psicoterapeuta

Psicoterapeuta: o que é, o que faz, quais tipos principais?

Posted on Posted in Formação em Psicanálise, Psicanálise

Por muito tempo, a medicina tradicional tomo conta da saúde pública, mas nem sempre correspondeu às demandas. Por isso que a medicina alternativa e seus profissionais se mostraram valorosos na busca pelo bem-estar geral. Descubra de fato o que é um psicoterapeuta, o que faz por nós e quais os tipos principais.

O que é um psicoterapeuta?

Um psicoterapeuta se trata de um profissional que trabalha as questões emocionais dos pacientes por meio do diálogo. Dessa forma, ele pode entregar abordagens construtivas para que os pacientes lidem melhor com seus problemas. Isso inclui se conectar consigo, trabalhar relações interpessoais, estresse, ansiedade e mudanças.

Este profissional realiza atendimento individual ou em grupo, conforme a necessidade de demanda. Independente do número de pacientes na sessão, pode trazer mudanças ao aspecto comportamento e mental do indivíduo. Como resultado, essas mudanças entregam melhoras cotidianas, permitindo que possa viver adequadamente.

A principal arma dele é a fala, envolvendo uma ligação mútua entre o profissional e paciente. No momento em que se unem, podem fazer uma expressão melhor aos eventos negativos mais elaborada. Dessa forma, fica mais fácil fazer uma análise de suas questões e e pensamentos abordados.

O que ele faz?

Um psicoterapeuta nos ajuda a tratar de nossas questões emocionais que causam grandes ondulações em nossas vidas. Por exemplo, se você sofreu uma grande perda em sua vida, este profissional pode te ajudar a trabalhá-la. Isso inclui também movimentações que aparentemente não possuem causa alguma e que nos incomoda gravemente.

Este profissional consegue fazer atuações em grandes ou pequenos empecilhos que nos acompanham durante nossa jornada. Mesmo que seja a primeira sessão, já conseguirá olhar para si mesmo com mais sensibilidade. Dessa forma, se torna mais próximo de seus sentimentos, se entendendo melhor, e cuidando bem de suas emoções no futuro.

Ademais, cabe ressaltar que pode utilizar do trabalho dele para fazer prevenções. Ainda que não tenha problemas graves, pode consultá-lo e se livrar dos pequenos empecilhos à sua volta. Sem contar que também pode direcionar o trabalho para se desenvolver psíquica e emocionalmente.

Quais os tipos principais?

Existem variados tipos de psicoterapeuta espalhados pelo mercado. Pedimos que você observe atentamente a composição e propósito de cada um para alinhar seus interesses. Fora isso, todos eles possuem um trabalho muito bem estruturado e construtivo, algo visto em profissionais:

Cognitivo-construtivistas

Esse terapeuta faz análise de suas ações e pensamentos e estuda a participação do sistema nervoso em problemas psicológicos. Com isso, se volta para quem possui lesões cerebrais provocadas por doenças degenerativas. Ademais, costuma ser boa para quem quer aprimorar as faculdades mentais e estudar.

Cognitivo-comportamentais

Esse tipo se responsabiliza por alterar pensamentos disfuncionais que nos atrapalham. A terapia é trabalhada em muito treino e pensamentos funcionais. Ao invés de pensar “Não faço nada útil”, passará a pensar “Não fiz isso bem, mas consegui daquela vez”.

Psicodramáticos

Esse trabalho é feito em grupo onde você precisa encenar os seus problemas. O propósito aqui é que possa externar suas emoções. Desse modo, fica mais fácil de conversar e verificar o que cada um sentiu nesse processo.

Psicoterapeutas junguianos

O trabalho de Jung serve diretamente para adquirir autoconhecimento profundo. Ao contrário das demais, psicoterapia de Jung foca exclusivamente nos problemas, dando pouca liberdade ao paciente falar do que quiser. Dependendo do problema, as sessões podem levar anos.

Leia Também:  Psicologia do Desenvolvimento: teoria e exemplos

Psicoterapeutas analítico-comportamentais

Esse tipo de psicoterapia ajuda a transformar comportamentos que dificultam nossas vidas, possuindo ligação com behaviorismo. Por isso que trabalha muito bem quem possui depressão, ansiedade, fobia social, pânico, dependência e problema de aprendizagem.

Psicoterapeutas da Gestalt

O terapeuta estuda os pacientes de acordo com o ambiente em que eles vivem, família, amigos e trabalho. Enquanto ouve o cliente, foca em sua postura, voz, gestos e expressões.

EMDR

O propósito aqui é fazer o visitante simular a movimentação ocular durante o sono REM. Isso é necessário porque se acredita na reconstituição das memórias ruins que são processadas e posteriormente superadas.

NÓS RETORNAMOS PARA VOCÊ



Quero informações para me inscrever na Formação EAD em Psicanálise.

