perturbada significado

O que é uma pessoa perturbada

Posted on Posted in Transtornos e Doenças

Uma pessoa perturbada é, em suma, alguém que está fora dos eixos mentalmente. A perturbação, por sua vez, pode ocorrer por vários motivos e ser consequência de algum evento traumático, por exemplo. Então, entenda o que é uma pessoa perturbada, sintomas e tratamentos.

Nesse sentido, uma pessoa perturbada geralmente está passando por um estado de desnorteamento, muitas vezes apresentando quadros reativos em seu dia a dia e em suas tarefas. Neste artigo, traremos considerações sobre essa condição, adentrando principalmente ao que define uma pessoa perturbada.

O que significa perturbado?

Quando vamos nos dirigir ao que define o que é uma pessoa perturbada, precisamos, antes de tudo, saber que perturbada é um adjetivo. Este adjetivo, por sua vez, vem do substantivo perturbação, ou seja, uma pessoa perturbada é aquela que é vítima da perturbação.

Em vista disso, a perturbação, de acordo com o dicionário, se consiste em tais segmentos:

  • “distúrbio, tumulto”;
  • “mal-estar passageiro, tontura”;
  • “agitação física e psíquica produzida pela emoção”.

Dessa forma, uma pessoa perturbada, provavelmente, está sendo ocasionada por algum desses pontos apresentados acima. Logo, pode-se apreender que a perturbação é um mal que assola as condições tanto psíquicas quanto físicas do ser humano.

Pessoa com perturbação

Para saber o que é uma pessoa perturbada entenda que ela pode desenvolver a perturbação por inúmeras razões, sejam elas frustrações, desilusões, problemas pessoais, disfunções hormonais ou psíquicas, entre outras condições. O distúrbio pode ser uma reação inconsciente ou involuntária de um evento traumático, ou de uma situação ruim. Todavia, ele também pode acontecer pela existência de um transtorno mental.

A pessoa perturbada está condicionada a um extremo desconforto consigo mesma e em algumas vezes pode se tornar reativa. Isso ocorre pelo fato de ela estar enfrentando um tumulto interno, com muitos questionamentos, inseguranças, descontroles e falta de perspectiva.

Por esse motivo, em muitos momentos é difícil lidar com uma pessoa perturbada, pois na maioria das vezes ela está desarranjada e se sentindo perdida. Esses sentimentos, nesse caso, tornam a vida desse indivíduo muito angustiosa, podendo afetar suas relações interpessoais e, também, suas tarefas diárias.

A perturbação é um quadro bastante desagradável, uma vez que ela altera o humor, a disposição e até mesmo crenças, objetivos e princípios de quem está enfrentando-a. Em alguns cenários, a pessoa perturbada passa a entrar em episódios de autossabotagem, insegurança e até mesmo dissociação, a depender do caso.

Pessoa perturbada

Para entender o que é uma pessoa perturbada, saiba que a pessoa é condicionada a pensamentos obsessivos e negativos de maneira repetida, ou seja, em boa parte de seu tempo, pode chegar a desenvolver um transtorno. Isso ocorre pelo fato de a própria perturbação trazer consigo sintomas de ansiedade e depressão, bem como indisposição à saúde física.

É comum a essas pessoas estar sempre em estado de vigília, apresentando extrema desconfiança, medo, sensação de engano e de perigo. Quando não acolhidos de perto essas características, pode haver a aparição de algum distúrbio ansioso, visto que tais pensamentos e sensações se tornam compulsivos e, às vezes, maníacos.

É fundamental que a pessoa perturbada encontre ferramentas e mecanismos para lidar com essa condição, para que seu dia a dia não seja afetado negativamente pelas neuroses da perturbação. Desabafar com amigos ou família, procurar momentos de desfrute e júbilo podem ajudar a amenizar esse estado.

Além disso, é preciso apontar que nem sempre sabemos o porquê e a origem do quadro de perturbação, então, julgar aquele que está passando por essa circunstância não é cabível e pode piorar os sintomas. O primeiro passo para atender as necessidades que esse cenário exige é reconhecer que se está perturbado para depois buscar instrumentos de melhora.

Sintomas de perturbação

O que é uma pessoa perturbada resumido

Se busca entender o que é uma pessoa perturbada, atenção aos sintomas que lhes são característicos. Os sintomas de perturbação mais comuns são estresse, angústia, descontrole, cansaço, excesso de pensamentos, ansiedade, aperto no peito, confusão etc.

É indispensável frisar que cada pessoa, por ter sua própria individualidade, condição de saúde e histórico de vida, possui suas próprias sensações. Isto é, nem todos os sintomas podem se apresentar e, em algumas situações, um ou outro chega a ser identificado.

    NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



    Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

    Desse modo, para entender o que é uma pessoa perturbada e reconhecer se a perturbação está presente em sua vida exige, antes de tudo, uma autoanálise, um olhar minucioso a cada aspecto de seu cotidiano.

    Leia Também:  Entendendo o Transtorno de Ansiedade (TA)

    Há circunstâncias em que a perturbação passa a afetar negativamente, incidindo sob relações interpessoais e obrigações ou responsabilidades do dia a dia. Por isso, faz-se necessário olhar para si mesmo e para o seu redor e detectar as fragilidades que se encontram.

    Estou perturbado, o que faço?

    Antes de tudo, é importante identificar seus incômodos e desconfortos, bem como neuroses e episódios de mania (se for também o caso). Se possível, reconhecer seus gatilhos e/ou as situações que desencadearam tal desnorteamento pode também ajudar no processo de melhora.

    Algumas dicas a seguir tendem a ser positivas no quadro de recuperação, sendo elas as seguintes:

    • distrair-se em ambientes agradáveis, fazendo o que se gosta;
    • fazer exercício físico, para liberar endorfina e se sentir disposto;
    • buscar ajuda psicoterápica ou analítica;
    • desenvolver práticas saudáveis e hobbies.

    Tentar estabelecer uma rotina de autocuidado e, para mais, partilhar suas angústias com pessoas queridas, a fim de receber palavras de conforto, pode fazer com que se atenuem os tumultos internos. É preciso pontuar que, além desses fatores, compreender que essa condição é passageira e que a cabeça pode entrar nos eixos é importante no processo de melhora.

    Alma perturbada

    Algumas pessoas relatam ter a sensação de alma perturbada, muitas vezes sendo uma metáfora para inquietação interior, forte tristeza no peito, desânimo e angústia. É como se o desconforto superasse os limites, tornando necessária a criação de um termo metafórico para tamanho desespero.

    A pessoa que sente sua alma perturbada pode recorrer a acolhimentos espirituais, se conectar com a natureza, meditar e procurar apoio durante esses momentos. Essas alternativas são plausíveis visto que demandam também um abalo energético.

    É claro que nem sempre tais caminhos aliviam e pacificam os sintomas da alma perturbada. Em alguns casos é, sim, necessário algum tipo de acompanhamento mais profissional, principalmente quando tal cenário se prorroga e intensifica por muito tempo.

    O que é uma pessoa perturbada esquema

    É possível deixar de ser uma pessoa perturbada?

    É, sim, possível deixar de ter perturbação em sua mente ou sua alma. Geralmente, uma pessoa está perturbada por decorrência de algum evento desgostoso ou muito estresse, e com os auxílios e os mecanismos adequados, é realizável a recuperação.

    Nem tudo é para sempre e ao contrário do que muitos acreditam, muitos sentimentos e emoções difíceis e/ou dolorosas podem ser superadas, com apoio, ajustes e melhorias na rotina. Nesse sentido, agora que você sabe identificar o que é uma pessoa perturbada, saiba que essa condição pode ser superada, principalmente se já reconheceu as características que vêm a afligindo.

    Trabalhar o autocuidado e o autoconhecimento é essencial na jornada de superação, sobretudo no que diz respeito a questões de saúde mental, logo, é preciso colocar-se como prioridade em sua própria vida. Como exemplo, você pode buscar apoio em terapias, ou desenvolver hobbies, tirar momentos prazerosos para distrair e aliviar a mente. O importante é manter-se saudável e não desistir do andamento de sua evolução.

    Gostou deste artigo? Curta e compartilhe em suas redes sociais. Isso nos incentiva a produzir ainda mais conteúdos de qualidade para nossos leitores.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.