parafilias

As 15 Parafilias: voyeurismo, fetichismo, frotteurismo e mais

Posted on Posted in Comportamento, Teoria Psicanalítica

O comportamento que temos em relação a nossa vida sexual é indicador de uma alteração psicológica ou de uma patologia. Este artigo aborda o conceito de Parafilia, que são transtornos do afeto e da sexualidade. Veremos os seus principais tipos.

Estarão entre os tipos de Parafilias estudados neste artigo: Exibicionismo, voyeurismo, fetichismo, fetichismo transvéstico, frotteurismo, sadismo e masoquismo

Parafilia e a vida sexual do indivíduo

A palavra parafilia vem do grego (para – “fora de” e philia – “amor”). Anteriormente, denominadas de perversão sexual, está relacionada ao prazer da vida sexual do indivíduo, seja pela atividade erótica ou por seu alvo erótico.

É considerada como alteração psicológica decorrente das fases iniciais do desenvolvimento humano. A parafilia está ligada ao padrão de comportamento sexual onde o prazer não está restrito ao coito.

As possibilidades para obtenção do prazer são ampliadas para outras regiões do corpo, outras pessoas, lugares, coisas e que não são práticas aceitas socialmente.

Comportamento sexual inadequado é diferente de Patologia

Assim, consideram-se parafilia todos os comportamentos sexuais tidos como anormais quando confrontados com os comportamentos socialmente aceitos. Porém, fazem parte da psique do indivíduo, podendo ser até inofensivas. Desta forma, é necessário e importante enfatizar que nem toda parafilia é um transtorno parafílico ou uma patologia.

A forma como a pessoa lida com suas preferências na vida sexual, é o que vai determinar se são apenas caminhos prazerosos ou se se trata de uma patologia. São considerados transtornos parafílicos quando o comportamento sexual se torna destrutivo, prejudicial a si ou a outros envolvidos.

Os transtornos afloram de sentimentos de culpa e de grande intensidade. O indivíduo não consegue obter o prazer senão por meio exclusivo de tais práticas. Assim ele retorna sempre a elas para a sua satisfação, podendo ser adepto a mais de uma prática considerada parafilia.

A mudança no entendimento da relação homoafetiva

Antigamente o homossexualismo era considerado como uma prática de parafilia. Deixou de ser considerado um transtorno mental pela Associação Americana de Psiquiatria em 1973 quando foi retirada do Manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM).

No entanto, somente em 1990, a OMS retirou o homossexualismo de seu rol de doenças mentais por meio da publicação do CID10.

Preversão sexual x Carácter Perverso

A parafilia, porquanto denominada perversão sexual, está totalmente apartada da perversidade de caráter ou moral. Enquanto a primeira está ligada ao ato sexual, a segunda está ligada aos indivíduos cujas condutas visam prejudicar, machucar outras pessoas.

A perversão leva o indivíduo a desconsiderar regras e éticas de conduta, visando somente sua satisfação pessoal. Contudo, desta configuração podem surgir as parafilias, quando seu poder manipulador é utilizado para obtenção de prazer sexual.

Abaixo estão descritas algumas parafilias, destacando que somente serão consideradas como transtorno parafílico quando causar angústia e sofrimento para si ou outrem, conforme já esmiuçado acima.

7 principais tipos de parafilias

 

  • Exibicionismo: É a pulsão que o indivíduo tem, em sua maioria absoluta de homens, em mostrar seus genitais a uma ou mais pessoas estranhas e desprevenidas. Normalmente em público. É a reação da pessoa que foi pega de surpresa, costumeiramente de medo, aversão, até mesmo de nojo, que causa a excitação no exibicionista. A masturbação pode ocorrer durante ou após a exibição, culminando no prazer sexual pelo orgasmo.
  • Fetichismo: No fetichismo, o foco da preferência sexual está direcionado para objetos como calcinhas, sutiãs, meias, luvas e sapatos. Eles podem estar ou não sendo utilizados por alguém. O fetichista usa tais objetos para se masturbar ou mesmo pode exigir que a sua parceira faça uso dos itens durante o ato sexual. Somente assim, o indivíduo poderá chegar ao orgasmo. Como no exibicionismo, o fetichismo tem a maioria esmagadora de homens adeptos desta prática.
  • Fetichismo transvéstico: Caracteriza-se pela utilização de roupas femininas por homens heterossexuais para que haja a excitação. O intuito é a masturbação ou realização do ato sexual. No dia a dia, tais homens se vestem de maneira tradicional, com roupas masculinas. Pode ocorrer, no entanto, do fetichismo transvéstico evoluir para o uso de roupas femininas não só para o prazer sexual, mas sim para seu dia a dia. Assim, passando a ser caracterizado de fetichismo transvéstico com disforia quanto ao gênero.
  • Frotteurismo: É o ato de roçar o órgão genital, ou às vezes as mãos, nas nádegas ou outra parte do corpo de uma mulher vestida, sem o seu consentimento. Isso Proporciona ao indivíduo grande excitação, podendo inclusive chegar ao orgasmo durante o ato. Normalmente o Frotteurismo é praticado em lugares com grande concentração de pessoas como ônibus, metrôs, trens e shows.
  • Voyeurismo: É o ato de observar as pessoas em situações íntimas sem que elas percebam, como quando elas estão se despindo, praticando ato sexual ou estão nuas. A excitação além de ser pelo ato da observação se dá também pelo risco de serem descobertos. O voyeurismo é comumente praticado por homens.
  • Masoquismo: O Masoquismo está presente quando a pessoa tem a necessidade de ser submetida ao sofrimento, físico ou emocional, para obtenção do seu próprio prazer sexual. Masoquismo e Sadismo estão intimamente ligados e se completam quando em prática.
  • Sadismo: O Sadismo é quando a pessoa tem necessidade em causar sofrimento, podendo este ser físico ou mesmo emocional, à outra pessoa, e disso decorrem excitação e prazer sexual. As atividades sadomasoquistas somente são consideradas parafilias quando forem a única forma de obtenção de prazer. Sendo alternativo e esporádico, são consideradas como normal e não como uma perversão.

Outros 8 tipos de Parafilias

Existe ainda uma farta lista de comportamentos considerados parafilia, como exemplos:

  • a urofilia, que está ligada ao dar ou receber urina (no corpo, ou mesmo para beber);
  • a coprofilia que é a manipulação de fezes durante o ato sexual;
  • a misofilia tem a ver com a sujeira, ambientes e pessoas fétidas;
  • o troilismo está ligado à traição, é o prazer em ver seu parceiro tendo relações sexuais com outra pessoa;
  • o odaxelagnia, prazer em dar ou receber mordidas;
  • a menofilia é o prazer com uma mulher menstruada;
  • o feederismo é o prazer com pessoas obesas;
  • a cronofilia é o prazer em se relacionar com pessoa com grande diferença de idade.

Algumas parafilias são consideradas crime pela sua natureza, como a zoofilia, que o sexo praticado com animais, a necrofilia, que é o sexo com cadáveres (criminalmente considerado como vilipêndio ao cadáver), e a pedofilia, quando os alvos do prazer são crianças na fase pré-puberdade.

Considerações finais

Neste artigo, estudamos 15 tipos de parafilias, que são desvios de conduta acerca do comportamento sexual tido como padrão. Indivíduos podem viver bem com esses comportamentos sexuais.

Tais comportamentos passam a ser identificados como transtornos quando passam a ser um fardo para quem os manifesta, ou quando prejudicam a integridade de outras pessoas que sejam forçadas a participar de determinadas práticas sexuais.

As parafilias estão presentes em grande parte de nossa sociedade. O Sistema Único de Saúde (SUS) tem tratamentos para a saúde mental que podem ajudar aqueles que passam por um sentimento de inadequação, ocasionados por seus comportamentos na vida sexual.

E, embora não tenha cura, o tratamento com profissionais como psicólogos, psicanalistas e psiquiatras pode auxiliar o indivíduo a ter uma relação mais saudável consigo mesmo e com os outros.

Autora: Alessandra Ruiz, exclusivamente para o Curso de Formação EAD em Psicanálise Clínica (inscrições abertas).

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *