significado de angústia

Significado de Angústia e qual seu ônus

Posted on Posted in Teoria Psicanalítica

Entenda o significado de angústia. A Pandemia vem sendo apontada como a grande causadora das sintomáticas de depressão e ansiedade pelos estudos desenvolvidos pós-pandêmicos. No entanto, estes sintomas já amontoam se a mais de uma década, o que só se agravou com as consequências em ondas causadas por dilemas econômicos mundiais decorrentes deste período.

O significado de angústia na sociedade do cansaço

Byung-Chul Han teorizou o que chamou de “sociedade do cansaço”, se vive para saldar as obrigações cotidianas: o grande volume de informações ao qual a mente humana vem sendo bombardeada é extremamente extenuante. O ritmo frenético do dia a dia, as situações cotidianas que nos requerem atenção e uma resposta emocional são pontos causadores de determinada violência neural.

Desse produto a síndrome de Burnout, Borderline e a Distimia são só alguns dos sinais de grande alarde juntamente com a fibromialgia e mais uma imensa lista de psicossomas. Os altos índices de doenças autoimunes e suicídios só elevam as consequências graves advindas do modelo atual de sociedade.

O significado de angústia e seu significado no organismo

O desgaste causado por estes processos de stress dá início a mecanismos mentais primários e inconscientes de sobrevivência, há um aumento de hormônios como noradrenalina e cortisol sem falar das supra renais, culminando em um comportamento menos ligado à razão e mais à violência.

Como rebote, o aumento nos vícios em psicotrópicos legais e ilegais com fim de “anestesiar” só cresce, desde ansiolíticos leves e remédios para dormir até o alcoolismo e entorpecentes pesados.

A qualidade de vida precária em que se incluem não somente a falta de saúde, saneamento básico e alimentação adequados, se faz coro a qualidade e quantidade de horas dormidas de forma inadequada, a escassez ecologia mental, o desenvolvimento de inteligência emocional também contribuem para capacidade do indivíduo em permanecer em condições dignas de vida.

Como a sociedade fomenta a angústia

Ao passo que a positividade tóxica também tem seu “round”, a doutrina de que se deve ser “grato” a tudo e a todo custo, a procura da “felicidade e prosperidade” a todo custo como forma de demonstrar sucesso de vida dá o tom da distorção de valores e preceitos em que se entende ser o certo e o adequando o acúmulo de riquezas para determinar o quanto se é feliz e próspero. Sem lugar de expressão do pensamento e emoções de forma sadia e adequada, em que não se pode queixar se de nada nunca e sim agradecer por cada coisa, por mais ruim que seja, fixa uma pseudo resiliência incapaz de ser resistiva.

O adoecimento psicológico também é acentuado pelo empobrecimento no pensar e das emoções recalcadas. A condição de questionar as “verdades” postuladas se pauta em cheque. Neste sentido o filme “Idiocracia” retrata dois momentos distintos da humanidade; uma no passado e outra no futuro, em que propiciado no antes, com os avanços das tecnologias e diminuição do pensar, desemboca em uma sociedade extremamente tecnológica em que tudo é banalizado, quaisquer valores perderam o sentido, com pensamento e emoção de forma mitigada resulta em uma sociedade em declínio.

Como se somente a receita de “sociedade do cansaço” já não bastasse o suficiente, junte se a isso as questões sociais fortuitas culminantes dos processos de angústia. O produto do produto, já que é parte da resultante dos fatores apresentados anteriores, vem como resposta a aqueles, e é o que acaba constituindo se responsável pelo contrato social tão dogmático e pouco laico, pelos altos níveis de repressão e violência e pelas imensas polarizações entre indivíduos em extremidades.

O significado da angústia no direito e no Estado

Na seara do direito, os pedidos vinculados ao INSS crescem a todo ano, os transtornos mentais ou danos emocionais e psicológicos avançam no mesmo ritmo, o que só incham ainda mais em efeito avalanche esta soma. Basta consultar a própria história para verificar o declínio de civilizações em que padrões similares ocorreram. Povos que evoluíram até determinado ponto em sua cultura, acrescendo na receita situações endêmicas por conta de má alimentação, hábitos de higiene e saúde.

A pergunta que ecoa seria de como parar, já que o contraponto, a obsessão por formas físicas perfeitamente definidas, o excesso de preocupação com a beleza e padrões estéticos, alimentação, compostos vitamínicos e proteicos, a rigidez categórica das frentes em contraponto, trariam à tona mais uma sintomática obsessiva que na realidade uma busca pela sanidade do quadro?

O presente artigo sobre o significado da angústia foi escrito por Joelma de Cassia, formada em Direito e Psicoterapia, atuação na área terapeuta por volta de 20 anos com ênfase em estudos dos povos, cultura, costumes, tradições, ciências políticas, sociais, desenvolvimento e evolução da consciência pessoal e de grupo. Contato pelo email [email protected], no instagram @psicanalisandodireito ou pelo blog pessoal psicanalisandodireito.blogspot.com.

One thought on “Significado de Angústia e qual seu ônus

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.