diferença entre depressão e tristeza

Diferença entre Tristeza e Depressão

Posted on Posted in Transtornos e Doenças

A tristeza é uma reação natural, por perdas, decepções e outras situações da vida. Diferente da depressão, a qual é uma condição patológica que, dentre os seus principais sintomas, está a tristeza profunda. Então, para você entender a diferença entre tristeza e depressão, primeiramente, deve analisar duração do sentimento, intensidade e suas causas de cada caso em específico.

Dentre os fatores a serem analisados para a conclusão de tristeza ou depressão é se a condição está atrapalhando o cotidiano da pessoa. Possivelmente, se consegue desenvolver, embora muito triste, suas atividades normalmente, não há que se falar em depressão. Por algum motivo a pessoa está triste e, em breve, se restabelecerá.

O que é Tristeza? | Diferença entre tristeza e depressão

A tristeza tem um motivo, ou seja, se a pessoa está triste sabe a razão, sendo que este motivo é passageiro. Quando triste, a pessoa sente como um aperto no peito, com choros involuntários, mantendo pensamentos repetitivos, durante certo tempo, horas ou dias, sobre o motivo que o entristeceu.

Mesmo que esteja triste e tenha comprometida certas ações cotidianas, a pessoa consegue realizá-las, sem que a tristeza chegue a prejudicar sua vida. O sentimento de tristeza é temporário, e logo a motivação costumeira retorna.

Em suma, se você já esteve muito triste, mas, ao decorrer das horas ou dias, conseguiu se restabelecer, e isso não impactou de maneira negativa sua vida, não estamos falando de depressão, mas sim tristeza. Daí a importância de entender a diferença entre tristeza e depressão.

O que é Depressão | Qual diferença entre depressão e tristeza?

A depressão é um transtorno psiquiátrico, e deve ser analisada com maior cuidado, possuindo sintomas e características mais sérias para saúde do que da tristeza.

Ainda, a depressão interfere negativamente na vida cotidiana, principalmente na produtividade da pessoa, passando a ter dificuldade em situações como:

  • trabalhar;
  • estudar;
  • comer;
  • dormir;
  • ter lazer.

Além da produtividade propriamente dita, a pessoa não sente nenhum prazer, em nada, como se nada lhe trouxesse satisfação pessoal. A depressão é uma patologia mental, assim, o depressivo não pode ser visto somente como uma pessoa triste. Na depressão, dentre os fatores, há uma tristeza “infinita”, que causa, por exemplo, ansiedade, falta de esperança e angústia.

Duração, intensidade e causa | Entenda a diferença entre tristeza e depressão

Primeiramente, para entender a diferença entre tristeza e depressão, saiba que tristeza é um passageiro estado mental, a depressão é um transtorno mental. A partir deste ponto, deve analisar os sintomas sob três aspectos: duração, intensidade e causa.

Sobremodo, a tristeza ocorre por mágoa, decepção, luto e pode até mesmo ser considerada algo saudável, pois a pessoa consegue mensurar seus sentimentos quanto a sofrimento e alegria. Estar triste é normal e faz parte da vida de todos.

Ao contrário, a depressão causa adoecimento, e pode durar anos, se não for tratada corretamente. O depressivo tem uma tristeza quase que intrínseca, sem motivos e duradoura, sob a qual não consegue lidar, prejudicando toda sua vida, nos mais variáveis contextos.

diferença entre tristeza e depressão
Diferença entre tristeza e depressão

Principais sintomas da depressão

As pessoas que sofrem de depressão podem se sentir inúteis ou sem esperança. Além disso, muitos se sente culpados por tudo que dá de errado, tanto em sua vida quanto das pessoas que convive, é uma culpa irracional. Algumas pessoas podem experimentar a depressão como raiva ou irritabilidade.

A principal diferença entre tristeza e depressão é que nesta última há uma tristeza profunda e sem motivação. Ainda que alguma coisa sensacional aconteça, como, por exemplo, passar em uma entrevista de emprego, ou até ganhar na loteria, a pessoa continuará triste. Por isso, muitas vezes, é difícil para as pessoas de fora entenderem os sintomas desta doença.

Em suma, os sintomas mais característicos de quem está com depressão, são:

  • cansaço e sem energia todos os dias;
  • a pessoa se sente inútil e culpado de maneira irracional;
  • é desesperado e pessimista a todo momento.
  • tem dificuldade de concentração e de tomar decisões;
  • não há equilíbrio no sono, ou não consegue dormir, ou dorme demais;
  • desinteresse por atividades rotineiras, até as prazerosas;
  • assim como desequilíbrio do sono, também tem seu peso desregulado, ou emagrece, ou engorda demais;
  • inquietação e irritabilidade;
  • dores de cabeça;
  • sentimento de “vazio”.
Leia Também:  Crises de Ansiedade: tipos, sintomas e tratamentos

Sintomas físicos comuns na depressão

Também são comuns sintomas físicos como dores nas articulações, nas costas, problemas digestivos e alterações do apetite. Isso acontece porque as substâncias químicas do cérebro, especificamente serotonina e a norepinefrina, desempenham um papel tanto no humor quanto na dor.

Ainda mais, alguns depressivos têm dificuldades de se concentrar ou tomar decisões. A maioria das pessoas perde o interesse em coisas que costumavam gostar e pode se isolar dos outros.

Além disso, há também sinais físicos de depressão, como problemas de sono, apetite e energia e dores inexplicáveis. Alguns podem ter pensamentos difíceis sobre a morte ou o fim da vida (suicídio).

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Qual tratamento para depressão?

    Primeiramente, é importante que todos entendam que a depressão é uma doença real e que deve ter um tratamento adequado. Para tanto, importante buscar ajuda de profissionais da saúde mental, sendo eles psiquiatras, psicológicos, psicoterapeutas, psicanalistas.

    Pois, além do uso de medicamentos antidepressivos, é essencial que o depressivo tenha tratamento por sessões terapêuticas. Vale enfatizar que a medicação vai melhorar os sintomas mais graves, mas a causa será somente encontrada através da terapia.

    Comumente os pacientes passam a usar medicamentos e, ao se sentirem melhor, acabam por “fugir” da terapia. E como se não bastasse, posteriormente encerram, por conta própria, o uso dos medicamentos, pois “sentem-se bem”. Entenda que este é o pior caminho e o sofrimento da depressão, dessa maneira, nunca irá ter fim.

    Entenda a diferença entre tristeza e depressão e busque ajuda profissional

    Portanto, é importantíssimo que se entenda a diferença de tristeza e depressão para que, assim, se possa buscar o tratamento adequado quando se tratar de um caso patológico.

    Então, você está passando por isso ou conhece alguém? Se tiver qualquer dúvida, deixe seu comentário logo abaixo, vamos conversar sobre o assunto. Iremos lhe ajudar e, em simultâneo, estaremos ajudando outras pessoas que nos acompanhem. Ainda, diante da particularidade do assunto, se quer entender mais a fundo como funciona a mente humana, conheça nosso Curso de Formação em Psicanálise.

    Por fim, se gostou deste artigo, curta e compartilhe em nossas redes sociais, isso nos ajudará a continuar sempre produzindo conteúdos de qualidade.

    One thought on “Diferença entre Tristeza e Depressão

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.