de repente 40

De Repente 40: entenda essa fase da vida

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise

Quando você faz 40 anos, assim como outras fases da vida, você pode acabar tendo a impressão de que a sua vida está diferente. Isso se comparada às realizações de amigos e outras pessoas da sua idade. Nessa conjuntura, é importante saber o que de fato é importante ter realizado até essa época da sua vida e o que é uma expectativa irreal. Assim, produzimos um texto para te ajudar a refletir sobre esta fase tão valiosa que é o “de repente 40“!

De repente 40! Mas… as pessoas de 40 anos estão fazendo coisas tão diferentes

Com 40 anos, as pessoas podem ter realizado uma imensidão de coisas. Entre elas, encontramos realizações como as apontadas a seguir:

  • casar,
  • ter filhos,
  • viajar para fora do país,
  • fazer faculdade,
  • solidificar a carreira
  • fazer pós-graduação,
  • aprender/aperfeiçoar diversas habilidades.

No entanto, é muito difícil que uma pessoa tenha a oportunidade de vivenciar todas as experiências acima antes de completar 40 anos. Geralmente quem se dedica a parte delas, acaba deixando outras de lado. Assim, é muito difícil encontrar um conjunto de pessoas que tenha conquistado exatamente as mesmas coisas. Ao passo que isso pode ser positivo, muitas pessoas podem sentir vontade de se comparar com outras.

Quando nós olhamos para nossas próprias conquistas, é possível que elas nos pareçam boas a princípio. É quando olhamos para o outro e nos preocupamos com o que ele conquistou que temos um problema. Um lema bastante conhecido é “a comparação é uma ladra de contentamento”. Você perde a alegria e o orgulho do que tem quando deixa de olhar para si.

O Super Bowl 2020 e a “cobrança J.Lo”

Vamos dar um exemplo muito prático de como nós podemos nos cobrar demais quando chegamos ao “de repente 40”. O Super Bowl é o nome que se dá à final da NFL, ou seja, a liga de futebol americano dos Estados Unidos. Neste evento, é muito comum trazer personalidades famosas para se apresentar em alguns momentos da programação. Os mais importantes são a hora do hino nacional e a apresentação musical que ocorre no intervalo.

Enquanto a performance do hino ficou com a cantora Demi Lovato dessa vez, Jennifer Lopez e Shakira foram as responsáveis por se apresentar no intervalo. A partir da apresentação de Lopez, muitas mulheres de 40 e 50 anos ficaram desesperadas ao se comparar com o estado físico da artista. Com 50 anos, Jennifer está com um corpo desenhado e super em forma. Shakira, com 43, também impressionou mulheres do mundo inteiro. 

Vamos voltar a discussão que surge no momento do “de repente 40”. Se essas mulheres de 40 e 50 anos não tivessem assistido à apresentação do Super Bowl, provavelmente não teriam sido tão afetadas pelo desejo de se comparar. Temos aqui um exemplo clássico do que ocorre quando decidimos desviar o olhar de nós mesmos para ver o outro. A alegria é roubada e os seus 40 anos param de fazer sentido.

O perigo de amoldar-se a padrões

Tendo em vista a discussão acima, gostaríamos de comentar mais um pouco sobre o perigo de se amoldar a diferentes padrões. Nesse contexto, veja que agradar a todo tipo de expectativa é impossível. O nosso corpo, por exemplo, tem a tendência natural de envelhecer. Ainda que uns envelheçam mais rápido do que os demais, todos que não morrerem antes de chegar à velhice terão o corpo de uma pessoa idosa. 

Leia Também:  Frases de saudade: 20 citações que traduzem o sentimento

Contudo, é importante notar que muitas pessoas que têm dinheiro adquirem a ilusão de que envelhecerão mais tarde. Elas fazem isso por meio de intervenções médicas, como é o caso das cirurgias plásticas. No entanto, por mais que modifiquem os próprios corpos, jamais uma pessoa idosa conseguirá se passar por alguém jovem demais. Contudo, momentaneamente, pessoas que não tem acesso aos mesmos subterfúgios acreditam nessa mentira.

Assim, por crer que é possível vencer o tempo e combater a velhice, muitas pessoas investem o dinheiro que não tem nessa crença. O problema é que isso traz mais dor e frustração do que você gostaria para seus 40 anos de idade. Apesar de não acreditarmos em nenhuma conquista que toda pessoa “quarentona” tem que ter, esperamos que nessa fase da vida você seja mais maduro do que antes. Nesse contexto, acreditar em mentirar é coisa de principiante.

A importância do autoconhecimento quando refletir sobre o “de repente 40!”

Considerando tudo o que já dissemos mais acima, gostaríamos de enfatizar a importância de conhecer a si mesmo nessa fase. Quando o “de repente 40” chegar, é imprescindível que você esteja focado em conhecer a si mesmo. Isso implica em saber o que você gosta, não gosta e o que é importante para você. Por outro lado, a autoconsciência te ajuda a refletir na lógica dos seus pensamentos. Essa habilidade pode ser útil para evitar fazer muitas besteiras.

6 Dicas para conquistar autoconhecimento se já tiver 40 anos

Faça terapia

Uma ótima oportunidade para conhecer a si mesmo é fazendo terapia. Se você não consegue fazer o necessário para ter um pleno conhecimento de quem é sozinho, um terapeuta é o profissional mais adequado para te ajudar. Trata-se de alguém que não te conhece pessoalmente, o que significa que suas ponderações sempre serão neutras. A parcialidade, nesse momento pode ser muito prejudicial. 

Veja bem: um filho que é constantemente criticado pelos pais terá muita dificuldade em ser analisado por eles.

Experimente coisas novas

Para conhecer mais sobre o que gosta ou não, é interessante experimentar vivências inovadoras. Muitas pessoas acabam se privando de viver coisas que lhes fariam felizes por causa de crenças limitantes externas. Com 40 anos, você tem a independência e maturidade para escolher embarcar nas aventuras que quiser.

Se tiver filhos, reflita sobre o quanto eles já são independentes

Várias pessoas costumam ter filhos por volta dos 20 anos. Se este for o seu caso, quando você chegar no “de repente 40”, seus filhos chegarão nos “de repente 20”! Assim, eles terão mais ou menos o mesmo tipo de desenvoltura que você tinha na época em que eles nasceram. Diante disso, é importante deixá-los ter mais liberdade para que você volte a voar mais livre também.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Por outro lado, com o avanço do planejamento familiar, há também quem prefira deixar para ter filhos bem mais tarde. Assim, se os seus filhos não são tão independentes ainda, esforce-se para permanecer presente. No caso de não ter filhos, mas ter a vontade, é hora de considerar uma gravidez ou até uma adoção. Essa escolha também faz parte da arte de conhecer a si mesmo.

Preste atenção em seu companheiro ou companheira de vida

Em seu “de repente 40”, você está sozinho ou acompanhado? Neste momento, existe a possibilidade de que você esteja um pouco cansado do voo solo. Assim sendo, conhecer a si mesmo vai ajudar a estabelecer critérios para o relacionamento que espera nessa fase da sua vida. O mesmo vale para quem está em um relacionamento firme, como o casamento.

Leia Também:  Teste de Rorschach: o que é, como funciona, como se aplica?

Nunca é tarde para reinventar a dinâmica do casal com base no autoconhecimento que ambos conquistam.

Pense em tudo o que ainda está por fazer

Além de tudo isso que mencionamos, lembre-se que nunca é tarde demais para sonhar. Assim, se você tinha um sonho que gostaria de ter realizado antes, não significa que você não pode realizá-lo agora. Na verdade, agora que você tem maturidade e a certeza do que deseja fazer, talvez o melhor momento seja o presente.

Planeje

Caso o que dissemos acima faça sentido para você, não perca tempo e comece a planejar como você irá realizar seus sonhos. Coloque todos os gastos e decisões na ponta do papel, converse com quem precisa e siga o planejamento à risca. Você não terá mais os seus 40 anos de novo e vai se arrepender de não ter desfrutado o ápice da sua maturidade e vida adulta abundantemente. 

Considerações finais sobre a fase do “de repente 40”

No texto de hoje, você viu que o “de repente 40” pode ser extremamente animador! No que diz respeito ao autoconhecimento, lembre-se que a terapia é uma aliada muito especial. Para aprender como ela pode te ajudar, tome duas decisões. A primeira, é assinar a nossa newsletter para continuar recebendo todos os conteúdos que postamos em primeira mão. Por fim, matricule-se em nosso curso de Psicanálise Clínica online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × cinco =