Psicanálise Clínica
fobia de escuro

Medo de Escuro: mictofobia, nictofobia, ligofobia, escotofobia ou acluofobia

Posted on Posted in Fobias

O medo de escuro é geralmente desencadeado em crianças, entretanto, é possível que este medo se prolongue até a vida adulta. Nesta fobia específica o gatilho acontece quando a pessoa fica no escuro e, a partir daí, fica apavorada com o que pode acontecer ou aparecer, ou, até mesmo, pela angústia causada por não estarem enxergando ao seu redor.

O escuro, basicamente, é aquilo que vivenciados ao estarmos dormindo. Porém, para quem sofre de mictofobia ausência total de claridade torna-se aterrorizante.

Em suma, as fobias se caracterizam pelo medo intenso e irracional de algo ou alguma situação, a ponto de tornar-se paralisante. De tal modo que passa a condicionar a vida da pessoa, pois evita, a todo custo, o estímulo fóbico.

Os medos são comuns a todas as pessoas, pois são parte do nosso mecanismo de autopreservação da vida, é a forma de nosso cérebro demonstrar que estamos em meio a uma situação de perigo e devemos nos defender.

Entretanto, estes medos comuns passam a se tornar fobias quando seus motivadores são hiperdimensionados. A pessoa sente um medo desarrazoado, sem estar em qualquer situação de risco. Em outras palavras, as fobias são transtornos mentais, em que a pessoa vive em estado de alerta, ainda que não exista nenhum sinal de risco à sua vida.

A maioria das pessoas que sofrem de fobias não consegue reconhecer que está diante de um transtorno da mente, e se recusa procurar ajuda de um profissional especializado. Assim, passa a vida evitando determinada coisa ou situação, causando-lhe diversos problemas e situações traumáticas.

De antemão, entenda que é imprescindível que nossos medos sejam compreendidos, e, então, termos coragem de enfrentá-los. E, caso não consigamos, nos encorajar para agir contra os nossos medos neuróticos.

Medo de escuro sintomas

O que é mictofobia, nictofobia, ligofobia, escotofobia ou acluofobia?

A fobia de escuro, também chamada de mictofobia, nictofobia, ligofobia, escotofobia ou acluofobia, é caracteriza pelo medo de escuro de forma irracional, em situações as quais não se poderia ocorrer. Este medo de escuro de forma desmedida torna a vida da pessoa limitada, sofrendo de angústias e ansiedades simplesmente pelo medo da falta de luz.

O medo de escuro, no geral, começa a se desenvolver na infância, onde as pessoas acreditam ser algo “normal” durante o desenvolvimento da criança. Porém, ainda que durante a infância, se o medo é excessivo, passando a afetar a vida cotiano e o sono, é preciso buscar ajuda psicológica.

Quais são as causas da fobia de escuro?

A maioria das pessoas associa o medo de escuro ao medo de ficarem sozinhas, assim, por exemplo, não conseguem dormir sozinhas, mas sim com pessoas de seu convívio, como pais e companheiros. Entretanto, este medo de escuro é uma fobia, caracterizada como um transtorno de ansiedade.

A fobia de escuro pode não ter relação direta com o escuro propriamente direito, mas sim ao perigo que ele apresenta no imaginário do fóbico. Ou seja, a noite, o escuro, traz a percepção de que algo sempre ruim irá acontecer, a pessoa vê como a se temer, principalmente pela sensação de incerteza.

Diversas são as causas para o medo de escuro, como, por exemplo, a teoria de que este medo advém do princípio da evolução humana. Pois, quando não existiam maneiras de produzir luz, a escuridão era um perigo, pois a pessoa estaria mais vulnerável aos predadores. Nesse sentido, esta seria uma resposta genética para as pessoas que sofrem com medo do escuro.

Outra causa para esta fobia seria alguma experiência traumática da pessoa em relação ao escuro. Por exemplo, na infância, como forma de castigo, era deixada em um ambiente escuro. Ou, pior, traumas infantis ocorridos no escuro, como, por exemplo, abuso sexual, violência doméstica, acidente de carro no escuro.

Estes são apenas alguns exemplos de causas do medo de escuro, afinal, nossa mente é extremamente complexa, e descobrir as causas de uma fobia pode exigir um tratamento com especializada em saúde mental. Que, por terapia, de forma individualizada, conseguirá entender a mente e as causas do medo de escuro.

Leia Também:  Acrofobia: Significado e principais características

Sintomas da mictofobia

Os sintomas da mictofobia, medo de escuro, são similares aos relacionados às fobias em geral. Este transtorno causa sintomas que chegam a atrapalhar a vida cotidiana do fóbico. Dentre os principais sintomas desta fobia estão:

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    • dificuldade de sair a noite;
    • nervosismo e ataque de pânico ao estar em ambientes escuros;
    • transtorno de ansiedade;
    • sensação de desconforto;
    • náuseas;
    • tremores;
    • dor de cabeça;
    • aumento da frequência cardíaca;
    • sensação de impotência diante do escuro;
    • angústia e sensação e estar em iminente perigo;
    • dormir com a luz acesa;
    • sem controle da realidade e psicose;
    • sensação de morte.

    Relação do medo do escuro e transtornos do sono

    A mictofobia pode ter relação com algum transtorno do sono, como, por exemplo, insônia. Estudos demonstram que a maioria das pessoas que sofrem de insônia possuem medo do escuro.

    As pessoas que sofrem desta fobia tornam o anoitecem o início de momentos de terror. O medo é excessivo de tal forma que a pessoa não consegue realizar tarefas a noite, e isso incluir dormir tranquilamente. Pois, para o fóbico, a noite é o momento em que mais está em perigo e, assim, não pode “baixar a guarda“.

    Medo de escuro frase

    Tratamentos para medo de escuro

    Comumente pessoas convivem com sua fobia sem procurar ajuda profissional. Isso pode acontecer por desconhecimento da doença ou, até mesmo, por ter vergonha de expor a sua condição. Seja como for, conviver com esta doença somente poderá agravá-la, desencadeando transtornos mentais ainda mais sérios. 

    Nesse sente, se você sofre com medo de escuro ou conhece alguém que possui esse transtorno, saiba que é necessário procurar ajuda de um profissional especializado na saúde mental. Como, por exemplo, em sessões de terapia, será possível encontrar as causas da fobia e, assim, encontrar a sua cura.

    Como, por exemplo, em sessões de terapia com um psicanalista, ele buscará as causas da fobia utilizando-se de técnicas para acessar a sua mente inconsciente. Assim, trazendo as informações transmitidas à sua mente consciente, conseguirá trazer soluções eficazes para seu tratamento.

    Por oportuno, vale ressaltar que nossa mente inconsciente, através de sua própria linguagem, reproduz nossas experiências e memórias. Sendo estas as responsáveis pelo desenvolvimento de nossa personalidade. Daí a importância a causa do medo através da mente inconsciente, onde você conseguirá, na raiz, encontrar a solução para seu transtorno.

    Em paralelo, se o quadro fóbico estiver em altos níveis de seriedade, também é necessário buscar ajuda médica, onde um psiquiatra poderá receitar medicamentos como, por exemplo, antidepressivos e ansiolíticos.

    Quer saber mais sobre as causas das fobias?

    Contudo, saiba que a mente humana é complexa e misteriosa. E se você chegou até o final deste artigo possivelmente quer saber mais sobre a psiquê humana e como se desenvolvem as fobias. Desse modo, convidamos você a conhecer o nosso Curso de Formação em Psicanálise Clínica. Neste curso você aprenderá questões, como, por exemplo:

    • Aprimorar o Autoconhecimento: A experiência da psicanálise, é capaz de proporcionar ao aluno e ao paciente/cliente visões sobre si mesmo que seria praticamente impossível obter sozinho;
    • Melhorar o relacionamento interpessoal: Entender como funciona a mente, poderá proporcionar um melhor relacionamento com os membros da família e do trabalho. O curso é uma ferramenta que ajuda o estudante a entender os pensamentos, sentimentos, emoções, dores, desejos e motivações de outras pessoas.

    Por fim, se você gostou deste conteúdo, curta e compartilhe em suas redes sociais. Isso nos incentivará a continuar produzindo conteúdos de qualidade para nossos leitores.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

      NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



      Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

      curso-psicanalise-clinica-online-inscreva-se