medo de sentir prazer

Hedonofobia: entenda o medo de sentir prazer

Posted on Posted in Fobias

De maneira um tanto quanto não casual e, também, diferente, há um certo tipo de fobia que assola a vida de alguns indivíduos: a hedonofobia. Este tipo de fobia consiste em ter medo de sentir prazer.

Ainda que pouco discutida na psiquiatria, essa fobia pode ser encontrada na vida de diversas pessoas. Logo abaixo, discutiremos acerca desse mal, entenderemos suas possíveis condições, contextos, sintomas e consequências.

O que são fobias?

Antes de tudo, é importante discorrer sobre o conceito de fobia. As fobias são consideradas medos comuns em estado de pioramento, ou seja, é uma condição de um medo banal, comum a todos os seres humanos, só que ocorrido de maneira extrema.

Desse modo, um indivíduo refém de alguma fobia passa a sentir medos constantes, porém de forma extrema e injustificada, sentindo-se continuamente em estado de perigo e alerta. Por essa razão, as fobias chegam a limitar a vida da pessoa que a enfrenta, sendo, então, considerada um transtorno psiquiátrico.

Esse transtorno, por conseguinte, deve ser diagnosticado e tratado com ajuda de profissionais, como psiquiatras, psicólogos e/ou psicanalistas, para que a pessoa não desenvolva ainda mais obstáculos diariamente. Logo, é preciso dar atenção aos indícios e sintomas que são apresentados pelas fobias para, então, avançar em uma melhor qualidade de vida.

Hedonofobia Freud

O que é hedonofobia?

A hedonofobia é considerada um medo exagerado de sentir prazer. Sim, pessoas hedonofóbicas são aquelas que apresentam pavor, perturbação e aversão a sensações prazerosas. Desse modo, uma pessoa vítima da hedonofobia possui um medo excessivo de obter prazer no seu dia a dia.

Tendo isso em mente, o que configura a hedonofobia na vida de alguém é a forma com que ela se posiciona perante a situações de satisfação e frenesi. Nesse sentido, indivíduos portadores desse tipo de fobia tendem a escapar de ambientes e cenários favoráveis de deleite e gozo.

Além disso, sujeitos hedonofóbicos tendem a não reconhecer este tipo de condição em que se encontram, partindo, então, a agirem de forma ansiosa e incompreendida acerca de seu estado. Isso, por sua vez, ocorre por alguns fatores, sendo um dos principais o fato de ser muito pouco ou quase nada discutido na literatura e na internet essa fobia.

Os indivíduos que possuem hedonofobia estão com constante medo de encontrarem-se em circunstâncias de júbilo como, por exemplo, sentir prazer em um encontro ou com alguma conquista. Posteriormente, explicaremos quais são as possíveis causas desse transtorno psiquiátrico.

Causas do medo de sentir prazer

Psiquiatras que fazem estudos e pesquisas acerca deste tipo de condição mental, a hedonofobia, discorrem sobre as possíveis razões pelas quais essa fobia pode ser desenvolvida na vida de alguém. Por esse ângulo, a principal raiz do desenvolvimento do medo de sentir prazer é, em sua maioria, um trauma ligado ao passado.

Este trauma, por sua vez, está relacionado à posição de, por exemplo, ter conquistado algo e, logo em seguida, passado pelo estresse da humilhação de o ter perdido. Isto é, em termos gerais, pessoas com fobia de prazer possivelmente podem ter enfrentado situações ruins logo após terem experimentado algum tipo de deleite.

Na maioria das vezes, essas situações ocorrem durante a infância, período cujos episódios positivos e/ou negativos têm grande poder sobre o desenvolvimento do indivíduo. Nesse contexto, essa fobia pode ser desenvolvida, também, justamente pelo fato de crianças não conseguirem apreender e identificar esses episódios.

Incidentes de humilhação, estresse, ira, desapontamento, frustração e perda podem desencadear a hedonofobia, quando ocorridos logo após um acontecimento positivo e prazeroso. É nesse seguimento que o medo de sentir prazer ou a aversão a sensações de gozo surge.

Consequências da Fobia do prazer

As intolerâncias a eventos prazerosos, sentimentos de estímulos positivos e sensações de júbilo podem desencadear um estilo de vida obscuro e complexo. Isso pelo fato de pessoas que apresentam fobia do prazer são, majoritariamente, propensas a criar limitações em seu cotidiano.

Em vista disso, passa a se tornar comum e corriqueiro o ato de evitar fazer coisas que estimulam a serotonina e a endorfina como, por exemplo, se dar a pequenos luxos após um dia corrido e difícil. Além disso, situações como as seguintes se tornam habituais:

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    • Evitar se presentear ou sentir pavor à ideia de ser presentado por alguém;
    • Evitar recompensas e atos agradáveis após uma situação turbulenta;
    • Possuir uma severidade excessiva consigo mesmo;
    • Autodepreciar-se e/ou rejeitar flexibilidade com sua própria pessoa.
    Leia Também:  Fobia de Escuro (Nictofobia): sintomas e tratamentos

    Nesse sentido, as pessoas que possuem medo de sentir prazer tendem a ser um tanto quanto difíceis de lidar, não só com outras pessoas como consigo mesmas. Logo, seu superego é complexo e circundado por limitações e restrições, bem como punições.

    Esses quadros de limitação, restrição e punição podem ter origem de algum evento traumático do passado, como por exemplo, o fato de o indivíduo ter sido severamente punido após um momento alegre e prazeroso. Por esse motivo, há a repetição desse padrão ao longo dos anos, até o momento em que se torna difícil conviver com esses quadros.

    Hedonofobia resumido

    Culpa por sentir prazer

    A culpa por sentir prazer involuntariamente também é frequente. Isso se dá pelo fato de que o prazer é um estímulo natural do ser humano, sendo muitas vezes impossível de ser controlado ou evitado. Por essa razão, quando uma pessoa hedonofóbica vem a passar por um estado prazeroso, logo em seguida recai sobre ela o sentimento de culpa.

    Dessa maneira, a culpa é apresentada no sujeito até mesmo como uma punição indireta a essas situações em que o medo não foi capaz de assegurar a repressão do prazer. Quando essas pessoas sentem culpa seguidamente de sentirem-se em deleite, há sentimentos de martírio, autocondenação, rejeição excessivos com sua própria personalidade e com seu corpo.

    Nesse sentido, a culpa desenvolve outros gatilhos e desencadeia ainda mais atos de sacrifício e tortura para as vítimas do medo de sentir prazer. Portanto, é essencial que pessoas reféns da hedonofobia façam uma autoanálise de seus comportamentos perante condições similares a essas e busquem ajuda.

    Sintomas do medo de sentir prazer

    Os indícios do medo de sentir prazer, a hedonofobia, podem ser encontrados em conflitos com pessoas estimadas, familiares ou amigos, com estímulo de sentimentos agressivos e/ou intensos.

    Dessa forma, as vítimas da fobia de sentir prazer tendem a possuir uma mistura muito profunda de sentimentos e sensações viscerais quando em companhia de pessoas queridas. Sensações como as seguintes são bastante presentes:

    • ansiedade incomum e irregular;
    • sudorese excessiva;
    • dores e/ou pontadas no estômago;
    • sensação de angústia logo em seguida de um momento positivo;
    • dores de cabeça e náuseas.

    Diante disso, a hedonofobia não é uma frescura e pode, sim, trazer malefícios extremamente corrosivos para a vida de quem as possui e, também, para a vida daqueles em seu redor. Logo, é fundamental que uma pessoa vítima do medo de sentir prazer busque acompanhamento profissional para melhorar sua qualidade de vida.

    É necessário frisar que qualidade de vida, nesse contexto, não é só superar as consequências psíquicas dessa fobia, mas também buscar ferramentas para recuperar saúde física e convívios saudáveis.

    Como superar o medo de ter prazer?

    Primeiramente, é indispensável, como foi posto anteriormente, fazer uma autoanálise para reconhecer e identificar os sintomas e os indícios da hedonofobia. Além disso, dialogar com pessoas próximas e de sua convivência também pode ajudar a verificar esse medo de ter prazer.

    Para mais, buscar acompanhamento psicoterápico ajudará a averiguar as causas do desenvolvimento dessa fobia e, também, trabalhará ferramentas para superar este transtorno. Se somente com as sessões de terapia ou análise não for possível lidar por completo com a hedonofobia, o ideal é que o paciente busque ajuda de um médico psiquiatra.

    Caso você tenha se identificado com alguns pontos apresentados durante esse texto, não se sinta sozinho e desamparado, busque por ajuda. É possível superar a hedonofobia e trabalhar os traumas que a causaram, uma vez que ela nem sempre é um transtorno permanente. Profissionais da saúde, amigos e familiares podem ajudar nesse processo de superação.

    Se gostou deste artigo, não se esqueça de curtir e compartilhar em suas redes sociais. Isso nos incentiva a continuar produzindo conteúdos de qualidade para nossos leitores.

    3 thoughts on “Hedonofobia: entenda o medo de sentir prazer

    1. Fiz várias tentativas de cadastro para recebimento de e-mails de temas variados, sem sucesso!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.