viva mais e viva melhor, dicas para viver mais

Viva mais e melhor: 10 dicas da Psicanálise

Posted on Posted in Landscapes

Em detrimento da nossa saúde, costumamos priorizar atividades que nos consomem e acabamos por abdicar do prazer pessoal. Contudo, esse tipo de comportamento não é adequado, visto que a falta de equilíbrio pode ser maléfica ao nosso bem-estar. Continue a leitura e entenda o porquê de a psicanálise querer que você viva mais.

O que é viver?

Segundo o psicanalista Joshua Durham, “Há uma grande diferença entre viver e sobreviver”. A atribulada rotina de compromissos toma a maior parte do nosso tempo. Portanto, sempre temos que executar nossas atividades no trabalho com um prazo apertado.

Nesse contexto, destacamos entregar exercícios na faculdade antes do fim de semana, organizar as tarefas em nossas casas… O conceito de “viver” não se aplica aqui, mas o de “sobreviver”. Assim, um indivíduo necessita fazer essas atividades porque delas provém o seu sustento, não o seu prazer.

Viver implica, sim, em aprender e trabalhar, receber e distribuir, mas também implica em colher os frutos do próprio esforço. Viver é usufruir de experiências e degustá-las a seu tempo. Sem isso, resumimos nossa vida ao ato de existir: como formigas, esbarraremos uns nos outros sem um contato mais profundo, guiados apenas por um movimento mecânico.

O que não deixa que você viva mais?

Infelizmente, como dito acima, precisamos cumprir com obrigações classificadas como inadiáveis. Assim, nos assimilamos rotinas, sem dar chance para descansarmos e abstrairmos a carga que nos bloqueia ver o além. É uma autoimposição, por vezes, necessária. No entanto, sempre maléfica, e que impede que a gente viva mais.

Cansados demais para executar outras atividades, desistimos de ter um lazer. Uma caminhada à tarde, um encontro com os amigos, a leitura de um simples livro… A maioria de nós tem pressa em não viver mais.

Motivos

Quando perguntados o porquê de não traçarem projetos pessoais, os brasileiros entregam uma lista de motivos já memorizada. Nesse contexto, confira abaixo alguns dos mais utilizados:

Falta de tempo

Uma das razões mais comentadas é a falta de tempo. Dessa forma, vemos o reflexo de uma vida atribulada. Gasta-se em média entre uma hora e meia a duas horas apenas para se chegar ao trabalho e quase o mesmo tempo para retornar para casa. Não à toa, alguns dos entrevistados reclamam de cansaço físico e mental.

Dinheiro

O dinheiro emparelha com a falta de tempo no ranking dos motivos que impedem que alguém viva mais. Segundo a maioria dos indivíduos, reservar dinheiro para um projeto pessoal ou até mesmo para uma emergência é uma tarefa complicada. Os gastos diários aumentam de forma desproporcional aos proventos recebidos. Isso dificulta a dica de economistas, que recomendam uma reserva mensal de até 30% do salário.

Medo do insucesso

Por falta de motivação e apoio, alguns indivíduos sentem receio de iniciar um projeto por medo de fracassar. A ideia de investir tempo, dinheiro e energia em algo que pode não dar certo desanima os mais inseguros. Assim, o receio do fracasso impede que você ouse nos seus projetos e que você viva mais.

Falta de metas claras

Quando perguntados sobre planos para o futuro, algumas pessoas demonstraram hesitação ao responder. Dentre as respostas, os entrevistados comentavam que não tinham planos a médio e longo prazo, tanto na vida e na carreira.

Falta de oportunidades

Alguns brasileiros sentem-se insatisfeitos com a vida, confessando estagnação, apontando falta de oportunidades melhores, principalmente no trabalho. Nesse contexto, um jovem relatou que na antiga empresa de telemarketing onde trabalhou pediu demissão. Acontece que ele constatou que não haveria como ganhar uma promoção apenas com o esforço próprio.

Julgamentos

A opinião alheia exerce forte influência na tomada de decisões para algumas pessoas. Assim, elas temem ser julgadas conforme as atitudes, mesmo que sejam as únicas afetadas por elas. Uma funcionária pública, por exemplo, relatou que pretende ser professora de português. Contudo, a família reprovou a decisão, expondo a realidade negativa da profissão no país.

Doenças

Na área da saúde também fica comprovado o efeito do estresse em nossas vidas. Segundo especialistas, viver constantemente sobre pressão causa irritabilidade, falta de concentração e cansaço físico e mental. Assim, esses sintomas comprometem ainda mais nossas atividades no cotidiano.

Dicas

Embora viver adequadamente exija de nós algum esforço, não é impossível encontrar meios para que se viva mais e melhor. Nesse contexto, confira uma lista abaixo com dicas que podem te ajudar a viver mais:

Alimentação

Começaremos pela mais básica. Nosso cotidiano agitado nos obriga a uma alimentação pouco saudável e isso reflete no nosso desempenho durante o dia e afeta o nosso corpo de forma negativa. Assim, é possível e fácil incluir ingredientes mais saudáveis nas refeições.

Leia Também:  Ninfomania: significado para a psicanálise

Nesse contexto, destacam-se as saladas, proteínas sem excesso de gordura, e frutas na alimentação. Portanto, procure incluir isso gradativamente nas refeições do trabalho e sentirá os benefícios com o tempo.

Exercícios

Sim, alguns parágrafos acima mencionamos a atribulação do dia-a-dia. Contudo, você pode incluir atividades físicas aos poucos. Uma ou duas vezes por semana é um excelente começo. No entanto, a dinâmica da atividade fica a seu critério. Tanto musculação quanto aulas de dança, por exemplo, dão ótimos resultados em pouco tempo.

Mantenha um hobby

Hobbys servem para que nós relaxemos e aproveitemos do tempo livre para fazer algo produtivo. Nós somos reconhecidos por alguma habilidade em particular, então compreenda em que você se destaca e tente buscar prazer nisso.

Tenha experiências novas

Um bom jeito de quebrar a rotina é fazer algo novo sempre que puder. A sensação de descoberta com algo incomum em nossa rotina nos instiga a procurar por mais e a sensação é bastante benéfica. Uma viagem simples ou até um passeio em um lugar diferente ajuda.

Não se leve tão a sério

Inibir quase que totalmente o prazer por coisas simples não é recomendado. Ademais, além de não permitir uma sensação de bem-estar por coisas corriqueiras, isso poderá passar uma imagem de antipatia.

Entenda algumas derrotas

Aceitar que nem sempre podemos ter o que queremos nos ajuda a seguir em frente. Embora seja desagradável no início, tome isso como experiência para os próximos desafios à frente.

Passado

Alguns traumas do passado podem reverberar no seu futuro. Assim, isso pode afetar suas decisões. Entenda a situação e, se possível, procure a ajuda de um profissional. Dessa forma, faça as pazes com o seu histórico.

Sem comparações

Constantemente comparamos nossos frutos aos de outras pessoas. No entanto, isso não é recomendado. Ao invés de se comparar, procure usar tal figura como fonte de inspiração e motivação.

Trabalhe o agora

Evite pensar em excesso no amanhã. Nesse contexto, pense no que pode fazer por você hoje. Assim, com o tempo, perceberá que algumas atitudes ajudarão o seu Eu do amanhã.

Laços

Algo que nos ajuda a passar por qualquer momento é o contato contínuo com pessoas queridas. Trabalhe para manter os laços. Amizade e carinho são fundamentais para que você viva mais e melhor.

”A vida não está amarrada com um laço, mais ainda é um presente”

Ainda que as obrigações diárias exijam muito de nós, devemos saber o momento correto de parar e descansar. Excessos podem acarretar prejuízos à nossa saúde física e mental, então manter o equilíbrio é necessário.

Analise a citação acima da colaboradora do The Plain Dealer, Regina Brett. Temos a chance única de aproveitar o melhor da vida e, embora haja dificuldades, não devemos focar unicamente nelas. Nesse contexto, a nossa vida precisa ser rica em experiências, pois desse modo saberemos aproveitá-la de maneira mais produtiva.

Agora que recebeu dicas de como viver mais e melhor, conta para gente o que te faz sentir bem e motivado. Deixe nos comentários sua opinião sobre o tema, contando algum relato pessoal.

Além disso, se tiver interesse em saber como a psicanálise pode promover um estilo de vida em que uma pessoa viva mais, faça nosso curso EAD!

 

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *