o que é afasia

O que é Afasia: causas, sintomas, prevenção e tratamento

Posted on Posted in Conceitos e Significados

Meu trabalho de hoje visa descrever e entender o que é Afasia. Como sempre gosto de fazer, procurei o significado deste termo no dicionário e para que todos tenhamos a mesma informação decidi iniciar trazendo para vocês a definição que me pareceu mais adequada.

Definição

Dicionário, Definições de Oxford Languages:

afasia: substantivo feminino. Origem etimológica do grego: aphasía ‘id.’, através do francês aphasie ‘id.’

1. FILOSOFIA: no ceticismo, abstenção consciente de qualquer juízo originada pelo reconhecimento da ignorância a respeito de tudo que transcenda as possibilidades cognitivas do ser humano.

2. NEUROLOGIA: enfraquecimento ou perda do poder de captação, de manipulação e por vezes de expressão de palavras como símbolos de pensamentos, em virtude de lesões em alguns centros cerebrais e não devido a defeito no mecanismo auditivo ou fonador; logastenia.

A partir deste momento tentarei trazer a todos uma parcela de conhecimento deste distúrbio cerebral.

Tipos de afasia

A afasia possui, segundo a American Stroke Association, identificados três tipos distintos, de Wernicke (Compreensiva), global (como o próprio nome diz é mais completa) e de Broca (Expressiva).

• De Wernicke = é a síndrome de Wernicke-Korsakoff (SWK) e tem como característica a amnésia anterógrada, que significa que o paciente não consegue lembrar-se de informações novas ou acontecimentos recentes. As informações que devem ser armazenadas na memória de curto prazo desaparecem.

A causa mais comum é por dano ou trauma cerebral, tal como uma pancada na cabeça ou por deficiência de tiamina, que é comumente encontrada em alcoólatras e pessoas com desnutrição.

Ainda sobre os tipos de Afasia

• Global = ocorre quando há perda total de capacidade de compreensão, fala, leitura e escrita. As causas associadas a este distúrbio estão no AVC (Acidente Vascular Cerebral), tumores cerebrais, Alzheimer ou demais doenças degenerativas ou impactos que acometem o lado esquerdo do cérebro.

• Afasia de Broca (parte do cérebro humano responsável pela expressão da linguagem, contém os programas motores da fala) = também conhecida como afasia expressiva é um transtorno neurológico que é caracterizado pela dificuldade em se expressar de forma verbal, porém há compreensão preservada. Neste transtorno a pessoa sente grande dificuldade em dizer as palavras que querem e por vezes fazem substituições que não fazem sentido no contexto.

Existe ainda a dificuldade de construir frases com mais de duas palavras. Esta afasia ocorre por lesão causada na área de Broca (demonstrado na figura a seguir) sendo causada geralmente por um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Conforme percebemos pelas definições anteriormente comentadas, as causas mais comuns e associadas à afasia estão no AVC (Acidente Vascular Cerebral), tumores cerebrais, doenças degenerativas (Alzheimer) ou impactos na cabeça que acontecem no hemisfério esquerdo do cérebro ou nas regiões frontais e temporais à esquerda.

Da desconfiança ao diagnóstico de o que é Afasia

Há dois principais grupos de afasias, divididos pela fluência do discurso do paciente:

I. Afasias fluentes: Neste grupo as pessoas são capazes de falar com facilidade. Nesse tipo, os pacientes geralmente não entendem o que está sendo conversado e nem sempre percebem que as demais pessoas não os compreendem.

II. Afasias não fluentes: Neste grupo a pessoa tem dificuldade para se expressar e achar palavras, às vezes omitindo-as, e falam frases muito curtas. Mas podem entender o que as outras pessoas estão falando e é neste grupo que a pessoa tem consciência de suas dificuldades, o que pode causar irritação e por vezes frustração.

III. Para as pessoas que convivem com o paciente que está com afasia é possível identificar que a pessoa fala palavras irreconhecíveis e por vezes não consegue entender o que outras pessoas estão falando. Quando ocorrem estas situações de desconfiança é imprescindível encaminhar a pessoa à uma consulta com um Neurologista (profissional clínico capacitado a diagnosticar este e demais distúrbios cerebrais), que fará exames neuropsicológicos apropriados.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Como tratar um paciente com afasia

    O tratamento da afasia depende de sua causa. Por vezes é recomendada cirurgia para retirada de um tumor ou medicação destinada a tratar sintomas de AVC (Acidente Vascular Cerebral). Serão necessários tratamentos com fonoaudiólogos para buscar a reabilitação e a recuperação das habilidades de expressão oral e escrita e a compreensão verbal, bem como tratamentos com terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas e psicólogos.

    Leia Também:  Religião, Deus e Psicanálise

    São necessários exercícios diários e constantes, que podem e devem ser executados em casa e no consultório. É possível falar em cura no tratamento da afasia? As pessoas que têm afasia podem voltar a falar, porém dependerá do nível de conhecimento prévio (se o cérebro era bem estimulado com conhecimentos gerais, conhecimento de outros idiomas, ou seja, se o cérebro era bem ativo).

    Também dependerá do momento em que o paciente iniciou o tratamento, bem como o tempo de estimulação e internação e também por fatores emocionais associados ao ocorrido, como por exemplo a depressão.

    É possível evitar-se a afasia?

    Não é possível prevenir diretamente, porém a prevenção ocorre quando são evitadas ou há prevenção de doenças de base, tais como AVC (uma das principais causas). Deve-se controlar seus fatores de risco, tais como: controle do colesterol, obesidade, sedentarismo, controle da pressão arterial e tabagismo.

    O próprio afásico explica a AFASIA (Fonte: https://afasia.com.br/entenda-o-que-e-afasia/), texto reproduzido conforme as falas originais:

    – “a gente conhece as palavras. A gente se lembra das palavras… mas não vem… a palavra!”

    – “Fala pouco… é afásico! Fala muito… é afásico também! Mas tem problema de se expressar! Isso que é afásico”.

    – “só cumprimento… só… mas… falar não! falo… eu cumprimento… cumprimento a gente fala… mas fala assim…”

    – “nós temos a mente normal! … as pessoas não sabem disso… acha que nós temos deficiência mentais! Afasia não é deficiência mental!”

    Conclusão: causas, sintomas, prevenção e tratamentos

    Por ser basicamente causada por eventos físicos, como traumas e ocorrência de AVC (Acidente Vascular Cerebral), fica quase impossível prevenir a afasia, porém há algumas ações que podem ajudar a diminuir os riscos. A atividade física constante é importante para manter a saúde física e mental e por este motivo deve-se evitar o sedentarismo.

    A boa e saudável alimentação também ajuda a evitar e/ou diminuir a possibilidade de ocorrência da Afasia. A convivência familiar e com pessoas próximas pode ser normal ou bem próximo da normalidade nos casos em que o paciente passa por tratamentos adequados e tem uma reabilitação especializada.

    Este artigo sobre Afasia foi escrito por Adriana Gobbi ([email protected]) – Pedagoga, formanda em Psicanálise Clínica.

    Profissionais que podem estar envolvidos no tratamento da afasia

    O tratamento da afasia é multidisciplinar. Pode envolver profissionais como:

    • Neurologistas: no caso de ferimentos e AVCs que provoquem a afasia;
    • Fonoaudiólogos: tratamento da interação entre neurologia e mecanismos da fala;
    • Linguistas: acompanhamentos para compreensão e estímulos no uso da linguagem;
    • Psicólogos e Psicanalistas: qualidade da saúde mental, emocional e relacionamentos interpessoais com a família.
    • Entre outros profissionais.

    Uma referência em pesquisa, atendimento e integração de profissionais nesta área é o Centro de Convivência de Afásicos – CCA Cogites, sediado na Unicamp.

    One thought on “O que é Afasia: causas, sintomas, prevenção e tratamento

    1. O Fonoaudiologo é o profissional capacitado para as terapias em pacientes não só acometidos por problemas neurológicos, assim como vários outros transtornos não só relacionados à fala.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.