Síndrome do Pensamento Acelerado: características e tratamentos

Posted on Posted in Psicanálise, Transtornos e Doenças

A síndrome do pensamento acelerado, como o próprio nome já diz, é uma síndrome onde provoca muito pensamentos e acelerados, vindo a provocar diversos sintomas no indivíduo e desgastar o cérebro. Ele pode ser considerado, entre muitas pessoas, como uma doença, porém são sintomas de casos psiquiátricos.

Entenda melhor

Com toda a rotina corrida que atualmente todos estão tendo, essas características e sintomas estão cada vez mais presentes no dia a dia das pessoas. Junto com seus sintomas ela impede que o indivíduo pratique suas atividades diárias como refletir, expor ou não suas ideias. Isso vale para até mesmo o ato de pensar antes de tomar alguma atitude sobre algo ou sobre alguma situação.

Quem a Síndrome do Pensamento Acelerado atinge

Atualmente, ela atinge em torno de 80% das pessoas, sendo adultos ou jovens. Os mais atingidos são os que trabalham com algo intelectual ou que precise de suas funções na maior parte do tempo, por exemplo: psicólogos, médicos, executivos, ou seja, em pessoas sempre ativas e que lidam sob pressão.

Sintomas

O sintoma mais predominante entre a população é não refletir sobre algo ou tomar alguma atitude. Contudo, sem refletir o que é prioridade para si.

A Síndrome do Pensamento Acelerado segundo Augusto Cury

Augusto Cury é um psiquiatra, professor e escritor brasileiro que conseguiu identificar essa alteração da mente acelerada,. Segundo o autor, ela dificulta a concentração e aumenta a ansiedade. Ademais, não está relacionada aos pensamentos em si, e sim na quantidade e na velocidade em que elas aparecem.

Por esse motivo, acaba afetando o modo como o indivíduo lida com sua rotina. O cérebro de quem tem SPA fica acelerado e consequentemente ele pode mudar de humor e ter alto grau de irritabilidade.

Todavia, muitos dos sintomas o indivíduo não identifica ou identifica como algo que já havia tido, por essa síndrome ter sintomas que, de certa forma, se predomina na população desse século.

Sintomas

Alguns desses sintomas são:

  • ansiedade,
  • dificuldade para pegar no sono,
  • irritabilidade fácil,
  • inquietação,
  • dor de cabeça e
  • queda dos cabelos.

Ademais, é muito comum o indivíduo achar que 24 horas do dia não são suficientes para completar seus deveres do dia.

A preocupação que fica em torno do indivíduo por incapacidade de completar suas tarefas está constante em estudantes, que passam parte de sua rotina em estado de adrenalina. A SPA (Síndrome do Pensamento Acelerado) vem se tornando cada vez mais comum, pela quantidade de notícias e informações dos jornais, redes sociais, que vem se ampliando a cada dia.

Diagnostico

O diagnóstico da SPA é feito por um psicólogo/psicanalista com base nos sintomas que o paciente pode apresentar. Ademais, é recomendado também que a pessoa desconfiada de que tem SPA responda um questionário com base em:

  • sua rotina,
  • frequência de dores e
  • quais sintomas apresenta.

Isso é bom até mesmo para que a pessoa possa dizer com o que tem contato no dia a dia, já que a síndrome pode vir a se estabelecer no indivíduo conforme sua rotina e contatos feitos diariamente.

Tratamento

O tratamento para lidar com a síndrome do pensamento acelerado é incluído na rotina do indivíduo, com orientação de um profissional. Trata-se, basicamente, de uma mudança de hábito e de rotina. Ela ocorre com prática de exercício físico e pausas ao longo do dia, por exemplo ler um livro ou escutar uma música.

Leia Também:  Compulsão alimentar: tipos, causas e tratamentos

Para pessoas com a síndrome de SPA, é importante que ela tenha rotinas leves e para quem possui um trabalho tirar pausas prolongadas, como 3 a 4 cinco dias, até mesmo ao invés de 1 mês de férias.

Como visto em relação a outras síndromes ou doenças, o problema é tratado com doses de remédios. Isso para que a pessoa tenha um equilíbrio e melhora do organismo. Portanto, a SPA pode ser tratada com remédios para a ansiedade e há casos que pacientes possuem depressão.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Importante

A síndrome do pensamento acelerado não é tratada apenas com medicamentos. Portanto, é necessário sempre passar nas consultas para o paciente ter feedbacks sobre sua evolução no tratamento e aprimorar, a cada sessão, seus pensamentos.

Para uma melhor qualidade de vida

Muitas estratégias podem ser aplicadas para lidar com a SPA. Porém, ter o autoconhecimento e conseguir controlar suas emoções e pensamentos é a vertente mais indicada para esse diagnóstico. Dessa forma, consequentemente o indivíduo terá controle sobre suas atitudes, que antes eram tomadas precipitadamente.

A Síndrome do pensamento acelerado não tem uma cura exata, mas sim tratamento para evitá-la, e também, para combatê-la, como por exemplo, estudar e trabalhar em ambientes agradáveis, com músicas agradáveis e em som baixo, para que haja maior concentração e foco.

Não estar sempre on-line a cada 5 minutos é um dos pontos sempre recomendado, para que não venha a ter excesso de informações ou até mesmo de influências externas. De certa forma, elas podem afetar o indivíduo ou fazer até mesmo que ele se compare diante das outras pessoas.

A importância de uma perspectiva positiva

Apesar das influências que o indivíduo pode sofrer e o tratamento ser visto como algo para combater uma síndrome, os psicanalistas e psicólogos procuram fazer com que o paciente se sinta o melhor possível. Ou seja, sem que seja visto como algo ruim ou cansativo.

Conversar com amigos e família é a base para que o tratamento e as consultas sejam seguidos em frente e que o paciente não desista. Isso é importante para que a pessoa ganhe confiança e consciência que aquilo será para o seu melhor.

Por esse motivo, os amigos e famílias são sempre preservados e de suma importância no momento de tratamento de um paciente que está passando por consultas psicológicas.

Últimas informações sobre a Síndrome do Pensamento Acelerado

A SPA além de ser prejudicial à mente do indivíduo afeta totalmente em suas atitudes, meios sociais e convívio com as pessoas em sua volta. Isso ocorre porque o problema lhe torna agressivo, impaciente e menos criativo e consequentemente, o tornando insatisfeito sobre tudo. Ademais, sempre tem a sensação de invalidez por não conseguir cumprir com seus compromissos.

Essa síndrome, de certa forma, bloqueia a memória, para que ela tenha menos energia e não fique pensando demais, e com isso surge os surtos de irritabilidade o que acabo o tornando agressivo com alguém, que de alguma forma, se tem um vínculo afetivo. Além disso, a pessoa não aceitará opiniões e sugestões além das delas e dificilmente será empático sobre o outro quando houver seu grau de estresse e ela ali ter atitude rude ao ponto de gerar alguma briga ou atrito entre seus familiares, amigos ou até mesmo conhecidos.

A SPA também permite, de forma negativa, que a pessoa venha a ter dificuldade de lidar ao ter uma perda e até mesmo em reconhecer seus próprios erros.

Leia Também:  Fases do sexo: estímulo, desejo, excitação e orgasmo

Comentários finais sobre a Síndrome do Pensamento Acelerado

Em suma, é de grande importância o indivíduo ficar atento sobre sintomas consecutivos e frequentes, caso sinta sintomas parecidos e de forma a vir afetar sua rotina, convívio entre família e amigos, criatividade e perceber irritabilidade e ansiedade.

As consultas psicológicas são essenciais para isso, não apenas por se tratar de uma síndrome e que precisa ser tratada, mas sim para a pessoa ter autoconhecimento, sobre suas atitudes e melhor a convivência social e familiar. Para entender melhor como a psicanálise interfere no tratamento de uma pessoa com Síndrome do Pensamento Acelerado, não deixe de se matricular em nosso curso 100% online de Psicanálise Clínica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − 6 =