egundo a OPAS/OMS, a esquizofrenia afeta quase 2 milhões de brasileiros. Então, veja os 9 principais sintomas da esquizofrenia.

Os 9 principais sintomas da Esquizofrenia

Posted on Posted in Transtornos e Doenças

A esquizofrenia é um distúrbio mental crônico. Ele é marcado por surtos em que o mundo real acaba é substituído por delírios e alucinações. Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde, essa doença afeta quase 2 milhões de brasileiros. Então, veja os 9 principais sintomas da esquizofrenia.

Esquizofrenia: o que é?

Como já foi dito, a esquizofrenia é uma doença mental crônica. Ou seja, não tem cura. Contudo, há tratamentos para que a pessoa possa ter uma boa qualidade de vida.

Desse modo, o esquizofrênico tem muitas dificuldades em discernir o que é real do que é imaginação. Com isso, o paciente pode ter episódios de paranoia. Assim, ele acredita que está acontecendo coisas, mas na realidade não ocorrem.

Em geral, a esquizofrenia se manifesta no final da adolescência ou no começo da vida adulta. Isso porque a pessoa começa a ter reações desajustadas com a realidade em que está inserida. Além disso, ela abandona as atividades simples do dia a dia.

Quais os sintomas da esquizofrenia?

Agora que entendemos melhor sobre esse distúrbio, vamos saber quais são os sinais da esquizofrenia. Vale destacar que os sintomas dessa doença mental variam de pessoa para pessoa. Pois, cada uma terá um tipo de esquizofrenia. Assim, os sintomas da esquizofrenia podem ser divididos em três grupos:

  • negativos;
  • positivos;
  • cognitivos.

Então, vamos conferir quais são os sintomas do esquizofrênico de cada grupo de sinais.

Negativos

Esses sintomas têm relação com a falta de características que a maioria das pessoas possuem. Esses sinais são:

  • diminuição das expressões: a pessoa não manifesta seus sentimentos;
  • dificuldade para realizar atividades do dia a dia, como alimentar-se e tomar banho;
  • comprometimento da fala: a pessoa não diz coisas com lógica e raciocínio.

Vale destacar que os sintomas de esquizofrenia em adultos podem ser mal interpretados pelos amigos e familiares. Como resultado, há dificuldade em diagnosticar. Logo, há demora para a realização de um tratamento adequado.

Positivos

Já os sintomas positivos, têm ligação com o aparecimento de comportamentos que são incomuns no dia a dia. Ou seja, a pessoa começa a produzir ações diferentes. Tais como:

  • alucinações: a pessoa cria uma realidade distorcida, e acredita muito nisso;
  • delírios: a pessoa tem um percepção modificada das sensações visuais e auditivas;
  • mente desordenada: os pensamentos da pessoa são incoerentes diante das situações.

Portanto, as alucinações auditivas podem ter forte influência sobre as atitudes de um esquizofrênico. Já que ele escuta determinadas vozes que o induz a tomar algumas decisões perigosas, como tirar a própria vida.

Cognitivos

Por fim, esses sinais cognitivos são menos perceptíveis e mais leves. Por conta disso, existem muitas chances dos sintomas serem confundidos com outras doenças. Algumas indicações desse distúrbio são:

  • déficit de atenção: a pessoa tem dificuldade de concentração que compromete o aprendizado;
  • dificuldade de memorização: o indivíduo diz coisas e esquece rápido;
  • dificuldade para tomar decisões: isso ocorre porque tem déficit de atenção.

Tipos de esquizofrenia

Sintomas da esquizofrenia paranoide

Nesse tipo de esquizofrenia, a pessoa apresenta uma conversa confusa. Ademais, alterações de humor e mudanças na personalidade. Além disso, ela tem desinteresse com a vida pessoal. O que traz como consequência o isolamento social.

Leia Também:  Falta de amor próprio e ao próximo

Contudo, os pacientes nem sempre têm dificuldades em manter as suas tarefas. Bem como os relacionamentos com outras pessoas. Isso porque os sintomas se manifestam mais tarde.

Esquizofrenia catatônica

As pessoas com esse tipo de esquizofrenia têm uma considerável redução na execução de movimentos corporais. Assim, eles cessem por completo. Já em outros casos, os pacientes podem ter movimentos mais bruscos.

Além disso, os indivíduos apresentam muita dificuldade para mudar a sua própria aparência. Também deixam de realizar atividades do cotidiano, ficando parados o dia todo. Outro sinal ligado a esse tipo de esquizofrenia, é a mania de repetir as falas e os movimentos de outras pessoas.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Sintomas da esquizofrenia hebefrênica

    A esquizofrenia hebefrênica tem como característica um comportamento mais infantil. As pessoas têm muita dificuldade em organizar os pensamentos. Por isso, traz muitos problemas na execução de atividades simples. Logo, tomar banho e escovar os dentes podem criar dificuldades.

    Além disso, esses pacientes também têm dificuldade em comunicar e expressar os seus sentimentos. Com isso, eles têm reações inadequadas em várias situações.

    Sintomas da esquizofrenia residual

    Já nessa forma de distúrbio, a pessoa apresenta sintomas de esquizofrenia leve.  Porém, possuem apenas alguns delírios e alucinações. Contudo, essas manifestações costumam ser menos frequentes do que os outros tipos de distúrbio.

    Esquizofrenia indiferenciada

    Quando um indivíduo tem sintomas de esquizofrenia que não tem uma classificação com outros tipos, ele é classificada como esquizofrênico indiferenciado. Por isso, esse paciente pode apresentar sintomas com variações de frequência e intensidade.

    Entretanto, é preciso destacar que os tipos de esquizofrenia podem variar ao longo da vida da pessoa. Então, quem tem esse tipo de doença pode, conforme o quadro for evoluindo, ter o seu caso classificado com outra categoria.

    Tratamento para esquizofrenia

    Como já foi dito, a esquizofrenia não tem cura. Portanto, o tratamento tem um conjunto de medidas que visam amenizar os sintomas. Além disso, o tratamento possui visa a qualidade de vida do paciente.

    Contudo, para ter um tratamento efetivo, é necessário que o diagnóstico seja feito de forma rápida. Ademais, por um médico com formação em psiquiatra. Para tratar a doença é incluído a psicoterapia e o uso de medicamentos. Já a hospitalização é indicada para casos que sejam mais graves.

    Saiba mais sobre os sintomas da esquizofrenia

    O uso de remédios antipsicóticos é a principal peça para tratar a esquizofrenia. Entretanto, eles devem ser utilizados sob prescrição psiquiátrica e de forma contínua. Assim, o objetivo desse tratamento é diminuir os sintomas.

    Já a psicoterapia tem como objetivo auxiliar nos relacionamentos pessoais e sociais. Além de restabelecer seus pensamentos. Aliás, essa forma de tratamento ajuda o paciente a lidar com as questões emocionais. Desse modo, essa etapa pode ser realizada em grupo ou individual.

    Se essas ou outras medidas de tratamento forem ineficazes ou se a pessoa tiver crises mais graves, a internação pode ser uma boa opção.

    Considerações finais sobre os sintomas da esquizofrenia

    Nós esperamos que o nosso artigo tenha ajudado a entender mais sobre esse distúrbio. Ainda, identificar quais os principais sintomas da esquizofrenia. Mas, para compreender melhor sobre essa ou outras doenças mentais, o melhor caminho é o conhecimento.

    Por isso, te convidamos a conhecer o nosso curso de Psicanálise Clínica 100% online. Desse modo, você desenvolverá seu conhecimento na área, pois temos excelentes professores para te ajudar. Além disso, o curso tem duração de 18 meses, contando com teoria, supervisão, análise e monografia.

    Leia Também:  Mania de Perseguição: características e sintomas

    Então, não perca essa chance de mudar a sua vida por meio dos estudos. Aliás, você compreenderá melhor como os sintomas da esquizofrenia podem afetar as relações humanas. Ademais, fica o nosso convite para você se inscrever e começar o curso ainda hoje!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *