conceito de mitomania

O que é Mitomania? Conceito e características

Posted on Posted in Comportamento, Psicanálise, Transtornos e Doenças

Todos nós, em algum momento da vida, aprendemos a mentir, independente das razões que levaram a isso. Contudo, alguns casos extrapolam e mentir se torna um hábito corriqueiro e completamente danoso. Entenda o que é mitomania, algumas características e como ajudar o mitômano.

 

O que é mitomania?

Trata-se de uma compulsão descontrolada em mentir de maneira fantasiosa e sem benefícios aparentes. Esse mentir patológico se direciona a temas específicos, de modo a elaborar histórias bem convincentes e realistas. Com isso, pode maquiar a sua própria imagem, de modo a ser bem visto socialmente.

Uma forma de entender o que é mitomania é se atentar aos casos mais graves e a sua pluralidade de assuntos. O mitômano constrói uma mentira atrás da outra porque não consegue conter o seu impulso à farsa. Com o tempo, apresentará dificuldade para se recordar do que é a verdade e do que foi inventado.

Ainda que esteja parcialmente consciente das mentiras, isso não diminui o poder da compulsão. Em alguns casos, esse tipo de postura acontece como meio de aliviar inconscientemente dores psíquicas e de memórias ruins. Por exemplo, um indivíduo cujos pais são violentos pode contar sobre passeios, conversas e momentos bons que nunca aconteceram.

 

Causas

As causas do problema podem esclarecer ainda mais sobre o que é mitomania. Fatores sociopsicológicos em seu contexto podem levar alguém a começar a mentir descontroladamente. Basicamente, a época em que alguém está, bem como o ambiente, influenciam diretamente sobre a mentira compulsiva.

Indo além, existe um desejo de aceitação dos outros sem que façam críticas ou questionamentos. Mentir se torna uma maquiagem de suas imperfeições e evita que os demais o critiquem.

Já que se sente angustiado constantemente, supervalorizar suas crenças e projeções se torna um escape dos sentimentos ruins. Infelizmente, isso pode indicar a existência de outros transtornos e doenças, como a depressão ou TOC.

 

Características da mitomania

Compreendendo melhor o que é mitomania, fica mais fácil observar suas características que passam despercebidas. Embora não pareça, o mitômano também sofre com isso passivamente. Mesmo assim, é preciso observar:

A existência de um Conflito

Quem possui mitomania compreende no fundo que aquilo que diz não é totalmente a verdade. Isso lhe causa algum mal, mas as mentiras aliviam o seu mal-estar e o acalma.

A realidade é aquilo que faço

É comum que o indivíduo prefira acreditar que a realidade que projeta é a que vive, mesmo sendo mentira. Fatos visíveis são desconsiderados porque significam a dissolução da sua perspectiva de vida.

A falsidade como escudo

Sua necessidade em criar histórias falsas visa se sentir bem consigo. É um modo de trabalhar suas imperfeições e bloquear as dores que elas causam.

Vergonha

Uma sensação colossal de vergonha surge quando os mitômanos são descobertos. Em geral, essa situação acaba desestruturando a sua psique e evidencia sua incapacidade de se conter.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

 

Sintomas da mitomania

Sabendo melhor o que é mitomania, é preciso se ligar ao fato de que suas mentiras possuem um ponto de verdade. Embora a situação geral seja vista como uma doença, as mentiras não surgem de delírios ou psicose grave. Por isso que os seus sintomas podem ser vistos em:

Durabilidade

Sua vontade e tendência para mentiras pode ser bastante duradoura. É uma característica estabelecida de sua personalidade, não sendo limitada a pressão externa ou evento imediato.

Leia Também:  Acupuntura para ansiedade: de fato funciona?

Ele sempre se favorece

Se é para mentir, por que alguém faria algo que pudesse prejudicar a si mesmo? O mitômano sempre favorecerá a si mesmo nas histórias que conta para que seja importante. Por exemplo, sempre será feliz, inteligente, com um círculo social ou vantagem financeira.

Motivações emocionais

Um dos principais sinais desse indivíduo é a necessidade de lidar com as suas emoções enquanto mente. Dessa forma, a vergonha, medo ou rejeição social influenciarão diretamente na sua postura. Ademais, isso não visa o benefício dele, de maneira que possa ganhar ou sair ileso de algo.

 

Mentiras comuns não implicam em mitomania necessariamente

O indivíduo não compreende o que é mitomania porque, na essência, isso é algo natural para ele. É diferente da mentira social, já que essa carrega uma finalidade seja em benefício próprio ou de alguém.

Por exemplo, quando alguém prepara uma comida que você não gostou do sabor e mente, dizendo que aprova. Você está mentindo intencionalmente porque não quer magoar esse indivíduo. Por sua vez, o mitômano não consegue se controlar e distorcerá a sua realidade para que pareça melhor do que é.

Para um mentiroso comum, a mentira é apenas um meio, não o objetivo. Quem possui mitomania se mostra refém disso, indo naquilo que ela aparentemente possibilita a ele. A título de exemplo, serve o livro “Vips – Histórias reais de um mentiroso“, escrito por Marcelo Nascimento, que se passou por herdeiro da companhia GOL.

 

Não é por maldade e sim sofrimento

Na busca por esclarecer o que é mitomania, especialistas afirmaram que os mitômanos não fazem de má fé. Tudo advém do sofrimento que carregam e os puxam para um lugar de semiconsciência. A fim de buscar alívio, o indivíduo acaba se perdendo nas mentiras que conta e as vive.

Indo além, como dito linhas acima, outros transtornos podem vir associados ao problema. Por isso que o olhar sobre as intenções deve conectá-las aos problemas adjacentes. A exemplo, um transtorno de personalidade antissocial grave pode fazer com que cause mal aos outros de verdade.

 

Como ajudar um mitômano

Para fechar de vez o que é mitomania, seu tratamento consiste na psicoterapia para trabalhar os sintomas. O acompanhamento psicoterapêutico trabalhará, principalmente, a ansiedade e depressão resultantes desse conflito psíquico. Ademais, alimentará o autocontrole, evitando que ceda sempre que a vontade em mentir surgir.

Esse treinamento vai trabalhar também a autoestima, de modo que lide com pensamentos e emoções mais construtivos. Com o passar do tempo, saberá como trabalhar a verdade e incluí-la saudavelmente em seu cotidiano. Quem possui mitomania verá como implementar a intimidade, conforto e confiança nos seus relacionamentos.

Já que alguns casos mais graves podem levar ao suicídio se vinculados com depressão, é preciso ter apoio de conhecidos. Pessoas que sabem dessa realidade precisam dar apoio a quem sofre com ela, já que os portadores do problema sentem muita vergonha. É preciso acreditar na possibilidade de cura e dar esse crédito sagrado à melhora do outro.

 

Considerações finas sobre o que é mitomania

Agora que soube o que é mitomania, observe que a sua construção não é de caso pensado. Indivíduos que possuem esse impulso acabam cedendo a ele como forma de suavizarem as suas dores. Ainda que prejudiquem a si e aos outros, são tão vítimas das próprias ações quanto quem está próximo.

Leia Também:  Freud e Política: As ideias de Freud para entender a política

A ajuda psicoterapêutica junto com o apoio familiar e dos amigos é vital para recondicionar a sua postura perante a vida. Embora a vergonha em ser descoberto seja grande, o sofrimento de transtorno é muito maior. Seja você ou outra pessoa, existe uma chance de resgate e libertação para viver uma vida em verdade existencial.

Essa conquista pode ser mais facilmente alcançada com a ajuda de nosso curso 100% online de Psicanálise Clínica. A proposta é que alcance o seu autoconhecimento, lidando com mais clareza com suas necessidades e metas pessoais. Após entender o que é mitomania, ter mais controle sobre a própria postura e destino parece uma escolha maravilhosa a ser feita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 4 =