dia de muito trabalho. Assim sendo, é preciso que tenhamos nosso tempo de descanso para nos recuperarmos. Porém, é preciso ter cuidado, para que isso não seja algo extremo.

Diferença entre cansaço físico e cansaço mental

Para entendermos essa diferença vamos falar o que é e os sintomas de cada tipo de cansaço:

Cansaço físico:

O esgotamento físico está associado ao desgaste excessivo. Esse desgaste é resultado de hábitos destrutivos como ficar horas no trânsito ou trabalho, ser sedentário, dormir pouco e se alimentar mal. Os principais sintomas são as dores musculares, desmotivação, gripes, resfriados, problemas no estomago, distensão muscular.

Além disso, pode interferir no desejo sexual. O cansaço pode ser também sintomas de outras doenças como apneia, diabetes, doenças cardíacas e infecções.

Cansaço mental:

Esse cansaço é ocasionado pela falta de inteligência emocional. Dessa forma, a maneira com que lidamos com os problemas e situações da vida podem provocar um desequilíbrio emocional em nós. Os principais sintomas desse cansaço emocional são a falha de memória, dificuldade de concentração, insônia, ansiedade, e irritabilidade.

Além disso, a pessoa que está nessa situação chora facilmente, sente falta de prazer e está constantemente angustiada.

É importante pontuar que um cansaço pode ser a causa do outro cansaço. Ou seja, o cansaço físico pode levar ao cansaço emocional e vice-versa. Assim sendo, precisamos cuidar do nosso corpo e da nossa mente, pois esses cansaços podem levar a doenças graves.

O que é desânimo

Considerando que quando nos sentimos cansadas de tudo sentimos um desânimo extremo, vamos falar sobre isso. O desânimo é um substantivo masculino e, assim como no cansaço, vamos ver como o dicionário o define.

  • A ausência de entusiasmo, de vontade, de coragem.
  • A característica de quem está sem ânimo.

É interessante ver que estamos em uma época que parece que o desânimo se tornou uma epidemia. Todos os dias encontramos pessoas que perderam o ânimo e a vontade se seguir. Ele pode ser resultado de frustrações vividas, metas não alcançadas. Às vezes criamos expectativas demais sobre coisas e pessoas, e o mundo não acontece como queremos.

Contudo, ao invés de mudar a perspectiva, abraçamos a frustração e projetamos isso a tudo que virá.

É normal sentir desânimo, afinal somos humanos e criamos expectativas. No entanto, é preciso aprender a lidar com isso. Assim como o cansaço, o desânimo pode culminar em doenças graves. E o desânimo e preguiça são duas coisas diferentes.

Diferença entre desânimo e preguiça

A preguiça é passageira e tende a ser um momento em que o corpo está recuperando sua vitalidade. Após isso, nosso corpo está pronto para continuar. Já o desânimo vem acompanhado de questionamentos, preocupações e perda da vontade de viver. Dessa forma, é algo que nos afeta mais e por mais tempo.

Para podermos saber qual é o sentimento que nos assola, devemos analisá-los. Se pensamentos ruins estiverem envolvidos, pode ser um sinal de que o que estamos enfrentando é o desânimo.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ


O que é tristeza

Agora, o que é a tristeza? Ela é um substantivo feminino que tem origem no termo latino tristitia. Essa palavra era usada para designar um “estado de desânimo” ou “aspecto infeliz”.

Tristeza é um sentimento e condição típica dos seres humanos, caracterizado pela falta da alegria, ânimo, disposição e outras emoções de insatisfação. No dicionário podemos ler que a tristeza é:

  • Falta de energia e melancolia;
  • Qualidade ou condição de triste;
  • Estar sem alegria;
  • Situação onde a tristeza e a melancolia permanecem.

Nós todos já ficamos tristes, pois estar triste é uma condição natural a raça humana. Porém, ela pode se apresentar em diferentes graus de intensidade. Ou seja, pode ser algo passageiro, ou pode persistir e ser mais e mais profundo.