Psicoterapeutas lacanianos

Esse tipo de psicoterapeuta ajuda o paciente em questão a penetrar em suas camadas profundas. A ideia é que as sessões ajudem o visitante a cultivar autoconhecimento. Entretanto, não costuma ser recomendada para quem experimenta constantemente situações de urgência.

A importância de um psicoterapeuta

Muitas pessoas enxergam o trabalho do psicoterapeuta com um certo preconceito injustificado. Isso acontece por causa da cultura adotada que temos de lidar com nossos próprios problemas sozinhos. Acontece que não possuímos a clareza necessária para lidar com eles de forma plena.

Nesse caminho, o profissional surge como uma espécie de guia para nos orientar em relação ao momento. Além de ter a segurança necessária para tal, ele não está envolvido diretamente com nossas questões. Por isso que pode fazer julgamentos de forma mais imparcial e completa e nos ajudar de modo mais completo.

Sem ele, certamente cederíamos aos nossos problemas sem qualquer chance de enfrentá-los. Seu trabalho de vigilância e aconselhamento impede que viremos reféns dos empecilhos. Em suma, se trata de um reeducador de vida que nos ajuda a dar novo significado a ela.

Quando procurá-lo?

A partir do momento em que sentir que sua vida não evolui em qualquer aspecto. O conformismo pode vir em diversas faces e se torna um perigoso vilão com o passar do tempo. Infelizmente, muitos acabam cedendo às ofertas infrutíferas dadas por ele.

Isso fica claro quando uma pessoa tem problemas, se incomoda com isso, mas não faz nada para resolvê-los. Ela se acostuma, de modo que viva uma vida distante da qual queria. A partir daqui uma frustração existencial toma conta e gera um conflito contínuo, crescente e bastante doloroso.

Dessa forma, sempre que sentir que algo o atinge e impede de prosseguir, procure um psicoterapeuta. Ele é um profissional altamente capacitado e flexível para te ajudar a observar a raiz dos seus problemas. Certamente receberá uma nova perspectiva sobre a sua própria vida e como melhorá-la.

O que esperar da sessão?

O modo como o psicoterapeuta trabalhará suas questões depende diretamente da vertente de ação dele. É bastante comum que você fique sentado ou deitado falando sobre os seus problemas. Em outros casos, você pode dar vida a esses empecilhos para entender outros pontos de vista sobre o assunto.

De um modo ou de outro, você basicamente fala sobre o momento em que vive e a situação que o incomoda. O profissional se valerá de sua fala para que possa construir o trabalho dele. Ainda que seja tímido, é preciso tomar coragem e se expor por um momento para ter ajuda.

Mas não se preocupe com qualquer informação dita e trabalhada em consultório. Os psicoterapeutas possuem um código rígido de sigilo em relação aos pacientes. Você terá a total garantia de que o que for dito e feito em sessão não sairá dali.

Leia Também:  Lucian Freud: pintor e neto de Sigmund Freud

Benefícios

Certamente é bastante vantajoso ter um psicoterapeuta atuando com você. Mesmo com poucas sessões já é possível sentir a diferença do trabalho dele atuando sobre você. Dentre os diversos benefícios, poderá sentir:

Autoconhecimento

A psicoterapia te coloca em contato com a sua natureza interna. Isso porque você passa a ficar mais ciente de sua movimentação emotiva e psicológica. Com isso, pode entender melhor o que te afeta e como pode resolver isso.

Enxergar seu potencial

Além de entender como os empecilhos surgem em sua vida, você também se conscientiza do seu próprio potencial. Isso quer dizer que você entende melhor o que é capaz de fazer e até que ponto pode chegar.

Habilidades interpessoais

O modo como se relaciona com as outras pessoas também é positivamente aprimorado. Dessa forma, poderá se conectar melhor com a sua família, amigos e principalmente relacionamentos amorosos.

Considerações finais sobre psicoterapeuta

O trabalho de um psicoterapeuta é de extrema importância no momento em que vivemos. Dependemos de uma assistência para que possamos conduzir adequadamente o nosso fluxo psíquico e emocional. Procurá-lo não significa fragilidade, mas, sim, que se importa consigo o suficiente para ficar bem.

Ademais, o trabalho dele ajuda a nos desenvolver de forma sistêmica. Não apenas a mente e as emoções amadurecem, como também a forma como chegam ao físico. Basicamente, pode ser visto como um instrutor de como viver e existir bem.

Para que possa se aprimorar adequadamente, se inscreva em nosso curso de Psicanálise Clínica 100% EAD. Você mesmo pode se tornar um psicoterapeuta de sucesso, trabalhando em prol de si mesmo e aplicando tudo que aprender em prol do seu desenvolvimento. Faça a diferença e garanta agora mesmo a chance de crescer exponencialmente. Matricule-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − três =