psicologia social

Psicologia Social: resumo prático

Posted on Posted in Formação em Psicanálise, Psicanálise

A Psicologia extrapola, em larga escala, o seu trabalho no consultório. Graças a ela, conseguimos um mapeamento da humanidade, enxergando e entendendo as suas interações e motivações uns com os outros. Você já ouviu falar sobre a Psicologia Social e o que ela faz? Quais são as suas aplicações? Não? Quer descobrir? Então continue a leitura e entenda melhor o conceito de Psicologia social.

O que é Psicologia social?

Psicologia social é uma vertente da Psicologia mais tradicional, só que focada no estudo do comportamento humano nas relações sociais. Assim, é um estudo mais coletivo, em que todos os indivíduos são levados em conta durante o levantamento de dados.

A Psicologia social encontra o seu espaço entre a Sociologia e Psicologia convencional. Essas últimas condensam bem o modo de trabalho da primeira. Ademais, a Psicologia convencional foca o seu trabalho em apenas um indivíduo por vez, enquanto a Sociologia trabalha em um grupo. Assim sendo,  a Psicologia de grupo une o melhor dos dois mundos, trazendo ótimos resultados.

Ainda assim, cabe ressaltar que a própria Psicologia de grupo se divide em outras vertentes. E elas resgatam a sua matriz, mas ressignificam o seu modo de trabalho. Mesmo que o fruto inicial passe a ser o fim de um estudo social, ele ainda consegue captar novas ideias e propor novas perspectivas.

Qual o propósito?

Graças ao psicólogo alemão-americano Kurt Lewin, tivemos acesso a essa modalidade de estudo das relações humanas. Kurt conseguiu construir uma abordagem para estudar melhor o condicionamento social, pelo qual todos passamos.

A Psicologia social foca o seu trabalho nos traços e conexões que ligam um único indivíduo a um grupo. Assim, esse tipo de estudo propõe que as pessoas mudam seu comportamento quando estão inclusas em uma esfera social. Portanto, após isso, são feitas comparações em relação ao comportamento quando ele está só.

A Psicologia de grupo ainda propõe um alcance maior. Graças a ela, ainda é possível avaliar a interdependência entre cada indivíduo. Isso se resume em como os estímulos externos proporcionados pela sociedade interferem no nosso pensamento. A partir disso, é que são avaliados os traços de nosso comportamento afetado.

Categorias

A Psicologia de grupo se divide em categorias menores para observamos os fenômenos com maior precisão. Isso permite obter resultados mais isolados e específicos de um vislumbre geral, construindo dados específicos. Em geral, se apresenta na seguinte estrutura:

Interação entre pessoa com pessoa

O estudo observa como indivíduos únicos interagem e reagem entre si, mais distantes de um grupo. Isso permite observar as ondulações propostas por um ente B a determinado ente A. Graças a isso, os pesquisadores conseguem observar, por exemplo, como pessoas diferentes reagem a um mesmo estímulo em diferentes ocasiões.

Interação entre pessoa com um grupo

Sendo o caminho mais comum, essa é a principal diretriz do estudo. Quando inserido em determinado meio, um indivíduo muda a sua diretriz de comportamento, a fim de se adequar a ele. Assim, graças a isso, é possível estudar como a influência externa muda a sua essência individual no momento. Ou seja, é possível analisar como a pessoa se comporta na esfera pública e na individual. Isso explica o porquê de algumas pessoas parecerem “falsas”, já que mudam de comportamento, dependendo da esfera em que está inserido.

Interação entre grupos

Neste caminho, o estudo mostra como as relações entre indivíduos de nichos diferentes se sucedem. A pesquisa pode abranger enfoques locais, da região ou até de todo o país. Por exemplo, uma pessoa não se comporta do mesmo jeito em um grupo de amigos e em um grupo de trabalho. Esses dois ambientes pedem, cada um a sua maneira, um comportamento específico.

Críticas

Como é de se esperar, a Psicologia social recebe muitas críticas quanto à sua formulação. Muitos cientistas e outros especialistas da área contestam o valor dessa metodologia de estudo. Segundo eles, ela não fornece uma base tão completa, mirando em aspectos limitados de como os seres humanos interagem. As mais famosas são:

Visão incompleta

Os especialistas afirmam que a Psicologia de grupo teria um vislumbre limitado da sociedade. Ao invés de trabalhar a relação do conjunto de produções humanas que contribuem para a construção do indivíduo, foca na interação pessoal. Isso não agrega muito valor à toda sociedade, algo que será revisto na criação da nova Psicologia de grupo.

Pautada unicamente na observação de fatos

A Psicologia de grupo se utiliza de um método descritivo, propondo-se a descrever apenas o que é factual. Dessa forma, os especialistas afirmam que há uma necessidade de nomear cada processo observável de encontros. Assim, como as relações alcançam um campo que não conseguimos ver sem ajuda, isso contribui à sua desaprovação.

Ciência da economia

Para finalizar, os estudiosos apontam que o desenvolvimento dela está ligado aos objetivos dos norte-americanos depois da guerra. Ou seja, o estudo foi incluído como forma de recuperar os norte-americanos. Tanto que acusavam a prática de focar em temas que produzissem fórmulas de ajustamento dos comportamentos individuais na sociedade. Isso incluía comunicação persuasiva, dinâmica grupal, entre outras práticas.

Psicologia social na contemporaneidade

Atualmente, estudiosos tentam reformular a estrutura da Psicologia de grupo, de modo a melhorar sua perspectiva de trabalho. Segundo eles, o método atual trabalha unicamente em fenômenos pautados na realidade. Assim, o comportamento, principal ponto de observação agora, deixa seu lugar de destaque e passa a ser um componente secundário.

Não o bastante, também deixa de lado as diferenças de comportamento em momento de interação ou não. A nova proposta conclui que somos criaturas sociais por natureza, aprendendo a ser pessoas quando encontramos outras. Dessa forma, é importante estudar os seres humanos em constante movimento, interagindo ou não, já que continuamos a seguir independente do momento.

Além disso, a nova Psicologia de grupo vai propor a inclusão de conceitos fundamentais de análise a consciência, atividade e identidade. Além disso, o modo de vida também passará a ser prioridade no estudo, já que expressa o movimento urbano. Desde os anos 60, autores trabalham para alterar essa dinâmica de trabalho a fim de melhorar esse campo de estudos.

A Psicologia social serve como um parâmetro para entender as relações entre como e os porquês nas interações humanas. O estudo propõe uma versatilidade, uma mudança de pensamento e comportamento quando estamos inseridos em determinado grupo social. Graças a isso, pode levantar questões a respeito da condução do pensamento humano nas multidões.


NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ


Ainda que contestem a sua aplicação no mundo atual, a ferramenta continua bastante útil para entender nossos ligamentos. Muitos são a favor de reformular a sua visão de estudo, levantando debates e discussões sobre a ciência. Ainda assim, um consenso deve prevalecer e uma ferramenta concisa e estudável deve permanecer à luz de todos.

Para aprender mais sobre o assunto: curso de Psicanálise!

Outra forma de entender o comportamento humano é através de um curso de Psicanálise. Nesse caminho, construímos uma ferramenta capaz de lidar com os empecilhos da mente humana de maneira eficaz e segura. O curso de Psicanálise, 100% online, que oferecemos, propõe uma metodologia inovadora e de fácil replicação no mundo externo.

Por pequenas parcelas ao mês, você pode estudar de qualquer lugar, já que as aulas são online. Os professores sempre estarão presentes e o material disponível possui a mais alta qualificação disponível no mercado. Entre já em contato com a gente e garanta a sua vaga em um dos melhores cursos disponíveis no mercado. Comece já a sua formação em Psicanálise e adquira um conhecimento mais amplo sobre  Psicologia social!

 

 

Foi útil para você? Curta, Comente e Compartilhe!
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + sete =