Como ter dois empregos e ser psicanalista?

Posted on Posted in Profissões e Psicanálise, Psicanálise

É bastante comum a ideia de alguém que possui duas ocupações ao mesmo tempo, dedicando-se a diferentes áreas em diferentes horários, causando até espanto em seus pares. Contudo, muitas pessoas sonham em ir além e se dedicar à carreira de psicanalista, mas têm receios de abandonar a profissão atual e investir em uma nova. Continue a leitura e veja como ter dois empregos.

É possível ter dois empregos totalmente diferentes?

Claro que sim. Felizmente, o ser humano não é criado com uma linha unilateral de pensamento. Devido à sua complexidade, se mostra capaz de executar diferentes atividades ao mesmo tempo e isto inclui empregos. Por necessidade ou vocação, muitas pessoas aderem a essa rotina de vida, dedicando-se duplamente a mais de uma jornada de trabalho.

Entretanto, ter dois empregos exige mais de você. Não terá apenas uma meta a cumprir, mas duas. Da mesma forma que se mostra complexo, tem de se tornar flexível para atender as disparidades das duas profissões. Pode ser algo muito vantajoso em muitos aspectos, mas qualquer deslizes pode pôr esse sistema pessoal abaixo.

Como conciliar as duas ocupações?

Se você pretende iniciar na Psicanálise, mas não quer sair do emprego atual, lembre-se de ser responsável. A atividade dupla consumirá uma boa parte do seu tempo e não pode ser negligente ao ambiente onde já está incluso e ao outro onde pretende se inserir. Aqui vão algumas dicas de como ter dois empregos e conciliá-los de forma saudável:

Seja muito responsável

Mostre, se possível, às outras pessoas que você está exercendo uma outra atividade. Elas entenderão isso para não interferir em seu horário de trabalho. Em cada uma, mostre comprometimento, dedicando-se ao início, meio e fim do expediente. Nada de fazer algo pela metade, pois se assim seguir, é melhor rever e trabalhar as suas metas.

Saúde

Nada de se matar para conciliar as carreiras. Isso se adequa na alimentação, onde lanches rápidos se fazem presentes para otimizar o tempo de trabalho. Além disso, tente ir de bicicleta a um dos dois empregos, já que ajuda no seu condicionamento físico. Se necessitar ir de ônibus, tente cochilar um pouco, já que pode ter o seu ciclo de sono perturbado em algum momento.

Tempo

Embora tenha uma rotina agitada por conta da profissão atual e da nova, tente otimizar o tempo que possui. Por exemplo, enquanto estuda em casa alguns princípios da psicanálise, pode ser o momento de pôr a roupa na máquina de lavar. Ou cozinhar o almoço do dia seguinte, o que também ajudaria a economizar dinheiro com lanches pouco nutritivos e locomoção para almoçar em restaurantes.

Ainda nesse argumento, mantenha-se à frente de urgências. Leve algum dinheiro extra no bolso. Por exemplo, isso ajudará você a pegar um transporte mais confortável caso queira cuidar de pendências e não queira perder tempo esperando ônibus.

Também é preciso parar

Ao seguir com uma jornada dupla de trabalho, você tem de entender os riscos que ela proporciona. É bastante comum o esgotamento físico e mental, caso o indivíduo não possua um planejamento de trabalho definido. Além de desgastá-lo e até incapacitá-lo, esse descontrole laboral pode afetar os seus relacionamentos, declinando-os.

Portanto, ao conciliar seu trabalho atual com o de psicanalista, saiba quando parar. Isso mantém próximo do objetivo e, principalmente, mantém a sua saúde estável. Nada tão ruim quanto ter um mesmo profissional atuando de forma desagradável nos dois ambientes em que se encontra.

