stress-sintomas-como-combater

Stress: 10 sintomas e 5 dicas para combatê-lo

Posted on Posted in Comportamento

O stress (ou estresse em língua portuguesa) é um sintoma muito comum na vida do brasileiro. Quando citado, automaticamente o relacionamos a problemas no trabalho, ao trânsito, contas a pagar, etc. Entretanto, sua definição como sintoma é praticamente indescritível e varia para cada pessoa. Apenas sabemos que o stress é uma reação física emocional de fatores internos.

Para exemplificar, imagine uma situação de trânsito intenso em uma grande cidade do Brasil. Nela, é possível ver quais são os indivíduos que realmente se abalam com a situação e expõe seus sentimentos. Enquanto que a grande maioria acumula um cansaço psicológico, mas aceita aquela condição momentânea.

 

Principais causas de estresse

A maioria das pessoas desenvolve um sintoma de stress motivada por algum status de ansiedade, preocupação ou apreensão. Assim, é comum percebemos essa característica quando elas iniciam um emprego novo, mudam-se de casa, terminam um relacionamento ou quando casam-se e tem filhos.

Já, outras podem obter esses sintomas devido a uma doença ou até mesmo por causa de uma medicamento que pode provocá-los ou intensificá-los. É o caso dos remédios utilizados em tratamento de asma, tireoide, pílulas dietéticas e contra resfriados.

Por final, produtos que contém cafeína, álcool e tabaco também são provocadores desse estado físico-mental. O portador desses sintomas deve ficar atento caso suas eles ocorram em determinada frequência, o que pode gerar um distúrbio de ansiedade. O stress é bem comum em indivíduos que já possuem esse tipo de transtorno mental. Os mais comuns sendo o TOC, síndrome do pânico e TEPT, o transtorno por estresse pós-traumático.

Para te auxiliar, a seguir vamos apresentar os 10 sintomas mais comuns do stress e a qualquer sinal deles, a procura por ajuda profissional deve ser realizada.

 

10 principais sintomas do stress

  • Cansaço excessivo: Quando o sono não acaba com o cansaço do indivíduo, algo pode estar errado e prejudicando;
  • Dificuldades para dormir: E de fato o stress em excesso atrapalha muito o sono, já que a pessoa não consegue sossegar os seus pensamentos e descansar. Essa cabeça ativa na hora de dormir apenas traz sofrimento e transtornos para o indivíduo;
  • Gastrite e úlceras: O estado de stress causa inúmeros danos à parede do estômago, gerando úlceras e gastrite. Vale destacar que quanto mais tempo a pessoa ficar sofrendo com esses sintomas, mais grave ficará o problema estomacal;
  • Dores de cabeça: Costumeiras de nossas vidas, a dor de cabeça nunca deve ser tratada apenas como uma dorzinha pontual. O stress é diretamente ligado aos nossos pensamentos, assim a forma como os tratamos pode intensificar as dores na região;
  • Tensão nos músculos: A prática de exercícios ajuda a descarregar tensões, assim como a meditação. Assim, músculos tensos e rígidos com frequência, dores e pontadas agudas em qualquer parte do corpo podem ser sinal de stress. Outro detalhe a ficar atento é a tensão na mandíbula, que é resultado de pessoas que rangem os dentes durante a noite;
  • Baixa imunidade: Pessoas estressadas tendem a sofrer de baixa imunidade com mais facilidade, sendo alvos frequentes dos mais diversos tipos de doenças;
  • Queda de cabelo demasiada: Um aumento significativo de perda de cabelo pode ser um indicativo de stress;
  • Alterações no apetite: O aumento ou a diminuição do apetite, com certeza, é um sinal de falha do nosso corpo. Trata-se de um sintoma clássico de uma situação estressante vivida pelo indivíduo, mas também costuma ser sinal de outros transtornos;
  • Alergias na pele: Reações alérgicas na pele que surgem da noite para o dia, geralmente, são manifestações de stress. É importante lembrar que um transtorno psicológico sempre se manifestam em nosso corpo;
  • Tonturas: Talvez, este seja o sintoma mais clássico de uma pessoa que vivencia uma situação de stress. A tontura atua devido a uma irritação no labirinto. As tonturas ocorrem quando o corpo nos lembra que algo não está certo e precisa ser organizado.

 

5 formas de combater o stress

A primeira coisa a ser feita para encerrar com momentos de stress emocional é descobrir quais são as situações externas que estão agredindo os seus pensamentos internos.

Abaixo, você pode conferir dicas para encontrar um equilíbrio, combater adversidades e reduzir as manifestações que prejudicam sua vida.

Procure sempre ser organizado

Essa dica deve ser aplicada para a realização de tarefas, pensamentos e emoções. Além de organizá-las e entender a importância de cada uma, o indivíduo também deve aprender a cronometrá-las. Assim, ele estará apto a superar novos problemas que podem surgir em qualquer momento da vida.

Faça mais coisas que você gosta

A maioria de nossas atividades profissionais nem sempre nos saciam de prazer interno. Assim, as pessoas que sofrem de sintomas de stress devem separar um tempo para a realização de atividades que transmitem uma satisfação pessoal e reabastecem a energia.

É importante listar todas essas atividades e saber o momento de cada uma delas, para que elas recebam devida atenção e dedicação.

Aceite situações em que nada pode ser alterado

A preocupação diária por situações em que não temos o controle dos fatores externos (trânsito, clima, problemas de saúde) são agravantes para os sintomas de stress. Elas geram inúmeros pensamentos negativos e reclamações constantes. Assim, para não desperdiçar energia com elas, é importante identificar quais são essas questões e realizar outras que ajudem a amenizá-las.

Pratique exercícios ou faça massagens

Como já citado, exercícios físicos, ou meditação, ajudam a recuperar a nossa energia diária. Ter essa energia em momentos difíceis do cotidiano é de extrema importância para que eles consigam ser superados.

Assim como as tarefas que trazem satisfação, a pessoa que sofre de stress precisa criar um cronograma de atividades e dedicar um tempo diário, ou semanal, para elas.

Tire um dia de folga

Encontrar tempo para trabalhar e focar em questões pessoais realmente é complicado. Por isso, não há melhor maneira de tratar o estressante cotidiano do que com um dia de folga.

Fazer algo diferente e sair da rotina, as vezes até adiando uma situação de stress, é um modo de acalmar a mente e se recompor para encarar os problemas posteriormente.

 

Com essas dicas, as crises de stress podem ser reduzidas. Mas lembre-se que se elas estiverem acontecendo com frequência, a melhor coisa a se fazer é procurar uma ajuda profissional. Ele é muito comum diariamente e fácil de ser tratado. O importante é sempre ter pensamento positivo e encarar as dificuldades com cabeça erguida e energia para superá-las.

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *