o que é autofobia

Fobia de Água (Aquafobia): causas, sintomas, tratamentos

Posted on Posted in Fobias

O medo se torna uma fobia quando, por motivos irracionais, perdemos o controle sob nossos atos. Você já teve medo de água ao imaginar situações de perigo, como, por exemplo, cair em mar aberto? Isso é extremamente normal, mas isso lhe impede de simplesmente ir à praia? Então você possa ter fobia de água.

Ter medo faz parte da vida, é uma maneira, sobretudo, instintiva para proteção, o problema está quando este medo se transforma em uma fobia. Quando este medo atrapalha sua rotina e, até mesmo, se torna paralisante, chegou a hora de você aceitar e procurar ajuda.

O que é Aquafobia | Hidrofobia | Fobia de água?

Quando um medo se transforma em fobia estamos diante de um transtorno psicológico. As fobias se desenvolvem sobre os mais diversas situações e coisas, dentre elas está a fobia de água. Em síntese, é caracterizada pelo medo irracional e excessivo de água.

Então, a pessoa evita qualquer situação que exista água, que, em sua imaginação, possa lhe colocar em risco. Neste ínterim, não frequenta lugares como piscinas, lagos, cachoeiras e prais, pois possui um medo exagerado e involuntário de que poderá se afogar, até mesmo, morrer.

Em casos mais graves, o indivíduo possui até medo de banheiras e chuvas fortes. Algumas pessoas desenvolvem uma fobia de água tão grande, que lhe causam ataques de pânico. Assim, quando está em lugares com água, acabam se afogando, ainda que isso seja totalmente improvável para os outros.

Significado de aquafobia | Significado de aquafobia no dicionário

Em síntese, é o medo excessivo, exacerbado e irracional de água, característicos de pessoas que não sabem nadar ou diante de traumas passados. Patologia que causa angústia extrema e constante, diante de aversão a situações que envolvam água.

É o medo intenso de que poderá se afogar, ou até morrer na água, que origina o nome aquafobia.

Sintomas da fobia de água

A fobia de água, ou aquafobia, faz com que os indivíduos evitem, a todo custo, lugares com água, ainda que não represente nenhum perigo real. Ou seja, trata-se de uma ilusão, causada no imaginário da pessoa, que pode se afogar em situações que envolvam água.

Desse modo, quem tem fobia de água tem os seguintes sintomas característicos:

  • ansiedade;
  • tremores;
  • náuseas;
  • crise de pânico;
  • taquicardia;
  • falta de ar;
  • sudorese;
  • tensão muscular;
  • dor de cabeça.

Nos casos mais extremos, o indivíduo que sofre de fobia de água pode ter desmaios quando se deparar com água. Algumas pessoas chegam a ter pavor de água até mesmo em chuveiros e banheiras, passando a ficar longos períodos sem tomar banho.

Causas do pavor de água

Não existem causas determinantes para a fobia de água. Entretanto, conforme pesquisas realizadas em livros e artigos de profissionais da mente humana, existem causas comuns que desencadeiam este tipo de fobia.

Você pode notar que as causas advêm tanto da mente consciente quanto da mente inconsciente. Como, por exemplo:

  • experiências passadas com afogamento, pessoais ou que tenha testemunhado;
  • comportamentos de pais ou familiares próximos em situações que envolvam água;
  • fatores genéticos que predispõe o indivíduo a desenvolver fobia de água;
  • ainda sob o aspecto familiar, esta fobia também pode acontecer quando pais excessivamente zelos com seus filhos. Em resultado, criam filhos inseguros, com medo exagerado pelas situações da vida;
  • traumas da sua mente inconsciente, como, por exemplo, vivenciado no nascimento, quando teve o líquido amniótico jogado em seu rosto, causando sensação de afogamento.
  • no geral, pessoas que sofrem de transtorno de ansiedade, são as mais propensas à aquafobia. Tendo em vista que o medo excessivo em diversas situações da vida.

Tratamento para fobia de água

Se você tem fobia de água o primeiro passo é aceitar, não ter vergonha de pedir ajuda, enfrente seu medo e busque tratamento. Saiba que o cérebro humano não é imutável, ele pode ser reprogramado e aceitar experiências externas, superando as fobias.

Leia Também:  Medo de avião e de voar: como superar?

Ainda, sofrer de fobia de água é mais normal do que parece, sobremaneira diante de traumas da infância. Como, por exemplo, quando criança, cair em piscinas e quase se afogarem, por não saberem nada. Nesse caso, na vida adulta, embora não se recorde, esta episódio ficou gravado em seu subconsciente.

Desse modo, para cura da fobia de água, são mais utilizados os tratamentos terapêuticos. Onde, por meio de sessões de terapia, o profissional da saúde mental, conseguirá encontrar a origem do medo irracional de água. Consequentemente, conseguirá utilizar de técnicas específicas para o tratamento.

Nos casos mais graves, além das terapias, é necessário buscar ajuda psiquiátrica, podendo ter de recorrer a medicamentos para superar a fobia. Além disso, muitos psiquiatras também aplicam a técnica de dessensibilização gradual. Em suma, nesta técnica, o paciente é exposto, gradativamente, ao objeto da fobia, para que, assim, supere o medo.

No geral, por que as fobias se desenvolvem?

Se você sente alguns medos, é normal, aquele friozinho na barriga quando está em uma montanha-russa, é extremamente comum, natural do ser humano. Entretanto, como este medo lhe paralisa, impedindo que enfrente as situações cotidianas, está sofrendo de fobia.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Assim, são característicos dos fóbicos a ansiedade e angústia frente a situações simples. Como, por exemplo, medo de animais indefesos, de sangue, de altura, de ruas, e, também a aqui exposta, fobia de água.

    Entretanto, saiba que você não está sozinho e não precisa se sentir constrangido, parecendo até ridículo. Entenda que essa fobia pode ter se desenvolvido por diversos fatores de sua vida e ficaram gravados em sua mente, tanto inconsciente quanto consciente. E existem profissionais que podem lhe ajudar a superar esta fobia.

    Quer saber mais sobre os segredos da mente?

    Portanto, se você quer saber mais sobre os mistérios da mente, sobremaneira da mente inconsciente, vale a pena conhecer o Curso de Formação em Psicanálise. Dentre os benefícios deste estudo, estão:

    (a) Aprimorar o Autoconhecimento: A experiência da psicanálise, é capaz de proporcionar ao aluno e ao paciente/cliente visões sobre si mesmo que seria praticamente impossível obter sozinho.

    (b) Melhora o relacionamento interpessoal: Entender como funciona a mente, poderá proporcionar um melhor relacionamento com os membros da família e do trabalho. O curso é uma ferramenta que ajuda o estudante a entender os pensamentos, sentimentos, emoções, dores, desejos e motivações de outras pessoas.

    Por fim, se gostou deste artigo, curta e compartilhe em suas redes sociais. Assim, nos incentivará a continuar produzindo sempre conteúdos de qualidade para você e todos nossos outros leitores.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.