superexposição nas redes sociais

O que leva uma pessoa à superexposição nas redes sociais?

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Parte integrante e quase que vital da nova geração, muitas pessoas não se controlam e cedem à vontade da internet. Gradativamente, isso corrobora com os dados de que estamos cada vez mais expostos na internet e de propósito. Veja o que leva alguém à superexposição nas redes sociais e como isso impacta nossas vidas.

O que nos leva à exposição virtual?

Estudiosos afirmam que o ser humano tem uma necessidade natural em se conectar com o outro. A ideia é permitir a transmissão de suas percepções, de modo a imortalizá-las e perpetuá-las nos demais. Em cada tempo isso aconteceu de forma única e hoje vem por meio da internet, ferramenta de fácil uso e acesso.

Entretanto, essa ansiedade em compartilhar pode nos levar à superexposição nas redes sociais. Mesmo os mais experientes não estão prontos para lidar com as consequências de suas postagens virtuais. Assim, quando imaginamos a nós mesmos nessa situação, pouco entendemos os perigos aos quais nos submetemos.

Ademais, cabe ressaltar que isso também advém de uma necessidade constante em receber atenção, mesmo que desconhecidos. A internet dá a falsa sensação de que somos importantes para alguém por conta das visualizações que recebemos nas postagens. Essa má interpretação nos leva a publicar cada vez mais dados pessoais.

Exposição infantil

Um erro bastante comum das pessoas quanto à superexposição nas redes sociais é divulgar a imagem de seus filhos. Ainda que a conta disposta e a criança sejam desse indivíduo, isso não significa que ele está seguro. Além de expor a si mesmo em um momento pessoal, acaba por arrastar a criança nessa espiral de insegurança.

Isso porque, em relação às crianças, existem criminosos específicos em fazer a captação dessas imagens. Tratam-se de pedófilos que reúnem arquivos para fins obscenos e tem acesso ilimitado a um conteúdo gratuito. Mesmo que pareça tentador divulgar a vida maravilhosa de mãe ou pai, é preciso pensar no bem-estar e segurança da criança.

Caso seja mãe ou pai, pense duas, três ou quantas vezes forem precisas se a situação é realmente necessária. Ainda que acredite na inocência da situação, pense em como é desagradável ter seu filho entregue aos abusos virtuais alheios. A melhor lugar para guardar os bons momentos com os pequenos fica na sua mente e seu coração.

Perigos

Fica evidente que a superexposição nas redes sociais traz complicações bastantes evidentes ao usuário. A cada post feito em sequência, o mesmo acaba quebrando uma barreira de segurança colocada pelo sigilo do anonimato. Isso acaba por fazê-lo vítima de:

Criminosos

Publicando em tantas redes sociais simultaneamente, é possível traçar o perfil preciso de um indivíduo. É justamente o que os criminosos fazem, se valendo de algumas técnicas para benefício próprio. Por exemplo, é possível que alguém descubra seus dados pessoais e consiga fazer a aplicação de um golpe. Isso resultaria na perda de bens valiosos.

Fake news

Muitas pessoas conseguem fazer ataques a determinados indivíduos manipulando algumas informações. Isso fica evidente no caso de uma mulher paulistana que fora acusada de sequestrar crianças. Acontece que usaram a foto dela e manipularam para encaixá-la como uma criminosa. A vítima acabou linchada até a morte por outros moradores.

Falta de privacidade

Com tantas postagens pessoais circulando, fica fácil com que alguém as partilhe de modo perverso. Com isso, a intimidade de alguém pode ser rapidamente violada nas mãos erradas. Pessoas que costumam entregar imagens íntimas a desconhecidos não fazem ideia de quem está do outro lado da tela. Assim, podem ser vítimas de alguma chantagem.

Leia Também:  Redes sociais na Internet: Benefícios e Malefícios na Vida do Ser Humano

Prevenção

Mesmo que tenha total liberdade na internet, a mesma carrega um custo alto demais para ser pago. Sendo assim, é preciso se precaver quando se pensa na superexposição nas redes sociais, a fim de garantir sua segurança. O que está em jogo é mais que as curtidas, mas sua própria vida. Comece por:

Configurar sua privacidade

Todas as redes sociais têm mecanismos que inibem o acesso de qualquer pessoa ao seu perfil. Isso pode limitar que apenas pessoas de sua confiança tenham acesso às suas fotos e outras postagens. Dessa forma, configure o quanto antes e limite o que cada indivíduo pode ter acesso.

Pense no que quer que os outros vejam

Assim que publicamos uma informação pessoal na internet, deixamos de ter controle absoluto sobre ela. Qualquer pessoa, sem a proteção do tópico anterior, pode fazer o que tiver vontade com ela. Pensando nisso, reflita bem onde cada post seu pode chegar. Caso seja algo que possa te atingir futuramente, aconselhamos não postar.

Evite links suspeitos

Já que podem traçar o nosso perfil, criminosos também podem nos empurrar a caminhos tentadores. Por exemplo, quem nunca recebeu uma propaganda ou link de algo que necessitava bastante? O pior é quando o preço do serviço está bem abaixo do mercado. Assim, evite acessar qualquer link suspeito e que possa te comprometer.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ




Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.


O Networking inverso

Ainda que a internet tenha sido criada também para facilitar a comunicação, evite se abrir com qualquer pessoa que encontra. A superexposição nas redes sociais iniciam um ciclo de vulnerabilidade estratégica aos criminosos. Com isso, evite fazer Networking de forma descontrolada e sem motivo, procurando se resguardar.

Se possível, faça justamente o oposto, mantendo a sua bolha virtual com os indivíduos que conhece pessoalmente. Apenas agregue aqueles cujo manteve um mínimo de contato social. Pode parecer extremismo, mas tudo serve para garantir que tenha mais autonomia quanto ao que pode postar virtualmente.

Comentários finais sobre a superexposição nas redes sociais

Para muitos, pode ser quase que impossível resistir à superexposição nas redes sociais. A internet proporciona proximidade como nunca pensamos que teríamos, dando até certa liberdade. Contudo, da mesma forma que pensa assim, milhares de pessoas também pensam de forma semelhante.

O problema é que nem todos seguem regras, sejam sociais ou virtuais. Já que nem todos possuem boa índole, se prevenir é o melhor remédio a tudo. Sempre que quiser postar alguma coisa, pense na propagação desse conteúdo virtualmente. Certamente, não quer se torna vítima de sua própria entrega, certo?

Para alcançar esse desprendimento da superexposição na redes sociais mais rápido, se inscreva em nosso curso 100% virtual de Psicanálise. A psicoterapia concede entendimento pleno sobre o que está por trás do comportamento de uma pessoa. Dessa forma, ao alimentar seu autoconhecimento, entenderá suas reais necessidades. Faça a sua matrícula!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 3 =