agressivo

Agressividade: conceito e causas do comportamento agressivo

Posted on Posted in Comportamento, Conceitos e Significados

A agressividade é um termo utilizado para designar certos comportamentos e hábitos agressivos. Para entender mais sobre essa palavra e quais causas dessa atitude, a gente desenvolveu um post. Então, leia agora mesmo.

O que é agressividade?

De modo geral e, até mesmo, algo que é senso comum, a agressividade é uma maneira que certas pessoas se comportam. Seja de modo físico ou verbal, esses indivíduos destinam tais ações para os sujeitos que estão à sua volta. Aliás, a origem desses impulsos são, de forma geral, uma resposta à frustração por uma determinada situação.

Contudo, em certos momentos, a agressão é uma maneira de interação social que pode ser útil. Por exemplo, quando as pessoas precisam ser mais diretas ou conquistar algo difícil e importante, ela pode usar essa agressividade a seu favor. Vale ressaltar que esse termo é muito diferente de assertividade, por mais que sejam usados de forma semelhante.

Esse termo vem de uma palavra latina aggressio, que significa ataque. O pai da psicanálise, Sigmund Freud, utilizou o termo agressividade para designar “comportamento hostil ou destrutivo”.

O que é uma pessoa agressiva?

Agora que já sabemos o significado de agressividade, vamos esclarecer o que é uma pessoa agressiva. Então, de modo geral, esses indivíduos possuem a tendência de “explodir” em determinadas situações, em especial, quando estão estressados. Aliás, essas “explosões” vem sem nenhum tipo de aviso prévio.

As características de uma pessoa agressiva são:

  • tendem a culpar fatores externos;
  • possuem um grande dom de manipulação social;
  • postergam suas obrigações ou as esquecem
  • realizam as atividades de forma ineficiente;
  • agem de maneira hostil ou cínica;
  • são bastante obstinados;
  • se queixam de sentir falta de reconhecimento;
  • mostram ressentimento pelas demandas dos outros
  • usam o sarcasmo de forma regular;
  • possuem falta de empatia.

Quais são as causas da agressividade?

Agora vamos conferir quais são as possíveis causas de agressividade. Então, confira nos próximos tópicos:

Baixa tolerância à frustração

Uma das primeiras causas é não saber lidar com a frustração, já que esse sentimento está tão presente na nossa vida e é bastante desagradável. Por conta disso, a pessoa está mais propensa a “estourar” quando se sente frustrada.

Afinal, nem todos são capazes de tolerar tal sentimento, em especial, crianças e adolescentes que ainda estão aprendendo a controlar tais sensações.

Um comportamento aprendido

Alguns autores defendem que a agressividade é um comportamento que a pessoa aprende. Ou seja, uma criança que tem pais que são agressivos, há muitas chances de ela ser assim quando for maior. Esse processo é chamado de modelagem ou de observação.

Um comportamento inato

Já essa causa defende que há mecanismos que são inatos na base da agressão e explicaria esses comportamentos agressivos. Muitas pessoas acabam percebendo que essas ações ofensivas ou defensivas podem trazer um custo-benefício.

Com isso, tal causa sugere que essa agressividade está associada ao ataque ofensivo e defensivos:

  • raiva: ataque ofensiva em que a pessoa invade território de outra pessoa;
  • medo: ataque defensivo, em que o sujeito já dá uma resposta a um ataque anterior de outro indivíduo.
Leia Também:  Cuidador de idosos: o que faz, como se destacar?

Um instinto

Freud tem a sua participação na elaboração dessa causa de agressividade. Para o pai da psicanálise, a concepção da agressão é como um servo do “princípio do prazer”. Esse instinto é uma reação à frustração vivenciada na busca de satisfazer a libido.

Além disso, Freud acreditava que a agressão humana era algo inevitável, pois há apenas uma solução da autorregulação. Por conta disso, as pessoas agressivas descarregam pequenas quantidades de energia de maneira contínua e controlada. Isso ocorre por meio de agressões que podem ser aceitas, como participação em esportes competitivos.

Quais são os tipos de agressividade?

De modo geral, a agressividade é classificada em:

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    • direta;
    • indireta.

    A primeira tem como característica um comportamento tanto físico quanto verbal que é destinado a trazer um dano a uma pessoa. Já a segunda, tem como objetivo prejudicar as relações sociais de um sujeito ou de um grupo.

    Além disso, há dois subtipos de agressão humana:

    • intencional;
    • reativo-impulsiva.

    Como lidar com pessoas agressivas?

    Sabemos como é difícil conviver com pessoas agressivas, afinal esse sujeito traz um ar desconfortável. Por isso, segue algumas dicas para lidar com esses tipos de indivíduos:

    • não revide a pessoa, pois ela não sabe quando chegam ao limite;
    • auxilie a pessoa agressiva a se sentir mais compreendida;
    • diga que o comportamento agressivo dela é intolerável;
    • utilize a razão ao invés da emoção;
    • procure não interrompê-la quando ela estiver no meio de um ataque da agressividade;
    • fique com a cabeça fria e faça perguntas objetivas, como “o que está acontecendo aqui?”;
    • mantenha o olhar firme;
    • não aumente o seu tom de voz;
    • crie oportunidades para uma conversa franca.

    Sempre deixe claro que você notou o comportamento agressivo dessa pessoa. Além disso, diga o quão incomodado você fica perante a essas situações desagradáveis. Por fim, não esqueça de perguntar o que ela atribui para ter esses tipos de atitudes.

    Crianças e adolescentes agressivos: o que fazer?

    Quando essa pessoa agressiva é uma criança ou adolescente, é importante que o adulto tenha consciência de seu lugar. Já que um adulto tem mais experiência e autoridade para ensinar esse jovem a lidar com esses sentimento que causam essa agressividade.

    Contudo, nem sempre esse adulto terá condição de exercer o seu papel educador no momento da agressividade do jovem. Por isso, nesses casos, é importante “deixar a poeira abaixar” para encontrar uma oportunidade futura para resolver essa situação.

    Por fim, é fundamental estimular esse jovem a falar sobre o que está sentindo. Assim, ele poderá descobrir mais sobre si mesmo e de suas emoções.

    Afinal, se eu for uma pessoa agressiva?

    E se eu for uma pessoa agressiva, o que fazer? Então, o caminho é muito parecido com mencionado antes. Mas antes é preciso compreender as emoções que culminam nessa agressividade.

    Aliás, cada pessoa terá uma trajetória diferente para esse autoconhecimento, enquanto uns terão mais facilidade e outros mais dificuldades. Para essas pessoas desse último grupo, é aconselhável procurar ajuda de um profissional especializado: psicólogo ou psicanalista.

    Eles darão todas as ferramentas e os caminhos para auxiliá-las a respirem fundo em momentos de agressividade e pensar com racionalidade. Além disso, esses profissionais irão ajudar que essas situações de “explosão” possam diminuir.

    Leia Também:  Mentira patológica e a mentira no mundo contemporâneo

    Considerações finais sobre agressividade

    Para entender mais sobre esse assunto, é necessário ter uma boa base teórica, com excelentes professores e que tenha um grande reconhecimento. Então, temos um convite perfeito!

    Então, com o nosso curso de Psicanálise Clínica, você irá saber mais sobre as causas do agressividade. Com as nossas aulas e os melhores professores do mercado, você poderá atuar como psicanalista. Aliás, você vai ter acesso a um ótimo conteúdo que te ajudará a entrar na sua nova jornada de autoconhecimento. Então, se inscreva já e comece ainda hoje!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *