o que é etnografia

Etnografia: significado e princípios da técnica

Posted on Posted in Psicanálise e Cultura

A etnografia está presente nos campos de aplicações da antropologia, com enfoque no estudo social, cultural e político. Desse modo, seu significado se designa como uma ciência que especifica populações no que se refere à raça, costumes, índole, religião, práticas, hábitos e língua.

Nessa perspectiva, a etnografia além de um significado, possui princípios de sua técnica, seguindo um método utilizado pela antropologia para colocá-la em prática e desenvolver seus objetivos para o resultado.

O que é etnografia?

No que diz respeito à origem do termo etnografia, pode-se alinhá-lo à derivação grega. O prefixo “etno” vem da palavra “etnho”, que corresponde a povo ou nação. Já o sufixo “grafia” vem da palavra graphein, que é relativo ao ato de escrever.

Em vista disso, adentrando ao campo etimológico, a etnografia confere à ideia de escrita (ou, também, descrição) de costumes e hábitos de um povo ou uma nação. Para mais, o estudo da etnografia é realizado por um profissional do campo da antropologia social, designado como etnógrafo.

Dessa forma, o etnógrafo é um pesquisador que confere-se como próprio instrumento da realização de seu trabalho. Isto é, para que haja a pesquisa etnográfica, o próprio pesquisador precisa colocar-se à frente da coleta de dados para que haja a descrição das características da população estudada.

Portanto, em síntese, a etnografia significa observação e coleta de dados para o levantamento das particularidades de cada povo, relativo aos seus costumes. Além do mais, outros campos de estudo dessa ciência são:

  • Língua;
  • Raça;
  • Índole;
  • Religião;
  • Hábitos;
  • Etnia.

etnografia esquema

O que é o estudo etnográfico?

O estudo etnográfico se dá por meio de pesquisas em uma área social, e o processo dessas pesquisas é relativo a um determinado núcleo ou grupo desta mesma área. Como referência, pode-se pensar, por exemplo, um levantamento de dados ocorridos em certa aldeia indígena.

No caso desse exemplo citado, o pesquisador etnográfico, com o seu propósito de estudo, busca realizar observações e coletar dados daquela aldeia. Nesse sentido, o estudo etnográfico acontece por meio dessas atividades citadas anteriormente para, seguidamente, definir as características buscadas.

O método etnográfico

O método do estudo da etnografia é distinto dos diversos modos de pesquisa qualitativa, ou seja, como supracitado, além de um significado, ela possui princípios de técnica.

Diante disso, há aspectos que englobam o método da pesquisa etnográfica, sendo eles os citados logo abaixo:

  • Indutivo: relativo à acumulação descritiva dos detalhes;
  • Holístico: relativo a um retrato detalhado do povo em estudo;
  • Multifatorial: relativo à condução de uso de técnicas para a coleta de dados;
  • Pesquisa de campo: relativo a onde tudo acontece, ou seja, o local respectivo em que esse povo convive e socializa.

As técnicas etnográficas

As técnicas de pesquisa da etnografia possuem princípios que coexistem com o método. Antes de tudo, é fundamental ressaltar que metodologia e técnica não são a mesma coisa.

No que diz respeito à metodologia, podemos conceituá-la como uma explicação detalhada, isto é, regrada em minúcias, e exata do conglomerado de técnicas utilizadas na pesquisa. Já no que tange ao conceito de técnica, podemos entendê-la como as estratégias práticas que são adotadas durante o processo da pesquisa, como o levantamento de dados.

Posto isso, as técnicas etnográficas são voltadas a questionários, entrevistas individuais ou coletivas da população objeto de pesquisa, observação, formulários e discussão em grupo. Portanto, como dito anteriormente, o pesquisador etnográfico é a própria ferramenta de captação dos dados do campo etnográfico.

Assim sendo, as técnicas e os métodos andam conjunta e ativamente na execução da etnografia. Além disso, é importante apontar que tais instrumentos de pesquisa não se limitam apenas às práticas do mundo real, uma vez que atualmente vem crescendo a etnografia digital.

A etnografia de Malinowski

Bronislaw Kasper Malinowski foi um estudioso muito importante para o campo da antropologia social. O polaco propôs um método diferente à etnografia, tal método corresponde a uma observação aprofundada da vida nativa que está sendo pesquisada.

Nesse sentido, tal aprofundamento aconteceria de modo que o pesquisador etnográfico pudesse compreender todas as nuances da organização social de tal vida nativa. Por essa razão, Malinowski inaugura um processo de pesquisa em que há uma grande troca entre a observação participante e as descrições do objeto etnográfico.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Além do mais, foi este estudioso que salientou a importância de registrar os dados coletados em um diário de campo, sendo, portanto, reconhecido por sua inaugural sistematização metodológica.

    Leia Também:  A Vastidão da Noite: resumo e lições do filme

    A etnografia urbana

    A etnografia urbana diz respeito a observações sistemáticas dos ambientes que são relativos à cidade. Desse modo, quando falamos em etnografia urbana, pensamos em, por exemplo, bairros, ruas ou avenidas como campos de pesquisa para a coleta de dados.

    Essa coleta de dados, por sua vez, pode se referir a similaridades que os indivíduos daquele local partilham, bem como hábitos, costumes e informações costumeiras. Logo, um pesquisador de etnografia urbana geralmente, durante a pesquisa, passa boa parte do tempo observando o movimento do campo urbano e o posicionamento das pessoas perante este meio.

    A etnografia digital

    A partir dos anos de 1990, começou a surgir a etnografia digital, que também pode ser conhecida como netnografia, webnografia e ciberantropologia. Nesse contexto, ela se confere como um avanço da pesquisa qualitativa da etnografia tradicional.

    A técnica de pesquisa da etnografia digital consiste em observação e interação, por intermédio da pesquisa qualitativa. Para mais, ela tem como foco o registro das variantes do comportamento interpessoal nas redes on-line.

    No que se refere às abordagens de pesquisa, elas são a medição e o entendimento, e partindo de uma combinação entre ambas, ela aponta as condutas de navegação virtual de um agrupamento de usuários. Após o registro de conduta desses grupos pré-selecionados do ambiente digital, há a aplicação de perguntas elaboradas pelos bate-papos. Essas perguntas são moderadas pelo pesquisador.

    Em síntese, a etnografia digital é importante, pois proporciona uma troca entre os usuários da internet com os anúncios de grandes empresas, por exemplo. Os internautas ao responderem questionários de marcas, são direcionados a perfis específicos às suas preferências.

    etnografia resumido

    Desse modo, o etnógrafo digital fica responsável por observar as práticas e vivências de seus grupos internautas selecionados, percebendo padrões e diferenças entre cada usuário, a fim de levantar dados. Ao final desse processo, fica mais fácil saber quais são os desejos do público e em que a marca em questão, por exemplo, pode melhorar ou o que pode desenvolver.

    Em suma, podemos apreender a partir dessas informações que a etnografia é campo social antropológico extremamente importante para o entendimento de grupos, coletivos, usuários etc.

    Sendo assim, ainda que não seja possível perceber de maneira clara, os etnógrafos estão presentes em quase todos os âmbitos com movimentações humanas. Desse modo, eles contribuem com os estudos da sociedade e do sujeito em coletivo, para que haja o registro de similaridades, costumes, preferências, hábitos, dentre outros.

    Ademais, se gostou deste artigo, curta e compartilhe em suas redes sociais. Isso nos incentiva a produzir ainda mais conteúdos de qualidade para nossos leitores.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.