distorção cognitiva

Distorção cognitiva: o que é, como e por que ocorre?

Posted on Posted in Psicanálise, Transtornos e Doenças

Compreender de forma equivocada uma mensagem pode ser tão ruim quanto não receber a mensagem e ficar no vazio. De maneira não proposital, é isso o que acontece a muitas pessoas, que acabam confundindo o real sentido das informações recebidas. Vamos entender melhor o que é distorção cognitiva e como tratá-la.

O que é distorção cognitiva?

Distorção cognitiva se trata de uma maneira equivocada e até errada de lidar com uma informação. Basicamente, uma pessoa interpreta de forma errada tudo aquilo que acontece ao redor dela. Consequentemente, isso acaba por gerar diversas consequências negativas, não apenas para ela, mas aos demais também.

Indivíduos com esse tipo de disfunção são mais comuns do que pensamos e isso advém de vários problemas. Por exemplo, pessoas que sofrem com variados níveis de depressão oriunda de diversas causas. Elas acabam por viverem em uma realidade onde muitos elementos fogem completamente do seu real sentido.

Deixamos claro que todos nós estamos propensos a apresentar algum tipo de distorção em qualquer momento de nossas vidas. Por causa disso que precisamos saber identificar isso e analisar para que nossas mentes fiquem menos nebulosas. Desse modo, faremos mais ações abraçadas ao real e que sejam construtivas ao nosso caminho.

O poder da distorção

É preciso ter clareza quanto ao potencial nocivo que a distorção cognitiva pode ter em nossas vidas. Note que não se trata apenas de nós mesmos, mas também de como nos relacionamos com os demais. Ou seja, quando interpretamos uma informação de maneira equivocada, os prejuízos podem ser maiores do que pensamos atingindo os demais.

Uma das sequelas mais comuns das distorções é o afastamento social que um indivíduo empurra a si mesmo. Aqui a ideia de que não é querido pelos demais o move para a construção de uma bolha. Contudo, os outros é que vão sentir o afastamento e, em alguns casos, podem corresponder a isso por não entenderem o que acontece.

De um modo geral, esse tipo de manipulação fica envolvida em muitos contextos e impacta na construção pessoal do indivíduo. Assim, a má interpretação pode vir em simples equívocos ou problemas graves, como um transtorno alimentar.

Efeitos das distorções

É preciso ter em mente que o cérebro é nossa central de processamento e alimenta pensamentos sobre tudo o que vivemos. O ser humano de um modo geral pensa sobre sua realidade momentânea, mas também revive o passado e anseia pelo futuro. A sua mente não funciona de forma unilateral e por isso pode encontrar dificuldades quanto a isso.

Embora isso possa parecer algo vantajoso, é preciso ter em mente que pode se tornar uma porta ao sofrimento. Em alguns casos, as pessoas alimentam uma perspectiva negativa sobre si mesmas e tudo aquilo que viveram anteriormente.

Muitas pessoas defendem que isso não seria tão nocivo se afetasse apenas os nossos pensamentos. As ideias que temos se ligam diretamente com as nossas emoções e comportamentos no cotidiano. Dessa forma, a distorção cognitiva leva alguém a se ver de maneira negativa e bem desagradável.

Consequências

A distorção cognitiva serve de alimento para que impressões equivalentes se formem na vida do indivíduo. Infelizmente, isso acaba por fazer parte da sua imagem, influenciando diretamente o seu comportamento em qualquer ambiente. Por exemplo, podemos citar:

Ansiedade

A ansiedade é uma distorção cognitiva por si só pelo fato de mudar a impressão que temos sobre o futuro. Em geral, sempre caminha a um direcionamento negativo a respeito dos acontecimentos que podem surgir pelo caminho. Traído pela própria mente, o ansioso imaginará os piores cenários que podem acontecer em sua vida.

Leia Também:  Recalcar: significado no dicionário e na psicanálise

Sentimentos de tristeza

Não necessariamente ligados à depressão, os sentimentos de tristeza surgem pela percepção negativa que a pessoa tem da própria vida. Ela começa a deturpar as conquistas que realizou e superestimar os fatos negativos de sua jornada. Por conta da melancolia excessiva, se mostrará mais pessimista e consequentemente triste pela vida que leva.

Frustração

É fácil que o seu planejamento dê errado por causa da idealização excessiva sobre as pessoas e suas atividades. A exemplo, um relacionamento que não deu certo pelo outro não corresponder ao que imaginava dele. Ou mesmo planos que não deram certo ou não aconteceram da maneira que desejava.

O ambiente também adoece

Observando os casos de distorção cognitiva, o ambiente onde uma pessoas está inserida influencia diretamente na percepção errônea dela. Se ela tem apenas interações negativas no mesmo local frequentemente, pensará de acordo mesmo estando longe dele. Aqui se instala um reflexo automático e imposto a si mesmo, destrutivo em qualquer momento.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Entenda a maneira como interage com o ambiente em que vive e produz as suas atividades. Perceba como ele tem influenciado e se isso leva você a tomar uma postura mais negativa no cotidiano. Seguindo o dito popular, “ninguém se cura no mesmo ambiente em que adoece, então se retire”.

Exemplos

Há vários exemplos em que podemos identificar a distorção cognitiva em nosso comportamento. Cabe ressaltar que um profissional deve fazer um diagnóstico para que se possa confirmar a existência do problema. Entretanto, fica válido prestar atenção em alguns sinais, como:

Generalização

Trata-se da ideia de que se um evento aconteceu uma vez, certamente se repetirá em outras. A exemplo, citamos as pessoas que terminam um relacionamento e têm uma impressão errada sobre. Neste caso, pensam que se alguém terminou com ele dificilmente achará alguém que o queira ou que ficará só eternamente.

Personalização

A personalização aponta para as pessoas que se responsabilizam pelos eventos de que participou e que também não têm envolvimento algum. Por exemplo, uma criança que tira nota ruim e os pais acreditam que fracassaram na educação dela.

Estar sempre certo

Aqui o indivíduo pensa que sempre está certo, mesmo que não tenha qualquer evidência disso. Isso pode ser visto na:

Adivinhação dos pensamentos

Na adivinhação, distorção cognitiva se mostra em acreditar que pode adivinhar o que os outros pensam, bem como suas motivações. Isso fica visto em frases como “Eles sentem raiva de mim”, “Querem é me incomodar, isso, sim” ou “Está contigo apenas por interesse”.

Adivinhação do futuro

Neste ponto entra a esperança de que as coisas não deem certo, evitando qualquer expectativa positiva. “Tenho certeza que isso não dará certo”.

Distorção cognitiva: tratamento

O tratamento para a distorção cognitiva começa pela própria atitude da pessoa em buscar equilíbrio. Em vez de pensar em tirar uma nota boa, por exemplo, ela pode ser mais realista quanto a isso. Neste caso, pensar sobre os esforços realizados no estudo e mudanças pequenas com o objetivo de melhorar a nota aos poucos.

De um modo mais clínico, o atendimento psicológico encontra excelentes avanços com o uso da TCC. Por meio dela terá a clareza que precisa para identificar esse padrões destrutivos. Em seguida, o profissional vai ajudar o paciente a formular ações mais positivas para encontrar novas hipóteses.

Leia Também:  Conceitos da Psicanálise: Conheça os 8 principais

Através da TCC é perfeitamente possível modificar esses padrões danosos e diminuir o seu sofrimento. Mesmo pessoas com problemas mais sérios, como ansiedade e depressão, podem encontrar saída aqui. Ao fim, os resultados positivos ajudarão o paciente em questão a recondicionar adequadamente a sua jornada e viver bem nela.

Considerações finais sobre distorção cognitiva

Podemos indicar que a distorção cognitiva se trata, em parte, da falta de diálogo com nós mesmos. A criação de impressões equivocadas é alimentada por uma falta de conhecimento em relação à nossa própria natureza. Ou seja, quanto mais nos distanciamos de nossa própria essência, mais confusa a vida fica.

Nisso, se conhecer é a primeira porta para trabalhar o problema, já que o autoconhecimento nos faz questionar as nossas motivações. Dentre todos os pensamentos que tem alimentado, com quais se identifica, quais são reais e quais te fazem mal? No fim, encontre alternativas que tenham algum embasamento e procure sentido no que for benéfico a você.

Uma forma direta de lidar com a distorção cognitiva e rever seus danos é o nosso curso 100% online de Psicanálise. Por meio do curso, você conseguirá construir um autoconhecimento sadio e encontrar as peças que atrapalham seu caminho e impedem seu desenvolvimento. A descoberta do seu potencial será um achado valioso em seu caminho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 − 5 =