Esse sentimento pode ser desencadeado por vários motivos, como uma desilusão amorosa, a morte de alguém, ou qualquer experiencia negativa. Ademais, entre os sintomas da tristeza estão a falta de vontade, o desânimo, e falta de convívio social.

Estar cansada de tudo pode ser sinal de uma doença mais profunda

Como dissemos antes, esses três sentimentos em níveis mais altos podem originar doenças graves. Uma dessas doenças é a depressão. É complicado dizer que a depressão foi originada pelas três, ou se as três apareceram depois como sintoma.

O fato é: a pessoa que tem depressão sente-se extremamente cansada, triste e desanimada. Há outros sintomas como a irritação, falta de esperança, culpa, pensamentos suicidas e outros. Mas o ponto é que quando a depressão está em um nível mais profundo, a pessoa se sente cansada de tudo.

Quantas vezes a gente se sente inútil ou a causa de todo o sofrimento do mundo, não é? Como não imaginar que os outros seriam mais felizes sem estarmos “atrapalhando”? Nós sabemos como esses pensamentos nos abraçam e preenchem nossas vidas. Porém, isso não é a verdade. A verdade é que a gente está aqui, estamos vivos e temos capacidade e direito de sermos felizes.

É muito difícil acreditar nisso, afinal a nossa mente criou uma verdade oposta a isso. Contudo, nós precisamos saber que nem sempre nossa mente encara a realidade como ela é. Nós entendemos de verdade como é não ter perspectivas e se sentir uma pessoa horrível, mas isso tem cura.

Afinal, doenças tem tratamento. Quando você está com gripe forte, você precisa ir ao médico, certo? Então quando estamos com depressão precisamos procurar ajuda. Há profissionais preparados para ajudar a lidar com esses sentimentos e nos ajudar a seguir.

No próximo tópico vamos dar algumas dicas de como reagir a esse período tão difícil de nossas vidas.

Dicas para reagir quando estiver cansada de tudo

1. Se ame: Esse é o passo mais importante para mudarmos de vida. Pois é quando nós amamos e reconhecemos nossas qualidades e defeitos, que podemos amar os outros. Consequentemente, podemos sair do estado em que vemos a vida apenas de uma perspectiva negativa. Vamos buscar viver o amor, porque merecemos isso.

2. Saia de casa: Segundo pesquisas, o contato com os raios solares faz com que o corpo libere endorfina, ou seja, o hormônio da alegria.

3. Alimente-se bem: Crie rotinas de cuidados com seu corpo. Comece a encará-lo como um templo que te sustenta e invista em uma alimentação saudável e balanceada. Isso trará mais força para seu corpo e, consequentemente, para você.

4. Faça exercícios: Praticar exercícios ajuda no tratamento da depressão, pois, como o sol, liberam endorfina e serotonina.

5. Ocupe sua mente: Quando estamos ocupadas não deixamos que os sentimentos ruins cheguem a nós facilmente. Nos mantermos ativos nos ajudará a desfrutar melhor da vida e das experiências que surgem.

6. Faça planos: Nós sabemos que é difícil, mas é preciso ter sonhos e estabelecer metas. É isso que nos trará animo para acordar todos os dias e lutar. Assim, se você se sente frustrada por algo do passado, entenda que as experiências são únicas.

Isso significa que não é porque foi assim antes que o será de novo. Todas as pessoas que hoje tem sucesso, são felizes, já se frustraram. Se elas conseguiram, você também consegue. Nós conseguimos!

Concluindo

Esperamos que esse artigo tenha te ajudado. Saiba que você não está sozinha e que às vezes a vida é cruel, mas tudo são fazes. É como um grande vídeo game, ou um livro de romance. Para chegar a vitória e o felizes para sempre a gente precisa enfrentar cada capítulo.

Busque ajuda se estiver pesado demais, foque em você, se priorize. Faça o que você ama, ou que você sente que te trará brilho. Você é forte, você é capaz, você chegou até aqui e merece ser feliz.

Para saber como lidar com uma pessoa sofrendo cansada de tudo, você pode fazer nosso curso online de Psicanálise Clínica. Confira o conteúdo, se matricule, e espalhe as boas novas sobre um tratamento efetivo para o problema.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − treze =