Leia Também:  O que é Mitomania? Conceito e características

Riscos

Continuando os parágrafos acima, ter uma dupla jornada pode te trazer riscos se você não souber controlar a rotina. Isso põe em risco a sua saúde e tudo ao qual está envolvido. Em suma, seria um “toque de Midas” ao contrário, onde tudo que você toca entra em colapso. Veja algumas das consequências que podem acontecer em caso de negligência:

Fadiga

Um indivíduo que não está suportando a carga dupla de trabalho em pouco tempo mostra sinais dessa incapacidade. Um dos sinais mais claros é a fadiga. A altivez e vivacidade que possuía anteriormente dá lugar a uma figura cansada e abatida, lembrado um espectro da antiga pessoa que era. Isso também se mostra a porta para outras doenças mais sérias.

Estresse

Em determinado tempo, uma pessoa que é incapaz de manter jornada dupla fica sensível a qualquer coisa. Em geral, a resposta negativa é para afastar qualquer contato que esta possa indicar como empecilho. Essa postura, se contínua, acaba por macular a sua imagem como indivíduo e trabalhador, corrompendo seus relacionamentos pessoais e de trabalho.

Pensamento lento

Receber vários estímulos ao mesmo tempo acaba por comprometer a sua percepção do mundo. Isso ocorre quando você não está preparado adequadamente a manter dois trabalhos. Essa lentidão serve para a sua mente organizar cada ideia separadamente. Contudo, ao mesmo tempo em que serve para te acostumar, acaba por comprometer o seu ciclo de trabalho.

Instabilidade

Com o estresse, vem a oscilação de humor. Geralmente, tendemos a ser negativos e repulsivos. Mas ainda assim, podemos subir numa montanha russa emocional e sentir o gosto de suas oscilações. Essa ondulação corrompe gradativamente nosso senso de identidade e comportamento, acarretamento doenças sérias para nossa saúde.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Tempo

Esteja preparado para dedicar tempo para duas atribuições, mas também dedique tempo a você e seus relacionamentos. De nada adianta você dedicar aos empregos em detrimento das suas relações familiares. Seja um parceiro para seu cônjuge, um tutor para os seus filhos, amigo dos seus amigos. O tempo é curto,  não renovável e não pode ser pego de volta.

Não posso sair do meu trabalho atual

Tudo bem. Se não pode sair da sua fonte de renda inicial, mas quer investir na carreira de psicanalista, mantenha-se aberto aos estudos. De casa, é possível ter uma base simples a respeito das ideias de Freud e seus seguidores, montando o alicerce que precisará no futuro. Na internet, é possível encontrar artigos válidos e pertinentes aos assuntos dessa nova carreira.

Os vídeos tão são uma excelente fonte de saber. Por meio deles, você entende melhor como aplicar os conhecimentos que está adquirindo, de modo a entender melhor o seu papel antes de se aprofundar.

Como ganhar experiência?

Ainda nas etapas iniciais do seu planejamento, procure lugares onde o seu acesso possa ser livre. Um bom exemplo são as palestras ou seminários abertos ao público. Lá é possível se manter a par dos métodos e aplicações da terapia, construindo um bom portfólio pessoal a respeito da Psicanálise.

Considerações finais sobre como ter dois empregos

Saber como ter dois empregos pode ser fundamental à sua carreira. O planejamento necessário requer cuidados para não se desviar da rotina, mantendo o seu foco no objetivo, seja ele qual for. Além disso, você evita de acarretar as consequências da má administração desse estilo de vida.

Leia Também:  Polímata: significado, definição e exemplos

Ao se perguntar “como ter dois empregos?”, leve em conta o que pode fazer. Nada de exageros e muito menos sacrifícios ordinários. O mundo não agradecerá pelo profissional que virá a se tornar e, além disso, sua saúde e entes queridos também precisam de você, assim como você mesmo precisar se dar atenção.

Caso deseje se tornar um psicanalista e esteja se preguntando como ter 2 empregos, também não deixe de entrar em contato conosco. Nosso planejamento de estudos é favorável a qualquer horário que você tenha disponível, já que o curso de Psicanálise Clínica EAD é 100% online. Deste modo, você estuda quando e onde puder, sem comprometer o restante da sua rotina. O preço acessível e os professores qualificados são excelentes razões para se matricular!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × um =